Brasil registra 33.536 novos casos de covid-19 em apenas 24 horas

Terça-feira, 22 de setembro

20h

Brasil registra 33.536 novos casos de covid-19 em apenas 24 horas

Dados do Ministério da Saúde apontam que o Brasil tem agora 4.591.694 pessoas infectadas pela covid-19. Em 24 horas, 33.536 novos casos foram diagnosticados. Já o número de mortos saltou em 836. No total, são agora 138.108 óbitos pela doença.

Nesta terça-feira (22), o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, autorizou a volta do público aos estádios brasileiros a partir de outubro. O general enviou a comunicação para a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), que gerencia os torneios de futebol profissional no Brasil, orientando a reabertura das arquibancadas de acordo com as normas sanitárias de cada estado e município.

17h10

EUA ultrapassam 200 mil mortes por covid-19

Os Estados Unidos ultrapassaram a marca de 200 mil mortes pelo novo coronavírus. 200.005 pessoas já morreram devido à covid-19, segundo dados da Universidade Johns Hopkins. O número de casos nos EUA é de 6.861.211

O outono começa hoje no país, 24 dos 50 estados voltaram a registrar aumento de casos nos sete últimos dias. O frio do outono nos EUA aumenta os temores do surgimento de doenças respiratórias e da propagação do vírus.

Segunda-feira, 21 de setembro

19h15

Brasil tem 137.272 mortes por covid-19

O Ministério da Saúde divulgou os números atualizados da covid-19. Nesta segunda-feira (21) o país soma 4.558.068 casos da doença. O número de mortes é 137.272. Em 24 horas foram registradas 377 óbitos.

Quinta-feira, 17 de setembro

19h

Brasil tem 134.935 mortes por covid-19

Dados do Ministério da Saúde apontam que o Brasil tem 36.303 novos casos de covid-19. Este é o terceiro dia seguido que o país ultrapassa os 36 mil novos casos. O total agora é de 4.455.386. O número de mortes também subiu. Em 24 horas o país perdeu 829 pessoas. O número de óbitos registrados chega a 134.935.

Quarta-feira, 16 de setembro

19h15

Brasil registra mais de 36 mil novos casos de covid-19 em 24 horas

O Ministério da Saúde apontou nesta quarta-feira (17) que o país registrou 36.820 novos casos confirmados de covid-19 nas últimas 24 horas. Agora são 4.419.083 diagnósticos positivos da doença. O número de mortes também cresceu. Fora 987 novos óbitos de ontem para hoje. O total agora chega a 134.106

O general Eduardo Pazuello tomou posse nesta quarta-feira (16) como ministro da Saúde, depois de quatro meses como interino. Ele está no posto desde junho, apesar de ter assumido a informalmente em maio, após a saída de Nelson Teich. Sua confirmação à frente da pasta sinaliza continuidade das ações adotadas nos últimos meses.

Terça-feira, 15 de setembro

20h40

Brasil tem 1.113 mortes por covid-19 em 24 horas. Total passa de 133 mil

Nas últimas 24 horas o Brasil perdeu 1.113 pessoas para a covid-19. Ao todo, já são 133. 119 mortes em decorrência da doença. O número de infectados também cresceu e agora são 4.382.263 casos confirmados no país.

Segunda-feira, 14 de setembro

19h27

Brasil ultrapassa 132 mil mortes por covid-19 e registra 381 óbitos em 24 horas

Dados do Ministério da Saúde mostram que o país registrou 381 mortes por coronavírus em 24h e contabiliza 132.006 óbitos. Os casos confirmados de infecção pela covid-19 subiram para 15.115 e totalizam 4.345.610 no Brasil. O presidente recém-empossado do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, foi diagnosticado com a doença nesta segunda-feira (14) e ficará em isolamento pelos próximos dez dias.

Domingo, 13 de setembro

18h50

Brasil registra mais de 14 mil novos casos de covid-19 em 24 horas

Dados do Ministério da Saúde deste domingo (13) dão conta de que o país registrou 14.768 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas. No total, são 4.330.455 casos confirmados da doença no Brasil. O número de mortes teve um acréscimo de 415 novos óbitos, totalizando 131.625 mortes.

Sábado, 12 de setembro

18h40

Covid-19 faz 814 novas vítimas no Brasil em 24 horas

Neste sábado (12) o Brasil atingiu a marca de 131.210 mortos por covid-19. Somente nas últimas 24 horas, o país registrou mais 814 óbitos. Ao todo, o país tem agora 4.315.687 casos confirmados da doença. Entre ontem (11) e hoje (12) mais 33.523 pessoas testaram positivo para a doença.

Neste sábado, a Universidade de Oxford anunciou a retomada dos testes para a vacina contra o novo coronavírus. O estudo foi suspenso há uma semana, quando uma paciente no Reino Unido teve reação adversa.

Sexta-feira, 11 de setembro

19h15

Brasil tem mais de 130 mil mortos por covid-19

O Brasil registrou nesta sexta-feira (11) uma alta de 43.718 novos casos confirmados de covid-19. Ao todo, 4.282.164 brasileiros já foram infectados com a doença. O número de mortes nas últimas 24 horas também teve alta, foram 874 novos óbitos. No total, 130.396 brasileiros perderam a vida em decorrência do novo coronavírus.

17h05

Vice-prefeito de Uberaba morre após 14 dias na UTI

O vice-prefeito de Uberaba, (MG) João Gilberto Ripposati (PTB), morreu nesta sexta-feira (11) em decorrência da covid-19. Ele estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital São Domingos desde o dia 28 de agosto, quando sentiu dores no estômago e dificuldades para respirar. A Prefeitura de Uberaba decretou luto oficial de três dias.

Ripposati foi eleito vice-prefeito na chapa encabeçada por Paulo Piau (MDB), em 2016. O político tinha 59 anos e deixa esposa e três filhos.

Quinta-feira, 10 de setembro

20h

Brasil ultrapassa 129 mil mortes por covid-19

De acordo com o Ministério da Saúde, o Brasil tem agora 129.522 mortos pela doença. Somente nas últimas 24 horas, 983 pessoas morreram. O número de casos confirmados até hoje (9) é de 4.238.446. Entre quarta e quinta houve um acréscimo de 40.557 novos casos.

Quarta-feira, 9 de setembro

Em 24 horas, Brasil registra mais de 35 mil novos casos de covid-19

Com total de 4.197.889 casos confirmados de covid-19, o Brasil registrou entre terça e quarta-feira (9) mais 35.816 novos diagnósticos positivos da doença. O número de mortes agora é de 128.539, nas últimas 24 horas foram mais 1.075 óbitos em decorrência do vírus.

Após anunciar que aguardaria informações da AstraZeneca sobre a suspensão dos estudos da vacina contra covid-19, a Anvisa afirmou nesta quarta-feira (9) que no Brasil não há relato de eventos adversos graves em voluntários e que está em contato com o laboratório para ter acesso à totalidade das informações e interlocução com outras autoridades de medicamentos no mundo.

Terça-feira, 8 de setembro

Alexandre de Moraes determina que DF divulgue dados com metodologia antiga

21h30

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, determinou que o governo do Distrito Federal (GDF) volte a divulgar os dados sobre covid-19 com a metodologia antiga. A Rede, o PCdoB e o Psol acionaram o STF em aditamento à ADPF em que o relator havia determinado ao Ministério da Saúde, que havia restringido informações acerca das vítimas do novo coronavírus, o restabelecimento, na integralidade, da divulgação diária dos dados epidemiológicos sobre a pandemia.

Os partidos informam que em agosto o GDF passou a inserir no sistema de divulgação apenas os óbitos ocorridos no dia, alterando, dessa forma, a metodologia anterior, que consolidava diariamente tanto os casos confirmados como os óbitos registrados por dia.

Alexandre de Moraes destacou que é notório que a metodologia implantada pelo GDF obscurece vários dados epidemiológicos que vinham sendo divulgados no mesmo padrão desde o início da pandemia até o último dia 18 de agosto. Esses dados permitiam análises e projeções comparativas necessárias para auxiliar as autoridades públicas na tomada de decisões e dar à população em geral o pleno conhecimento da situação de pandemia vivenciada no respectivo território.

Nesta terça-feira (8), o governador do DF, Ibaneis Rocha (DEM) foi diagnosticado com covid-19. Ele está com sintomas leves e despachando de sua casa.

Brasil tem mais de 127 mil mortes por covid-19

19h40

O Ministério da Saúde apontou nesta terça-feira (8) que o país registra 4.162.073 casos confirmados de covid-19. Ao todo, 127.464 pessoas já morreram em decorrência da doença. Entre ontem e hoje, 504 novos óbitos foram confirmados pela pasta.

Segunda, 7 de setembro

18h30

Brasil registra 310 novas mortes por covid-19 e 10.273 novos casos da doença

A atualização desta segunda do Ministério da Saúde aponta para 310 novas mortes por covid-19, totalizando 126.960 óbitos. O acréscimo de novos diagnósticos foi de 10.273 , o que totaliza 4.147.794 casos confirmados desde o início da pandemia.

Domingo, 6 de setembro

19h27

Brasil registra 447 novas mortes por covid-19 e 14.521 novos casos da doença

A atualização deste domingo do Ministério da Saúde aponta para 447 novas mortes por covid-19, totalizando 126.650 óbitos. O acréscimo de novos diagnósticos foi de 14.521, o que totaliza 4.137.521 casos confirmados desde o início da pandemia.

Sábado, 5 de setembro

19h20

Brasil registra 682 novas mortes por covid-19

Os dados atualizados pelo Ministério da Saúde neste sábado (5) apontam para 30.168 novos casos de contaminação por covid-19 no país, totalizando 4.123.000 desde o início da pandemia. Foram registradas 682 novas mortes nas últimas 24 horas. Ao todo, 126.203 brasileiros perderam a vida para a doença.

Sexta-feira, 4 de setembro

20h25

Brasil tem mais de 51 mil novos casos de covid-19 em 24 horas

De acordo com o Ministério da Saúde, o Brasil registrou nesta sexta-feira (4) mais 51.194 novos casos de covid-19 no país. No total, 4.092.832 brasileiros já foram infectados pela doença. O número de mortos nas últimas 24 horas também teve crescimento. Foram mais 907 óbitos. O total de mortes é de 125.521 vidas perdidas em decorrência da doença.

15h30

Estado de São Paulo tem 95% da população na fase amarela

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou nesta sexta-feira (4) que 95% da população do estado está na fase amarela do Plano SP.

Essa é a 12ª atualização do mapa e, de acordo com o governo, a tendência de queda nos índices está se mantendo nos números de internações e óbitos. Pela quarta semana consecutiva, foi registrado 13,5% de redução nos óbitos em relação à semana epidemiológica anterior. Pela quinta semana seguida, houve também queda de 6,5% no número de internações se comparado à semana anterior, regredindo para os índices registrados em maio.

"Essa tendência de regressão da pandemia vem se mostrando consistente, mas não significa que temos que baixar a guarda. Lembrar que estamos em quarentena e precisamos ter cautela e cuidado", alertou o governador.
Cidade

Após a taxa de ocupação nos hospitais cair para 55% na capital paulista,  o prefeito  Bruno Covas (PSDB), anunciou o fechamento do hospital de campanha do Anhembi no dia 10 de setembro.A maior parte dos leitos já havia sido desativada em agosto.

"Hoje com os números que a cidade tem, e a própria taxa de ocupação do Hospital de Campanha do Anhembi, a cidade tem a tranquilidade de que vai poder desativar sem ter a necessidade de voltar a utilizar aqueles leitos. Até porque, enquanto os 2 hospitais de campanha passaram a funcionar, o do Pacaembu e o do Anhembi, a cidade pôde também entregar 8 hospitais permanentes. Então, com todos os leitos permanentes que foram criados, nós temos hoje a tranquilidade de poder anunciar a desativação. Desde ontem o hospital deixou de receber novos pacientes e nossa expectativa é que o fechamento final ocorra no dia 10 de setembro", disse o prefeito.

Quinta-feira, 3 de setembro

19h40

Brasil ultrapassa 4 milhões de casos confirmados de covid-19

O Ministério da Saúde apontou nesta quinta-feira (3) que o Brasil tem agora 4.041.638 casos confirmados de covid-19. O país tem 124.614 mortes pela doença. Nas últimas 24 horas foram registrados 834 novos óbitos. São Paulo ainda é o estado com mais números de casos (837.978) e mortos (30.905).

Quarta-feira, 2 de setembro

19h50

Brasil se aproxima dos 4 milhões de casos confirmados de covid-19

Dados do Ministério da Saúde desta terça-feira (2) dão conta de que o país se aproxima dos 4 milhões de casos confirmados de covid-19. Até agora são 3.997.865 casos da doença. Entre ontem (1º) e hoje (2) houve acréscimo de 46.934 novos casos. O número de mortes é de 123.780. Apenas nas últimas 24 horas foram registrados 1.184 óbitos.

Terça-feira, 1º de setembro

19h20

Brasil ultrapassa 122 mil mortes por covid-19

Dados desta terça-feira (1º) do Ministério da Saúde apontam que o país tem agora 122.596 mortos por covid-19. Nas últimas 24 horas foram registradas 1.215 mortes. Ao todo, o Brasil tem agora 3.950.931 casos confirmados da doença.

Na segunda-feira (31), Jair Bolsonaro declarou em conversa com apoiadores ao lado de fora do Alvorada, que "ninguém pode obrigar ninguém a tomar vacina". A mensagem foi compartilhada pela conta oficial da Secretaria Especial de Comunicação Social da Presidência da República (Secom) nas redes sociais.

Segunda-feira, 31 de agosto

19h02

Brasil ultrapassa 121 mil mortes por covid-19

De acordo com dados do Ministério da Saúde, o Brasil registrou 553 mortes por coronavírus nas últimas 24h, totalizando 121.381  mortes por coronavírus. Entre ontem e hoje, foram confirmados 45.961 novos casos no país. Desde o início da pandemia, 3.501.975 brasileiros já contraíram a covid-19. O mundo já tem mais de 25 milhões de casos por coronavírus, segundo a universidade americana John Hopkins.

Domingo, 30 de agosto

18h00

Brasil tem 120.828 mortos e 3,86 milhões de casos de covid

Segundo dados do Ministério da Saúde atualizados neste domingo (30), foram registradas 366 mortes por covid-19 nas últimas 24 horas, totalizando 120.828 óbitos. Em termos de casos confirmados, houve acréscimo de 16.158 novos casos. Ao todo, 3.862.311 brasileiros contraíram o novo coronavírus desde o início da pandemia.

8h30

Mundo tem mais de 25 milhões de casos de covid-19

O número de casos confirmados de coronavírus no mundo ultrapassou a marca de 25 milhões nesta madrugada. De acordo com dados da universidade americana John Hopkins, eram 25.009.250 às 4h. O primeiro lugar em número de casos é o Estados Unidos, com 5,9 milhões, depois vem o Brasil, com 3,8 milhões, e a Índia com 3,5 milhões.

A doença tirou a vida de 842,7 mil pessoas. Os países com mais mortes confirmadas são os Estados Unidos (182,7 mil), o Brasil (120,2 mil) e o México (63,8 mil).

Sábado, 29 de agosto

18h30

Brasil tem mais de 120 mil mortos por covid

Segundo dados do Ministério da Saúde atualizados neste sábado (29), foram registradas 758 mortes por covid-19 nas últimas 24 horas, totalizando 120.262 óbitos. Em termos de casos confirmados, houve acréscimo de 41.350 novos casos. Ao todo, 3.846.153 brasileiros contraíram o novo coronavírus desde o início da pandemia.

Sexta-feira, 28 de agosto

19h47

Brasil registra 855 óbitos por covid-19 e 43 mil novos casos confirmados

Segundo dados do Ministério da Saúde atualizados nesta sexta-feira (28), foram registradas 855 mortes por covid-19 nas últimas 24 horas, totalizando 119.504 óbitos. Em termos de casos confirmados, houve acréscimo de 43.412 novos casos. Ao todo, 3.804.803 brasileiros contraíram o novo coronavírus desde o início da pandemia.

Quinta-feira, 27 de agosto

19h30

Brasil ultrapassa 118 mil mortos por covid-19

O Ministério da Saúde divulgou nesta quinta-feira (27) os dados mais recentes sobre a covid-19 no país. Agora, são 3.761.391 casos confirmados da doença. De segunda para terça 44.235 novos casos foram diagnosticados. O número de mortos é 118.649. De ontem para hoje foram 984 óbitos.

Quarta-feira, 26 de agosto

18:50

Seis meses após o primeiro caso de covid-19, Brasil tem mais de 116 mil mortes

Nas últimas 24 horas, o Brasil contabilizou 1.085 óbitos em decorrência da covid-19 e 47.161 novos casos da doença. Seis meses após o primeiro caso registrado da doença em território brasileiro, o Ministério da Saúde aponta que 116.580 pessoas morreram em decorrência do novo coronavírus. Ao todo, 3.717.156 pessoas foram infectadas. Em todo o mundo, o Brasil é o segundo país mais afetado pela pandemia, ficando atrás somente dos Estados Unidos, que hoje registram mais de 5,8 milhões de infectados e 179.310 óbitos.

Terça-feira, 25 de agosto

19h15

Brasil registra 1.271 mortes por covid-19 em 24 horas. Total passa de 116 mil

O Ministério da Saúde informou nesta terça-feira (25) que o Brasil tem agora 116.580 mortos por covid-19. Nas últimas 24 horas foram 1.271 óbitos. Ao todo, o país tem 3.669.995 casos confirmados. Entre ontem e hoje, a pasta apontou mais 47.134 novos casos.

Segunda-feira, 24 de agosto

19h20

Brasil ultrapassa 115 mil mortes por covid-19

O Ministério da Saúde divulgou nesta segunda-feira (24) que o país tem 3.622.861  casos positivos para covid-19. O número de mortos pela doença agora é de 115.309. Nas últimas 24 horas foram registrados 565 novos óbitos.

Domingo, 23 de agosto

19:00

Brasil ultrapassa 3,6 milhões de infectados pela covid-19

Segundo os dados do Ministério da Saúde, neste domingo (23), o Brasil registrou 494 óbitos e 23.421 casos de infecção de covid-19, nas últimas 24 horas. Com isso, o país acumula 3.605.783 casos de confirmados e 114.744 óbitos.

Sábado, 22 de agosto 

19h17

Com 892 mortes em 24h, Brasil já tem mais de 114 mil óbitos por covid-19

Dados divulgados pelo Ministério da Saúde no fim da tarde deste sábado (22) informam que o Brasil teve 892 mortes por covid-19 nas últimas 24 horas. Com esse número, o país tem agora 114.250 óbitos em decorrência do coronavírus. Já o número de casos acumulados é de 3.582.362. Nas últimas 24 horas foram registradas 50.032 novas infecções.

Sexta-feira, 21 de agosto

18h50

Brasil ultrapassa 113 mil mortes e totaliza 3.532.330 casos de covid-19

O Brasil registrou 113.358 mortes de covid-19 nas últimas 24 horas, segundo dados divulgados pelo Ministério da Saúde. Ao todo, já são 3.532.330 pessoas que já se infectaram com o vírus em terras brasileiras, desses, 2.670.755 se recuperaram, ou seja, no momento o país tem ao menos 748.217 pessoas com a covid-19.

Quinta-feira, 20 de agosto
19h05

Brasil ultrapassa 112 mil mortes por covid-19

O Ministério da Saúde divulgou nesta quinta-feira (20), que o Brasil atingiu 112.304 mortes por coronavírus. Nas últimas 24 horas foram registrados 1.204 novos óbitos. O país tem 3.501.075 casos confirmados da doença.

Quarta-feira, 19 de agosto

18h45

Brasil registra 1.212 novas mortes por covid-19 em 24h. Total passa de 111 mil

O Ministério da Saúde divulgou hoje que o país tem agora 111.100 mortos por covid-19. Nas últimas 24 horas foram registrados 1.212 novos óbitos. O país tem ainda 3.456.652 casos confirmados da doença. Entre terça e quarta foram detectados 49.298 novos casos.

Terça-feira, 18 de agosto

19h00

Brasil ultrapassa 109 mil mortos por covid-19

O Ministério da Saúde informou nesta terça-feira (18) que o Brasil tem 109.888 mortos pela covid-19. Nas últimas 24 horas foram registrados 1.352 óbitos. Agora o país tem 3.407.354 casos da doença. Entre segunda e terça o país diagnosticou mais 47.784 casos de covid-19.

Planalto registra primeira morte de servidora por covid-19

14h35

A servidora federal Maria Helena Ribeiro Maier morreu na madrugada dessa segunda-feira (17) em decorrência de complicações causadas pela covid-19. Esse é o primeiro óbito entre funcionários do Palácio do Planalto que contraíram a doença.

Maria Helena estava lotada na Secretaria-Geral da Presidência da República (SeGov). Segundo a SeGov, desde o início da pandemia até o dia 4 de agosto, 178 servidores da Presidência foram diagnosticados com a covid-19, o que representa 5,2% do total de 3.400 funcionários. O ministério informou que 147 servidores já foram curados e o restante está em tratamento.

Em nota, a Secretaria confirmou a morte de Maria Helena e disse que "a servidora, que atuava na SeGov desde 2011, encontrava-se em teletrabalho desde o início da pandemia".

A Associação Nacional dos Especialistas em Políticas Públicas e Gestão Governamental (Anesp) emitiu uma nota de pesar onde diz que Maria Helena foi uma das pioneiras entre as mulheres da carreira. "Ainda no curso de formação lutou para garantir isonomia de direitos, mantendo seus filhos próximos, conciliando os estudos e tendo alto desempenho no exercício de suas funções. Ela sempre contribuiu com o sentido coletivo de estruturar uma carreira de Estado que pudesse qualificar a implementação de políticas públicas no governo federal".

Dados do Ministério da Saúde de segunda-feira (17) apontam que o país registrou 108.536 óbitos pela doença. Ao todo, o país tem 3.359.570 de casos confirmados.

Segunda-feira 17 de agosto

18:50

Brasil ultrapassa 108 mil mortes por covid-19

Dados do Ministério da Saúde desta segunda-feira (17) apontam que o país tem agora 108.536 óbitos pela doença. Somente nas últimas 24 horas, 684 mortes por covid-19 foram registradas. Ao todo, o país tem 3.359.570 de casos confirmados. Entre domingo e segunda-feira (17) a pasta somou mais 19.373 casos positivos para o novo coronavírus.

Sexta-feira, 14 de agosto

20:30

Brasil alcança 106.523 mortes e 3.275.520 casos

O Brasil chegou a 106.523 mortes pela covid-19, conforme atualização do Ministério da Saúde divulgada nesta sexta-feira (14). Nas últimas 24 horas, foram registrados 1.060 novos óbitos pelas secretarias estaduais de saúde. Ontem (13), o sistema da pasta marcava 105.463 falecimentos em decorrência da pandemia.

A soma de casos acumulados foi de 3.275.520. Entre ontem e hoje, foram notificadas 50.644 novas infecções. Nesta quinta-feira, o sistema do Ministério da Saúde contabilizava 3.224.876 pessoas com a covid-19.

Pela atualização diária da pasta, a letalidade (mortes entre o total de infectados) da doença foi de 3,3%. Já a mortalidade (falecimentos em relação à população) ficou em 50,7 e a incidência (casos de covid-19 em proporção à população) atingiu 1558,7.

Os dados indicam também que 784.695 pacientes estão, neste momento, em acompanhamento. Outros 2.384.302 já se recuperaram.

Na distribuição geográfica do número de mortes, o ranking de regiões é liderado pelo Sudeste (47.912), seguido por Nordeste (31.896), Norte (12.933), Centro-0este (7.097) e Sul (6.985).

Já os estados com mais óbitos incluem São Paulo (26.613), Rio de Janeiro (14.507), Ceará (8.123) Pernambuco (7.111) e Pará (5.924).

Quinta-feira, 13 de agosto

Brasil registra 1.262 mortes por covid-19 em 24 horas

A contagem de mortes por covid-19 divulgada pelo Ministério da Saúde nesta quinta-feira (13) informa que 1.262 pessoas morreram pela doença no Brasil nas últimas 24 horas. Com isso, o total de mortos no país chega a 105.463 pessoas. Já o número de casos subiu 60.091 e chegou ao total de 3.224.876.

Pazuello diz a deputados que governo analisa vacina russa

O ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello, disse na reunião da comissão mista que analisa as questões da covid-19, que as informações sobre a vacina russa ainda são “rasas” e “incipientes”.

Ainda assim, Pazuello afirmou que o governo brasileiro já teve uma reunião com autoridades do país e do governo do Paraná para acompanhar o acordo de cooperação entre eles. "Nós estamos atentos à vacina russa e caso essa prospecção seja positiva, nós devemos também participar", informou.

Nessa semana, o estado do Paraná e a Rússia assinaram um documento para o desenvolvimento da vacina Sputnik V. A vacina russa é questionada pela comunidade científica internacional porque o país não é claro com relação à apresentação de resultados e protocolos.

Na reunião com a comissão mista, o ministro interino disse que o governo federal se interessa por todas as vacinas viáveis.  "Vai ter muita negociação, muito trabalho para que isso seja analisado pela Anvisa para que nós possamos discutir a compra".

Quarta-feira, 12 de agosto

20:14

Brasil tem 1.175 novas mortes por covid-19 em 24 horas

O Ministério da Saúde informou nesta quarta-feira (12) que o Brasil tem agora 104.201 mortes por covid-19. Nas últimas 24 horas o país registrou 1.175 novos óbitos pelo coronavírus. Agora o país tem 3.164.785 casos confirmados da doença. Entre terça e quarta-feira foram registrados mais 55.155 casos.

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB) afirmou que testou positivo para o vírus e disse que vai cumprir o isolamento domiciliar. O governo do estado afirmou que Doria está assintomático e recebe acompanhamento do médico infectologista David Uip. O governador não se afastará de suas funções e seguirá trabalhando à distância, cabendo ao vice-governador, Rodrigo Garcia, a participação em atos presenciais e entrevistas coletivas no Palácio dos Bandeirantes.

Terça-feira, 11 de agosto

19:16

Brasil tem 1.274 novas mortes por covid-19 em 24 horas

O Ministério da Saúde apontou nesta terça-feira (11) que o país chegou a marca de 103.026 óbitos por covid-19. Nas últimas 24 horas foram mais 1.274 mortes pelo vírus. Agora o país tem 3.109.630 casos confirmados de doença.

09:55

Rússia registra vacina contra coronavírus sob desconfiança da OMS

O presidente Vladimir Putin anunciou que a Rússia é o primeiro país a registrar uma vacina contra o novo coronavírus. Ele informou que uma de suas filhas já recebeu duas doses. Putin ressaltou que a vacina passou por testes necessários para comprovar a eficácia e a imunidade ao vírus.

Mas a comunidade científica e a Organização Mundial da Saúde (OMS) receberam a notícia com desconfiança, pois a vacina não passou pela fase 3 de testes, que é feita com milhares de pessoas e costuma durar meses.

A OMS informou que o produto não passou por sua avaliação e que a vacina russa não estava entre os 160 estudos feitos pelo mundo. Também não constava da atualização feita em 31 de julho, em que foram apontados seis estudos em fase avançada, incluindo pesquisas da Universidade de Oxford e a vacina criada em parceria entre o Instituto Butantan e empresa chinesa.

Segunda, 10 de agosto

19:20

Brasil registra 101.752 mortes por covid-19

Segundo atualização do Ministério da Saúde, o Brasil totalizou 101.752 óbitos de covid-19. Somente nas últimas 24 horas foram 703 casos. Ao todo 3.057.470 brasileiros foram infectados, sendo 22.048 nas últimas 24 horas.

Segundo o ministério, ao menos 2.163.812 pessoas se recuperaram da doença.

Domingo, 9 de agosto

18:20

Brasil registra mais de 23 mil novos casos de covid-19 em 24 horas

Entre sábado (8) e domingo (9), o Ministério da Saúde registrou 23.010 novos casos de covid-19. No total, o país tem 3.035.422 diagnósticos positivos. O número de mortes cresceu para 101.049, com mais 572 novos óbitos nas últimas 24 horas.

Ontem (8), o país alcançou os cem mil mortos e o Congresso e o STF declararam luto oficial. Diversos políticos se manifestaram sobre os números da pandemia.

Sábado, 8 de agosto

19:00

Brasil ultrapassa 100 mil mortes por covid-19 e tem mais de 3 milhões de casos

O Brasil atingiu neste sábado (8) a terrível marca de 100.477 mortes por covid-19. Nas últimas 24 horas o país perdeu 905 vidas de acordo com o Ministério da Saúde. Agora, o país passa dos 3 milhões de casos confirmados da doença. Entre sexta e sábado, o país registrou mais 49.970 casos de covid-19.

O Congresso e o STF decretaram luto oficial de quatro e três dias pelas mortes relacionadas à doença. Diversas autoridades manifestaram solidariedade às famílias das vítimas.

Sexta-feira, 7 de agosto

20:00

Covid-19 já matou 99.572 brasileiros e infectou quase 3 milhões

A covid-19 já tirou a vida de 99.572 brasileiros. O número de pessoas que já foram infectadas com o vírus no país é 2.962.442, segundo os dados do Ministério da Saúde. Somente nas últimas 24 horas, foram mais de 50 mil novos casos.

São Paulo lidera, com 608.379 infectados e 24.735 óbitos. Seguido por Bahia com 287.892 casos e 3.843 óbitos. O Ceará vem em terceiro lugar com 185.409 casos e 7.921 mortes.

11:11

Universidade americana estima até 192 mil mortos por covid-19 no Brasil até dezembro

A Universidade de Washington publicou projeções de mortes por covid-19 no mundo até o fim de 2020. Para os Estados Unidos, o estudo prevê que sem a utilização de máscaras mais de 391 mil pessoas devem morrer até o final do ano em decorrência da covid-19, com a utilização da proteção a previsão é que este número caia para 228 mil mortes

O Brasil, segundo a universidade, deve alcançar a marca dos 192 mil mortos até dezembro sem a utilização de máscaras, com a proteção a previsão é de que esta marca seja de 167 mil mortos.

Quinta-feira, 6 de agosto

18:25

Brasil registra mais de 53 mil novos casos de covid-19 em 24 horas

De acordo com a atualização diária feita nesta quinta-feira (6) pelo Ministério da Saúde, o Brasil tem 98.493 óbitos por covid-19. Nas últimas 24 horas, 1.237 óbitos decorrentes da doença foram registrados. No total 2.912.212 diagnósticos da doença já foram confirmados, sendo 53.139 casos registrados de ontem para hoje.

A pasta também informou que 766.059 pacientes estão em acompanhamento e 2.047.660 pessoas já se recuperaram da doença.

11:33

Twitter bloqueia página de campanha de Trump por desinformação

A conta @TeamTrump, da campanha para reeleição do presidente Donald Trump, foi bloqueada pelo Twitter por postagem em que dizia que crianças são "quase imunes" à covid-19. Para a empresa, o conteúdo viola as regras da rede social contra a desinformação. Eles afirmam ainda que para a página voltar a funcionar, o administrador precisa apagar a postagem com o conteúdo em questão.

O Facebook já havia removido anteriormente um vídeo na página do presidente americano em que ele fazia a mesma afirmação sobre a "quase imunidade" das crianças ao coronavírus, durante uma entrevista à Fox News. Aquela foi a primeira vez que a empresa removeu uma postagem da página do presidente por conteúdo de "desinformação", em outro momento, a pagina removeu postagem da campanha eleitoral do presidente que continha símbolo nazista.

Quarta-feira, 5 de agosto

18:28

Brasil registra mais de 97 mil óbitos por covid-19

Atualização feita nesta quarta-feira (5) pelo Ministério da Saúde demonstra que o Brasil possui 97.256 óbitos por covid-19, sendo 1.437 registrados nas últimas 24 horas. Ao todo 2.859.073 casos da doença já foram confirmados. Deste total, 57.152 foram registrados de ontem para hoje. 

De acordo com as informações divulgadas pela pasta, 741.180 pacientes estão em acompanhamento e 2.020.637 pessoas no país já se recuperaram da doença.

Terça-feira, 4 de agosto

Brasil tem mais de 95 mil mortes por covid-19

19:16

Segundo o Ministério da Saúde, o Brasil registrou 95.819 mortes por covid-19, sendo que 1.154 foram notificadas apenas nas últimas 24 horas. Em termos de casos confirmados desde o início da pandemia, houve um incremento de 51.603 novos casos, totalizando 2.801.921 diagnósticos até esta terça-feira.

Segunda-feira, 3 de agosto

Brasil tem 94.665 mortes por covid-19

20:39

A mais recente atualização do Ministério da Saúde aponta que, nas últimas 24 horas, o Brasil acumulou 561 novas mortes pela covid-19. Ao todo, são 94. 665 óbitos pela doença. O número de casos no país se aproxima dos 3 milhões. São 2.750.318 diagnósticos positivos para covid-19. Nas últimas 24 horas, 16.641 novos casos foram detectados. São Paulo ainda é o estado com a maior incidência da doença. São 560.218 casos confirmados e 23.365 mortes no estado.

Domingo, 2 de agosto

20:20

Covid-19 já causou mais de 94 mil mortes no Brasil

A última atualização do Ministério da Saúde indica que o Brasil tem mais de 94 mil mortes pela covid-19, com um incremento de 541 mortes nas últimas 24 horas. Foram 25.800 novos casos confirmados de ontem para hoje, totalizando 2.733.677 diagnósticos desde o início da pandemia. Aos finais de semana, os números costumam ficar um pouco abaixo da média devido à subnotificação.

O Brasil é o segundo país do mundo com maior número de casos de covid-19 oficialmente notificados. Em termos de óbitos, também ocupa a segunda posição em termos absolutos. Nos dois casos, fica atrás apenas dos Estados Unidos.

15:25

Vacina de Oxford deve começar a ser produzida em dezembro, diz Fiocruz

Segundo a presidente da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Nísia Trindade Lima, é muito provável que a produção da vacina contra a covid-19 desenvolvida pela Universidade de Oxford, em parceria com a farmacêutica AstraZeneca, comece ainda este ano.

“Estamos nos preparando para receber 30 milhões de insumos farmacêuticos para 30 milhões de doses da vacina, entre dezembro e janeiro, e estaremos produzindo essas doses de vacina, e receberemos mais 70 milhões de doses logo a seguir, entre fevereiro e junho de 2021”, disse à TV Globo na noite de sábado.

Atualmente, a pesquisa está na fase estudos clínicos, com testes em larga escala. A parceria com a Universidade de Oxford, na Inglaterra, e com o laboratório britânico AstraZeneca é uma das mais adiantados do mundo.

Sábado, 1º de agosto

19:10

Brasil tem mais de 93 mil mortes pela covid-19

Segundo dados do Ministério da Saúde divulgados neste sábado (1º), o Brasil passou da marca dos 93 mil óbitos pela covid-19, sendo 1.088 registrados nas últimas 24 horas. Desde o início da pandemia, mais de 2,7 milhões de casos da doença foram confirmados. Deste total, 45.392 foram acrescidos de ontem para hoje.

18:40

UnB vai iniciar testes de vacina contra a covid-19 no DF na próxima quarta (5)

A Universidade de Brasília (UnB) e o Hospital Universitário de Brasília (HUB) vão iniciar os testes da vacina contra a covid-19 na próxima quarta-feira (5). A vacina é desenvolvida pela farmacêutica Sinovac Biotech e o ensaio clínico nacional é coordenado pelo Instituto Butantan, de São Paulo.

Na próxima semana serão vacinados os primeiros dez voluntários e nas semanas subsequentes, espera-se incluir entre 20 e 40 voluntários por dia até alcançar a meta de aproximadamente 850 participantes. Os voluntários receberão duas doses de vacina ou de placebo, com intervalo de 14 dias.

A pesquisa será realizada no HUB e conta com uma equipe multiprofissional especificamente dedicada ao desenvolvimento do projeto. Os principais critérios que os profissionais de saúde devem cumprir para serem considerados candidatos a participar do estudo são: trabalhar em serviço de saúde atendendo pessoas com covid-19; ser maior de 18 anos; não ter sofrido infecção assintomática ou a doença causada pelo Sars-CoV-2; apresentar condição de saúde normal; e ter disponibilidade para realizar o acompanhamento periódico por um ano após a vacinação.

Sexta-feira, 31 de julho

20:48

Brasil tem mais de 52 mil novos casos de covid-19 em 24 horas

Em apenas 24 horas, o Brasil registrou mais 1.212 mortes por covid-19. Agora já são 92.475 mortes pela doença. O número de novos casos também cresceu. Entre quinta (30) e sexta-feira (31) 52.383 novos casos foram registrados. Ao todo já são 2.662.485 casos confirmado da doença no país. São Paulo já passou de meio milhão de infectados e registra agora 22.997 óbitos. O estado tem o a maior incidência da doença.

Quinta-feira, 30 de julho

19:10

Brasil registra 1.129 mortes por covid-19 em 24 horas

O Ministério da Saúde divulgou nesta quinta-feira (30) os dados sobre covid-19 no país. Nas últimas 24 horas foram registradas 1.129 mortes pela doença. Ao todo, já são 91.263 óbitos em decorrência da pandemia.

Agora há 2.610.102 diagnósticos positivos para a doença. Somente entre quarta e quinta-feira (30) 57.837 novos casos foram registrados. São Paulo ainda é o estado com mais casos da doença e passa de meio milhão de pessoas infectadas (529.006). O estado também é o que tem mais mortes (22.710).

Quarta-feira, 29 de julho

Brasil ultrapassa 90 mil mortes por covid-19

18:20

O Ministério da Saúde divulgou nesta quarta-feira (29) os dados atualizados sobre a covid-19 no país. No total, o Brasil tem 90.134 mortos pela doença. Somente nas últimas 24 horas foram registrados 1.595 óbitos. De acordo com a pasta, o país tem agora 2.552.265 casos confirmados da doença. Nas últimas 24 horas foram detectados 69.074 novos diagnósticos positivos da doença.

As informações divulgadas hoje pelo ministério são diferentes da atualização feita também nesta quarta-feira pelo pelo painel desenvolvido pelo Conselho Nacional de Secretários da Saúde (Conass). Consta no painel do conselho que, desde a última atualização, 72.377 novos casos foram confirmados e 1.664 falecimentos em decorrência da covid-19. Totalizando 90.134 óbitos pela doença e 2.553.265 casos. O painel do Conass é atualizado diariamente com o intervalo de 16h entre as atualizações.

Divulgação Ministério da Saúde

Terça-feira, 28 de julho

Brasil tem mais de 40 mil novos casos de covid-19 em 24 horas

O ministério da Saúde divulgou nesta terça-feira (28) os dados atualizados sobre a pandemia no Brasil. Em 24 horas foram registradas 921 mortes. O total agora é de 88.539 óbitos pela doença. O país tem ao todo 2.483.191 casos. Somente nas últimas 24 horas, 40.816 novos diagnósticos positivos para o vírus foram confirmados.

O Ministério disse ainda que a Secretaria Estadual de Saúde de São Paulo informou ter tido dificuldades para exportar a base de dados a tempo de atualizar o painel nacional. Desta forma, os dados só serão atualizados nesta quarta-feira (29). A pasta também apontou que a Secretaria Estadual de Saúde do Pará verificou inconsistências na base e corrigiu duplicidades. Por isso, o número total de óbitos informados hoje (5.716) é menor do que o reportado ontem (5.729).

O Distrito Federal registrou alta expressiva nos óbitos em 24 horas. Foram 52 mortes de ontem para hoje. Agora, o DF tem 1.391 mortes por covid-19.

Segunda-feira, 27 de julho

19:54

Vice-presidente financeiro da Fecomércio-DF morre de covid-19

Paolo Orlando Piacesi, vice-presidente financeiro da Fecomércio do Distrito Federal, morreu neste domingo (26) em decorrência de covid-19. Paolo tinha 85 anos e estava  internado desde o dia 2 de julho em um hospital particular da Asa Norte, em Brasília (DF).

O empresário começou a sua história na Fecomércio em 2001, como diretor adjunto. Em 2004, foi o primeiro diretor suplente financeiro. Em 2010, tornou-se vice-presidente financeiro da Federação, cargo que exercia até o presente momento. Ele também participou ativamente das atividades do Senac-DF, sendo conselheiro efetivo da instituição. Assim como no Instituto Fecomércio-DF (IF-DF), onde ocupou o cargo de diretor financeiro por diversos anos.

Paolo foi um dos fundadores do Sindicato das Empresas de Vídeolocadoras (Sindevídeo-DF), no ano de 1992. Em 1998, foi eleito para seu primeiro mandato como presidente do sindicato. Ele também ajudou na restruturação da entidade após as locadoras começarem a fechar às portas, focando na perspectiva de fusão com outras categorias econômicas.

Em nota, a Fecomércio afirmou que "A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Distrito Federal, em nome de seu presidente Francisco Maia, e de toda a Diretoria, lamenta profundamente o ocorrido".

Na última semana, Djair Bernardo, ex-diretor da entidade, também morreu em consequência do vírus aos 81 anos.

19:20

Brasil registra mais de 23 mil novos casos de covid-19 em 24 horas

O Ministério da Saúde divulgou nesta segunda-feira (27) que o país tem agora 2.442.375 casos confirmados de covid-19. Nas últimas 24 horas foram registrados 23.284 novos casos. Ainda de acordo com a pasta, o número de óbitos chegou a 87.618. Entre ontem e hoje, 614 pessoas morreram em decorrência do novo coronavírus. São Paulo, Ceará, Rio de Janeiro, Bahia, e Pará são estados com maior número de casos.

Domingo, 26 de julho

19:20

Brasil registra mais de 87 mil mortes por covid-19

O Brasil registrou 555 mortes por covid-19 nas últimas 24 horas. No total, o país soma 87.004 vítimas fatais da doença. 24.578 pessoas testaram positivo de sábado para domingo (26), totalizando 2.419.091 pessoas acometidas pelo vírus.

A região que apresentou mais casos da doença é o Sudeste, com 830.078 casos e 39.281 mortes. Seguido pelo Nordeste com 789.896 casos e 27.383 óbitos. O Norte totalizou 386.297 casos e 11.606 vítimas fatais. Já o Centro-Oeste soma 217.091 casos e 4.585 mortes. Em último lugar está a região Sul com 195.729 casos e 4.149 óbitos.

Sábado, 25 de julho

20:00

Brasil registra mais de 50 mil novos casos de covid-19 pelo quarto dia seguido

O Brasil teve pelo quarto dia seguido mais de 50 mil novos casos de covid-19 registrados em 24 horas. Segundo o balanço do Ministério da Saúde (MS) divulgado hoje (25), em 24 horas, foram registradas 51.147 pessoas infectadas com o novo coronavírus.

A atualização de ontem (24) trouxe 55.891 novos casos registrados em 24 horas. Na quinta-feira (23), o painel marcou 59.962 novos diagnósticos acrescidos às estatísticas e na quarta-feira (22) veio o recorde desde o início da pandemia, de 67.860.

No total, o Brasil chegou a 2.394.513 de pessoas infectadas notificadas desde o início da pandemia.

O número de novas mortes por causa da covid-19 registradas nas últimas 24 horas foi de 1.211, totalizando 86.449 óbitos desde o início da pandemia. Ontem, o sistema do ministério marcava 85.238 óbitos acumulados em razão da covid-19. Ainda há 3.691 mortes em investigação.

Ainda de acordo com a atualização diária do Ministério da Saúde, há 690.584 pacientes em acompanhamento. O número de recuperados chegou a 1.617.480, 67,5% do total de casos registrados no Brasil até o momento.

*Informações da Agência Brasil

Sexta-feira, 24 de julho

18:30

Covid-19 causou mais de 85 mil mortes no Brasil

A covid-19 causou 85.238 mortes no Brasil, segundo dados atualizados pelo Ministério da Saúde nesta sexta-feira (24). Foram registradas 1.156 novas mortes de ontem para hoje. Em termos de casos, foram 55.891 nas últimas 24 horas, totalizando 2.343.366 casos.

14:25

F1 cancela corrida no Brasil por causa da pandemia

A Fórmula 1 excluiu o Grande Prêmio do Brasil do mundial deste ano. Esta é a primeira vez em 50 anos que o Brasil não receberá o campeonato de F1. Pesquisa do Observatório de Turismo e Eventos da Cidade de São Paulo mostra que apenas o fim de semana da prova injetou R$ 361 milhões no turismo do município em 2019.

A exclusão está ligado ao surto de covid-19. Assim como o Brasil, México, Estados Unidos e Canadá também foram excluídos do calendário mundial. A F1 substituiu as corridas nos quatro países do continente por corridas na Europa. Incluindo Portugal, após 24 anos. Atualmente, o continente americano é considerado o novo epicentro da pandemia, tendo os EUA como o país com maior número de casos e de morte no mundo, seguido do Brasil.

O novo calendário de 2020:
02/08 - GP da Grã-Bretanha
09/08 - GP do Aniversário de 70 Anos (Silverstone)
16/08 - GP da Espanha
30/08 - GP da Bélgica
06/09 - GP da Itália
13/09 - GP da Toscana (Mugello)
27/09 - GP da Rússia
11/10 - GP do Eifel (Nurburgring)
25/10 - GP de Portugal (Portimão)
01/11 -GP da Emilia-Romagna (Imola)

Quinta-feira, 23 de julho

21:50

Brasil registra 1.311 novos óbitos pela covid-19. Total de mortes passa dos 84 mil

Segundo dados atualizados pelo Ministério da Saúde nesta quinta-feira (23), o Brasil passou da marca dos 84 mil mortos pela covid-19, sendo 1.311 registrados nas últimas 24 horas. O último boletim também indica 59.961 novos casos confirmados da doença, totalizando 2.287.475 desde o início da pandemia.

Quarta-feira, 22 de julho

20:00

País tem 67.860 casos confirmados da covid-19 em 24 horas

O Brasil registrou 67.860 novos casos confirmados da covid-19 nas últimas 24 horas, totalizando 2.227.514 casos. Foram 1.284 novos óbitos, chegando a um total de 82.771.

14:30

Estados Unidos compra todo lote de possível vacina contra a covid-19

O governo dos Estados Unidos firmou um contrato com os laboratórios Pfizer Inc e BioNTech SE para receber as primeiras doses da vacina BNT162, possível vacina eficaz contra a covid-19. O anúncio foi feito pelas empresas nesta quarta-feira (22).

Os Estados Unidos irão receber 100 milhões de doses, que devem ser produzidas até o final de 2020. O lote corresponde à toda a produção da vacina projetada até o final deste ano pelos laboratórios.  O contrato feito entre as empresas e os estados unidos prevê que o país pague US$ 1.95 bilhões de dólares após receber as doses e a aprovação pelo Food and Drug Administration (FDA), agência do governo dos Estados Unidos, da vacina que ainda passa por testes que comprovem a segurança e eficácia contra a covid-19. De acordo com o informativo divulgado pelas empresas, o governo norte-americano também pode obter até 500 milhões de doses adicionais.

A compra das vacinas faz parte do programa "Operation Warp Speed", dos Estados Unidos,  que pretende fornecer 300 milhões de doses de vacina contra a doença em 2021.

9:00

Anvisa libera terceiro estudo de vacina contra covid-19 no Brasil

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou, nessa terça-feira (21), estudos da terceira etapa de duas vacinas contra a covid-19. Este é o terceiro estudo de vacinas contra o coronavírus, em testes clínicos, liberado no Brasil. A Anvisa autorizou também testes de vacina produzida pela universidade de Oxford e da Sinovac, feita pela China. Foram liberadas agora duas variantes da vacina produzida pelos laboratórios Pfizer, dos Estados Unidos, e BioNtech, da Alemanha. Neste estudo, serão testadas ao todo 29 mil pessoas ao redor do mundo, sendo 5 mil brasileiros nos estados de São Paulo e da Bahia.

Terça-feira, 21 de julho

19:36

Em 24 horas, Brasil registra 1.367 novos óbitos por covid-19

De ontem para hoje (21) foram registrados 1.367 novos óbitos por covid-19 no Brasil. No total 81.487 pessoas já faleceram em decorrência da doença. Até o momento são 2.159.654 casos confirmados da covid-19 no país. As informações foram atualizados nesta terça-feira (21) pelo Ministério da Saúde.

ImagemReprodução Painel Coronavírus Brasil, do Ministério da Saúde

13:12

Líder da maior aldeia do Rio de Janeiro morre de covid-19

O cacique Domingos Venite, líder da maior aldeia do estado do Rio de Janeiro, morreu aos 68 anos na madrugada desta terça-feira (21), em decorrência da covid-19. O líder da comunidade guarani sapukai estava internado no Centro de Referência para Tratamento de Covid-19 desde 26 de junho.

A Secretaria Municipal de Saúde, seguindo as normas da Anvisa, orientou que não fosse realizado o ritual de despedida do líder da comunidade. O corpo será sepultado no cemitério da aldeia, que está localizada na Costa Verde do Rio de Janeiro.

12:13

Pesquisa espanhola relaciona covid-19 a complicações neurológicas de pacientes

Pesquisa feita com 3.500 pacientes espanhóis aponta que o coronavírus pode afetar também o sistema nervoso. Estudo realizado pela Albacovid demonstrou que, em uma amostra de 841 pacientes analisada durante o momento mais crítico da pandemia na Espanha, pelo menos 57,4% desenvolveram sintomas neurológicos dos mais diversos espectros. A Sociedade Espanhola de Neurologia (SEN) compilou diversos trabalhos sobre o tema. Entre os sintomas observados estão dores de cabeça, dores musculares de origem nervosa e problemas neuropsiquiátricos. Entre 1% e 5% dos pacientes demonstraram alterações no sistema nervoso autônomo e doenças cerebrovasculares como AVC, entre outras complicações. As complicações neurológicas resultaram na morte de 4% dos pacientes estudados

>Estudos demonstram que o coronavírus pode infectar também o sistema nervoso

Segunda, 20 de julho

Brasil tem mais de 80 mil óbitos por covid-19 

De ontem para hoje (20), 632 óbitos por covid-19 foram registrados. Com isso, no Brasil, 80.120 pessoas já faleceram em decorrência da doença. Nas últimas 24 horas, também foram confirmados 20.257 novos diagnósticos da doença. Ao todo, são 2.118.646 casos da covid-19 no país. Os dados foram divulgados nesta segunda-feira (20) pelo Ministério da Saúde.

Reprodução Ministério da Saúde

Testes de vacina contra coronavírus terão início a partir de amanhã, em SP

As doses da vacina que devem ser testadas contra o novo coronavírus (covid-19) chegaram na madrugada desta segunda-feira (20) no Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo. As 20 mil doses da vacina CoronaVac, vindas da china, serão verificadas pelo Instituto Butantan e distribuídas para 12 centros de pesquisas, encabeçados pelo acompanhamento e análise das testagens, que devem ter início nesta terça (21). O anúncio foi feito hoje pelo governador de São Paulo, João Dória (PSDB). 

O Hospital da Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) realizará a partir de amanhã a terceira fase de testes que será feita com 890 pessoas que se voluntariaram. A expectativa é que as primeiras análises sejam concluídas em até 90 dias.

12:23

Onyx Lorenzoni testa positivo para covid-19

O ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, divulgou nesta segunda-feira (20), por meio de sua conta do Twitter, o resultado positivo para o teste de covid-19. Ele explica que começou a sentir os sintomas da doença na última quinta-feira (16) e no dia seguinte realizou os exames. Na postagem, o ministro afirma estar utilizando medicações como cloroquina, azitromicina e ivermectina. Além do ministro Onyx, o presidente Jair Bolsonaro, o ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Augusto Heleno, e o ministro de Minas e Energia (MME), Bento Albuquerque, também contraíram a doença.


11:35

Instituto Butantan inicia testes com vacina chinesa

A vacina chinesa contra a covid-19, Sinovac, inicia nesta segunda-feira (20) a terceira etapa de testes. O estudo está sendo feito no Brasil em parceria com o Instituto Butantan. Na madrugada desta segunda-feira as vacinas chegaram ao Brasil. Ao todo, serão testadas 9 mil pessoas, em 5 estados brasileiros: São Paulo, Rio Grande do Sul, Minas Gerais, Paraná e Distrito Federal. O estudo busca voluntários da área da saúde com objetivo de testar pessoas com maior risco de exposição ao vírus. Nesta última fase, os testes têm a finalidade de comprovar a eficácia, a segurança da vacina e a quantidade de doses necessárias para imunização. Este é o segundo estudo liberado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A Sinovac já foi aprovada em testes clínicos na China.

Domingo, 19 de julho

18:00

Brasil tem 79.488 mortos por covid-19

O Ministério da Saúde divulgou neste domingo (19) novos números sobre a pandemia de coronavírus no país. O Brasil já perdeu 79.488 pessoas para a covid-19. Entre ontem e hoje (19), 716 brasileiros morreram. Nas últimas 24 horas foram registrados 23.529 novos casos, chegando aos 2.098.389 casos positivos.

Sábado, 18 de julho

18:30

Brasil se aproxima  de 80 mil mortos por  covid-19

O Ministério da Saúde divulgou neste sábado (18) novos números sobre a pandemia de coronavírus no país. O Brasil já perdeu 78.772 pessoas para a covid-19. Entre ontem e hoje (18), 921 brasileiros morreram. Nas últimas 24 horas foram registrados 28.532 novos casos, chegando aos 2.074.860 casos positivos.

Sexta-feira, 17 de julho

18:39

Brasil registra 1.163 óbitos por covid-19 em 24 horas

O Ministério da Saúde divulgou nesta sexta-feira (17) novos números sobre a pandemia de coronavírus no país. O Brasil já perdeu 77.851 pessoas para a covid-19. Entre ontem e hoje (17), 1.163 brasileiros morreram. Nas últimas 24 horas foram registrados 34.177 novos casos, chegando aos 2.046.328 casos positivos.

São Paulo ainda é o estado com mais casos (407.415) e mortes (19.377). Nesta sexta-feira (17), a prefeitura da capital paulista afirmou que a festa de réveillon foi cancelada. No Rio de Janeiro, as escolas de samba também ventilam a possibilidade de adiar os desfiles. Em Salvador (BA) o prefeito, ACM Neto (DEM), disse essa semana que se não houver vacina até novembro, a cidade deve adiar as festividades de carnaval.

São Paulo cancela festa de Réveillon por causa da pandemia

Devido à pandemia de covid-19 e a necessidade de cumprir os protocolos sanitários para evitar novas infecções por coronavírus, a festa de réveillon na capital paulistana neste ano foi cancelada. Tradicionalmente o festejo ocorre na Avenida Paulista.

O anúncio foi feito, nesta sexta-feira (17), durante coletiva de imprensa pelo prefeito da cidade, Bruno Covas (PSDB). De acordo com o prefeito, especialistas de saúde do governo consideraram que o evento que pode chegar até um milhão de participantes é arriscado diante do contexto atual da pandemia. "Tanto a prefeitura quanto o governo do estado de São Paulo, os técnicos da vigilância sanitária e do governo do estado entendem muito temerário nós organizarmos um evento para um milhão de pessoas na Avenida Paulista para dezembro deste ano", afirmou Covas.

Segundo Bruno Covas, um possível prejuízo financeiro com o cancelamento da festa que promove a movimentação dos setores hoteleiro, cultural e turismo é inferior aos possíveis impactos na saúde da população. "A temeridade de organizar um evento para um milhão de pessoas e o impacto que isso pode ter na área da saúde é bem maior do que qualquer prejuízo econômico", disse Bruno Covas. "Não tem como a gente solicitar as pessoas que evitem aglomerações e a prefeitura colocar recurso em um evento que junta um milhão de pessoas", acrescentou.

Quanto à realização do Carnaval de 2021, Covas disse que ainda estão sendo feitos ajustes com as organizações responsáveis para decidir se será ou não adiado."Nós continuamos a dialogar com as escolas de samba, com outras cidades do Brasil, para tentar tomar uma decisão conjunta em relação a possibilidade de adiamento e qual seria a nova data da realização do carnaval", concluiu.

9:00

EUA batem novo recorde de infecções de covid-19

Os Estados Unidos são o país com maior número de casos de infecção de coronavírus no mundo. Nesta sexta-feira (17), os EUA bateram um novo recorde de números de infecções em 24 horas, segundo informações da agência Deutsche Welle, foram mais 77 mil novos casos. Mais de 11 mil novos casos do que o recorde anterior, na semana passada. Ao todo, o país soma mais 3,5 milhões de infectados desde o início da pandemia e 138.360 mortes.

Quinta-feira, 16 de julho

19:00

Brasil bate marca dos dois milhões de diagnósticos por covid-19

Segundo boletim do Ministério da Saúde atualizado nesta quinta-feira (16), o Brasil bateu a marca dos dois milhões de diagnósticos por covid-19 desde o início da pandemia. O total de infectados é de 2.012.151. Foram 45.403 novos casos confirmados apenas últimas 24 horas.

O total de mortes pela doença está em 76.688, com um acréscimo de 1.322 óbitos de ontem para hoje. É o maior número de mortes diárias do mês de julho.

Quarta-feira, 15 de julho

19:44

Brasil se aproxima de dois milhões de casos de covid-19

O Ministério da Saúde divulgou nesta quarta-feira (15) os dados atualizados sobre a pandemia no país. Nas últimas 24 horas, 1.233 pessoas morreram em decorrência da pandemia. Agora já são 75.366 brasileiros mortos por covid-19.

A pasta diz ainda que foram registrados 39.924 novos casos desde ontem (14). O país tem agora 1.966.748 pessoas infectadas pela doença.

Mais cedo, Jair Bolsonaro disse que o novo teste para covid-19 deu positivo. No último dia 7 o presidente reuniu membros da imprensa para confirmar que havia sido infectado. O Planalto informou que ele "permanece no Palácio da Alvorada, residência oficial, e continua sendo acompanhado pela equipe médica da Presidência da República".

15:44
São Paulo vai usar ventilador pulmonar da USP em pacientes com coronavírus

O governo de São Paulo anunciou nesta quarta-feira (15) que o ventilador pulmonar emergencial Inspire, desenvolvido por uma equipe de pesquisadores da Escola Politécnica da USP, será usado no atendimento a pacientes com coronavírus atendidos no Instituto do Coração do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da instituição.

Desenvolvido em um prazo de quatro meses por uma equipe de 200 pesquisadores, o projeto visa a produção de ventiladores pulmonares em grande escala em fábricas no território nacional, com tecnologia majoritariamente brasileira. O custo unitário é estimado pela USP entre R$ 5 mil e R$ 10 mil.

O projeto oferece uma alternativa para suprir a demanda hospitalar provocada pela pandemia. O equipamento pode ser usado tanto em casos de média complexidade como nas ocorrências de infecção por coronavírus que exigem terapia intensiva.

Um estudo clínico aprovado pela Comissão Nacional de Ética em Pesquisa viabilizou o uso de dez ventiladores para atendimento a 40 pacientes do Incor a partir desta quinta (16). A USP está cumprindo as exigências finais da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) para a produção e distribuição dos aparelhos em grande escala.

O ventilador pulmonar Inspire foi desenvolvido por uma equipe multidisciplinar de pesquisadores da Escola Politécnica da USP. O grupo é coordenado pelos professores Raúl Gonzalez Lima e Marcelo Knörich Zuffo. Uma parceria entre o Governo de São Paulo e a Marinha prevê a produção de dez a 20 equipamentos por dia.

Terça-feira, 14 de julho

20:00

Brasil soma 1.926.824 casos de covid-19

Em novo balanço divulgado pelo Ministério da Saúde, 41.857 casos de covid-19 foram adicionados. Com isso, o país totaliza 1.926.824 casos da doença. Nas últimas 24, ao menos 1.300 vidas foram perdidas para a pandemia, totalizando 74.133 mortes.

O estado com mais casos segue sendo São Paulo, com 286.607 e com 18.324 óbitos. Seguido pelo Ceará, com 139.437 pessoas infectadas e 6.977 mortes. O Rio de Janeiro vem em terceiro lugar, com 132.822 casos e 11.624 óbitos.

09:41

Quase 600 mil pessoas já morreram por covid-19 no mundo. Brasil é vice-líder

O mundo registra 12.988.624 casos de infecções por coronavírus desde o início da pandemia, segundo dados da universidade americana Johns Hopkins. A pesquisa indica que 573.288 pessoas morreram em decorrência da doença em todo o planeta. O Brasil é o segundo no ranking mundial em óbitos.

Segundo levantamento, os cinco países que registram mais mortes por covid-19 até o momento são:

- Estados Unidos 135.615
- Brasil 72.833
- Reino Unido 44.915
- México 35.491
- Itália 34.967

Segunda-feira, 13 de julho

19:15

Brasil registra total de 72.833 mortes por covid-19

Segundo dados atualizados pelo Ministério da Saúde, o Brasil já registrou 72.833 mortes por covid-19, 733 delas nas últimas 24 horas. O total de casos confirmados é de 1.884.967, sendo 20.286 de ontem para hoje. Os dados mostram também que o país conta com 657.297 pacientes em acompanhamento com a covid-19 e 1.154.837 casos já são considerados como recuperados da doença.

16:30

SP registra queda de mortes por coronavírus pela terceira semana seguida

O governo de São Paulo informou nesta segunda-feira (13) que há queda, pela terceira semana consecutiva, no número de mortes pelo novo coronavírus no Estado.

Na última semana, houve 27 óbitos a menos em comparação à semana anterior - foram registrados 1.706 vítimas entre os dias 5 e 11 de julho, contra 1.733 entre 28 de junho e 4 de julho. A redução tem sido observada de maneira constante nas últimas semanas. Entre os dias 14 e 20 de junho, o número de óbitos foi de 1.913 óbitos; na semana seguinte, de 21 a 27 de junho, foram 1.769, uma diferença de 144 mortes.

No decorrer da pandemia, o estado tem um número acumulado de 374.607 casos confirmados e 17.907 óbitos. As taxas de ocupação dos leitos de UTI são de 64,7% na grande São Paulo e 66,1% no Estado. O número de pacientes internados é de 14.059, sendo 8.393 em enfermaria e 5.666 em unidades de terapia intensiva, conforme dados das 10h30 da manhã de hoje.

Entre as pessoas que já tiveram confirmação para o novo coronavírus, estão 176.963 homens e 197.378 mulheres. Entre as vítimas fatais, 10.353 são homens e 7.554 mulheres. Os óbitos continuam concentrados em pacientes com 60 anos ou mais, totalizando 74,7% das mortes.

13:03

Vacina de Oxford começa a ser testada na Bahia

Vacina contra covid-19 produzida pela Universidade britânica de Oxford começa a ser testada na cidade de Salvador, na Bahia. Um total de 5 mil voluntários serão submetidos aos testes. O recrutamento de voluntários iniciou na última sexta-feira (10). A seleção dos candidatos está sendo feita pelo Hospital São Rafael e os candidatos devem ter entre 18 e 55 anos, trabalhar na área de saúde ou não terem contraído o vírus. As candidaturas são feitas pelo site do Instituto D'Or. A capital baiana é a terceira cidade brasileira a receber o estudo. Rio de Janeiro e São Paulo iniciaram as testagens no mês passado. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS) esta é a testagem de vacina contra o coronavírus mais avançada no mundo.

Sexta-feira, 10 de julho

19:41

Brasil ultrapassa 70 mil óbitos por covid-19

Em quase cinco meses desde o primeiro caso confirmado de óbito por covid-19 no Brasil, o país já soma 70.398 mortes pela doença. Somente nas últimas 24 horas, 1.214 pessoas perderam a vida. O número de infectados chega a 1.800.827 pessoas. O número é superior à população da capital paranaense, Curitiba, que tem cerca 1,7 milhões de pessoas. Nas últimas 24 horas o país registrou 45.048 novos casos. Em números absolutos, São Paulo ainda é o estado com mais infectados (359.110) e mortos (17.442).

16:36

MPDFT diz que shoppings e parques do DF descumprem protocolo sanitário

Uma inspeção realizada pelo Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) constatou que as medidas sanitárias que devem ser tomadas por estabelecimentos comerciais para prevenir novas infecções pelo coronavírus, como o uso de máscaras de proteção e distanciamento social, estavam sendo desrespeitadas em shoppings, centros comerciais e parques do Distrito Federal.

Segundo o MPDFT, em algumas lojas "clientes e lojistas do centro comercial foram flagrados sem equipamentos de proteção Individual (EPIs) ou utilizando-os da maneira incorreta". Além disso, o ministério afirma que "algumas lojas não estão obedecendo a restrição ao número de pessoas e permitiam grande concentração de clientes, sem respeito às medidas de segurança individuais e coletivas". Descumprimento do distanciamento social e utilização de EPIs também foi identificado em parques.

Na ação do MPFDT foram verificados os shoppings JK e ParkShopping, o centro comercial Taguacenter, e os parques Ezequias Heringer, Olhos D’água e Sarah Kubitschek.

Devido às infrações foi determinado nesta quinta-feira (9) pelo ministério que as Secretarias de Proteção da Ordem Urbanística (DF Legal) e do Esporte e Lazer, as administrações regionais de Taguatinga, do Guará e do Plano Piloto e os shoppings JK e Parkshopping ptêm prazo de cinco dias para informar as providências adotadas para mitigar os riscos de contágio pela covid-19.

São Paulo prorroga término da quarentena mais uma vez

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou nesta sexta-feira (10) a sexta atualização de fases da retomada econômica do Plano São Paulo, com quarentena prorrogada até o próximo dia 30 de julho.

Segundo os indicadores de saúde nesta sexta atualização, a ocupação de leitos para atendimento a pacientes graves de covid-19 é satisfatória na maioria das regiões, mas há alerta em relação a cidades  de Campinas (80%), Franca (85%) e Ribeirão Preto (88%), além de atenção especial a Barretos (78%), Piracicaba (78%) e Sorocaba (74%).

A média estadual é de 65% de ocupação em leitos de terapia intensiva, com aumento de um ponto percentual em relação à semana passada. A média de leitos de UTI para casos graves de coronavírus permanece em 20,2 vagas para cada cem mil habitantes.

Quinta-feira, 9 de julho

Brasil se aproxima dos 70 mil mortos por covid-19

Segundo dados atualizados pelo Ministério da Saúde, o Brasil tem 69.184 mortes por covid-19, sendo que 1.220 foram registradas nas últimas 24 horas. No total de casos confirmados, há 1.755.779 brasileiros infectados, dos quais 42.619 foram informados de ontem para hoje.

Quarta-feira, 8 de julho

Brasil tem mais de 67 mil mortos por covid-19

O Ministério da Saúde divulgou nesta quarta-feira (8) os números da covid-19 no Brasil. Nas últimas 24 horas, o país registrou 44.571 novos casos, chegando ao número de 1.713.160 infectados pela doença.

Ao todo, são 67.964 mortos em decorrência da pandemia. De ontem para hoje foram registrados 1.223 óbitos. O número de mortes no país é superior à lotação do Estádio Mineirão, em Belo Horizonte, que tem capacidade de 62 mil pessoas.

Hospital de campanha de SP passa a atender pacientes do interior após aumento de casos de covid-19

O Hospital de Campanha do Ibirapuera, localizado na capital paulista, vai atender moradores de Campinas, interior de São Paulo, diagnosticados com a covid-19. De acordo com o anúncio feito nesta quarta-feira (8) pelo governo do estado de São Paulo, a ampliação do atendimento no hospital foi tomada após o registro de aumento do número de pessoas infectadas com o coronavírus no interior de São Paulo e a diminuição de casos confirmados da doença na capital.

"O hospital de campanha do Ibirapuera tem cerca de 55% de ocupação hoje. O custo de mais de R$ 10 milhões investidos por mês na unidade será direcionado para o interior do Estado e Campinas terá desafogada sua capacidade hospitalar, que já supera 80%", afirmou o Secretário de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi.

Moradores de Campinas vão receber atendimento preferencial, mas pacientes de outras regiões interioranas de SP também serão atendidos, conforme necessário. Inaugurado em 1° de maio, o Hospital de campanha na capital paulista é estruturado com 240 leitos de enfermaria e 28 de UTI.

Terça-feira, 7 de julho

Em 24 horas, covid-19 faz 1.254 vítimas no Brasil

O Brasil registrou nesta terça-feira (7) 45.305 novos casos de covid-19. Agora, 1.668.589 brasileiros já foram diagnosticados com a doença. Somente nas últimas 24 horas 1.254 pessoas morreram em decorrência da covid-19. O país soma 66.741 óbitos.

Nesta terça-feira (7), o presidente Jair Bolsonaro afirmou que foi infectado. Em uma entrevista coletiva onde chegou a retirar a máscara, o chefe do Executivo disse que após tomar cloroquina preventivamente na noite de ontem (6) já estava se sentindo melhor. O medicamento, no entanto, não tem eficácia comprovada e já foi descartada pela Organização Mundial da Saúde como tratamento adequado para a doença.

Segunda-feira, 6 de julho

Brasil registra 65.487 mortes por covid-19

19:46

O Ministério da Saúde divulgou nesta segunda-feira (6) os dados mais recentes da pandemia de covid-19 no Brasil. Agora, o país soma 65.487 mortes em decorrência da doença. Nas últimas 24 horas, 620 pessoas perderam a vida. No total, 1.623.284 brasileiros foram diagnosticados com o novo coronavírus. O aumento de casos nas últimas 24 horas foi de 20.229.

Domingo, 5 de julho

19:29

Brasil já tem 64.867 mortes por covid-19

Segundo os dados divulgados pelo Ministério da Saúde neste domingo (5), o Brasil contabiliza 1.603.055 casos confirmados de coronavírus e 64.867 óbitos em decorrência da doença. Nas últimas 24 horas foram registradas 604 novas mortes e 26.051 novos casos.

> Veja os dados da covid-19 por município no Painel do Congresso em Foco

16:39

México passa a ser o quinto país em número de mortes por covid-19 no mundo

Mais de 11 milhões de pessoas foram infectadas pelo novo coronavírus no mundo. Desde o início da pandemia o mundo registrou 535.357 mortes em decorrência da doença. Os cinco países mais afetados agora incluem o México, que ultrapassou a França em número de óbitos. Segundo a universidade americana Johns Hopkins, os cinco países com o maior número de mortos são:

Estados Unidos 129.718 mortes;
Brasil 64.265 mortes;
Reino Unido 44.305 mortes;
Itália 34.861 mortes;
México 30.366 mortes.

Sábado, 4 de julho

18:32

Brasil passa de 64 mil mortes

Segundo o boletim do Ministério da saúde, nas últimas 24 horas o Brasil contabilizou 1.091 novas mortes, levando o número de óbitos em decorrência do coronavírus subirem para 64.265. O país que é o segundo em registro de mortes e infectados no mundo teve um aumento de mais de 37 mil novos infectados pela covid-19. Desde o início da pandemia o Brasil contabiliza 1.577.004 casos confirmados de coronavírus.

Sexta-feira, 3 de julho

20:45

Brasil tem 63.174 mortes e 1,5 milhão de infectados pela covid-19

O Brasil bateu a marca de 1,5 milhão de casos confirmados acumulados desde o início da pandemia de covid-19. O número foi divulgado na atualização diária do Ministério da Saúde. Com 42.223 novos casos, o total hoje (3) chegou a 1.539.081, um aumento de 2,8% em relação a ontem(2), quando eram contabilizados 1.496.858 casos.

O balanço também registrou 1.290 novas mortes nas últimas 24 horas, chegando ao total de 63.174. O aumento no número de mortes cresceu 3,7% em relação a ontem, quando o painel do Ministério da Saúde trazia 61.884 óbitos.

*Com informações da Agência Brasil

Quinta-feira, 2 de julho

Brasil se aproxima de 1,5 milhão de casos de covid-19

O ministério da Saúde divulgou nesta quinta-feira (2) que o Brasil tem agora 61.884 óbitos em decorrência da covid-19. Nas últimas 24 horas foram 1.252 mortes. O país acumulou 48.105 novos casos de quarta para quinta-feira. Ao todo, o país já registrou 1.496.858 casos positivos de coronavírus.

O Brasil é o segundo no mundo em número de casos e óbitos, atrás apenas dos Estados Unidos. Nesta quinta-feira (2), o Ministério da Saúde anunciou um novo repasse de verbas a estados e municípios. Serão destinados R$ 13,8 bilhões para o combate ao vírus. Estados devem receber R$ 2,5 bilhões e os municípios R$ 11,3 bilhões.

Quarta-feira, 1° de julho

Brasil passa de 60 mil mortes por covid. País é o 2º com mais óbitos pela doença no mundo

Nesta quarta-feira (1º) o Brasil ultrapassou mais uma triste marca relacionada à pandemia. Já são 60.632 brasileiros mortos pela doença. Apenas nas últimas 24 horas, 1.038 pessoas perderam a vida. O país também viu o número de casos confirmados subir para 1.448.753. São 46.712 diagnósticos positivos entre terça e quarta-feira. Globalmente, o Brasil só fica atrás dos Estados Unidos no número de óbitos.

Dois estados ultrapassaram as barreiras de 10 mil mortes. São Paulo registrou nessa quarta (1º) 15.030 óbitos e o Rio de Janeiro 10.198. As capitais dos dois estados do Sudeste retomaram o comércio de rua nas últimas semanas. No Rio de Janeiro, os campeonato estadual de futebol voltou a ser disputado. Em São Paulo, os jogadores dos times da capital se reapresentaram para treinos hoje.

Brasil responde por quase 12% dos casos de morte por covid-19 no mundo

Dados da universidade americana Johns Hopkins indicam que o mundo contabiliza 10.498.090 de infectados por coronavírus e 511.851 mortes desde o início da pandemia. Desse total, 59.594 óbitos (ou seja, 11,6%) ocorreram no Brasil.

Os cinco países mais afetados pela doença em número de óbitos são:

- Estados Unidos: 127.425 mortes e 2.636.538 casos confirmados
- Brasil: 59.594 óbitos e 1.402.041 casos confirmado
- Reino Unido: 43.815 mortes e 314.161 casos confirmados.
- Itália: 34.767 óbitos e 240.578 casos confirmados
- França: 29.846 óbitos e 202.063 casos confirmados

Terça-feira, 30 de junho

Brasil passa de 59 mil óbitos por covid. Em 24 horas foram 1280

O Ministério da Saúde divulgou na tarde desta terça-feira que o Brasil tem agora 59.594 mortes por covid-19. Nas últimas 24 horas, 1280 brasileiros perderam a vida para o novo coronavírus.

Ao todo, o país tem 1.402.041 casos confirmados da doença. São Paulo ainda é o estado com maior número de casos de covid, 281.380 casos. O estado também é o que registra o maior número de mortes (14.763).

Nesta segunda-feira (29) o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), decretou  estado de calamidade pública. A medida garante que o governo distrital receba recursos do governo federal em caráter de urgência.

Desde que autorizou a reabertura do comércio, em 18 de maio,  os casos de covid-19 no DF explodiram. O número de infectados saltou de 4.123 para 47.071, um aumento de 11 vezes. Já o de mortos em decorrência do vírus pulou de 62 para 559 no mesmo período, crescimento de nove vezes. Os dados são da própria Secretaria de Saúde do DF.

Apesar desses indicadores, Ibaneis diz que o coronavírus será tratado na capital federal como uma “gripezinha”, a partir de agora, o que deveria ter ocorrido, segundo ele, desde o início da pandemia. O governador promete liberar “sem restrições” escolas e todas as atividades econômicas até agosto.

Segunda-feira, 29 de junho

Brasil tem 58.314 mortes por covid-19; 692 nas últimas 24 horas

Segundo dados do Ministério da Saúde divulgados nesta segunda-feira (29), o Brasil soma 58.314 mortes por covid-19, das quais 692 foram registradas nas últimas 24 horas. No total, 1.368.195 brasileiros já contraíram o vírus, 24.052 de ontem para hoje.

São Paulo segue como o estado com maior número de casos confirmados (275.145) e de óbitos (14.398) pelo novo coronavírus. O Mato Grosso do Sul é o estado com a menor quantidade de casos (7.676) e de mortes (75).

Domingo, 28 de junho

Brasil tem 57.622 mortes por covid-19; 552 nas últimas 24 horas

O Ministério da Saúde divulgou neste domingo (28) que o país tem 57.622 mortes por covid-19. Nas últimas 24 horas foram registrados 552 óbitos no país. Ao todo, 1.344.143 brasileiros já contraíram o vírus.

Apesar de diversas cidades estarem afrouxando as medidas de isolamento social, Belo Horizonte (MG) anunciou que a cidade volta à fase zero de flexibilização do comércio a partir de segunda-feira (29).  Apenas serviços essenciais poderão funcionar.

A capital mineira aprovou somente na última semana um projeto de lei que obriga a população a utilizar máscaras em estabelecimentos públicos. O prefeito Alexandre Kalil (PSD) afirmou que vai sancionar a medida. A taxa de ocupação de leitos de UTI na cidade está próxima dos 90%. A taxa dos leitos de enfermaria também subiu de 41% para 69%, segundo a secretaria de saúde da cidade.

Com força-tarefa, Saúde quer dar transparência às medidas contra covid

O Ministério da Saúde anunciou a criação de uma força-tarefa para coordenar os processos de aquisição e distribuição de equipamentos, insumos e medicamentos acordados pela pasta no combate à covid-19 .

O trabalho também contempla a análise das ações, a manutenção ou fortalecimento dos serviços hospitalares, além da habilitação de leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTI) para o enfrentamento da pandemia.

A ação será coordenada pela Secretaria de Atenção Especializada à Saúde (SAES) e contará com representantes de outras secretarias e departamentos da pasta. Uma das tarefas do grupo será organizar e administrar a infraestrutura e capacidade logística para recebimento de ventiladores pulmonares para pacientes graves da doença.

No início de junho, o Ministério mudou o critério para contagem de mortos pela covid, entrando para as estatísticas apenas óbitos com diagnóstico confirmado pela doença nas últimas 24 horas. A pasta também foi criticada por movimentos sociais e políticos por omitir dados da pandemia no país.

Neste sábado, a pasta anunciou uma parceria entre a Fiocruz, Universidade de Oxford e AstraZeneca para o desenvolvimento tecnológico e acesso do Brasil à vacina para covid-19. O acordo prevê a compra de lotes da vacina e da transferência de tecnologia. A princípio, serão dois lotes entregues entre dezembro de 2020 e janeiro de 2021, totalizando 30 milhões de doses. Se demonstrada eficácia, haverá mais 70 milhões de doses à disposição da população brasileira. A prioridade, neste caso, será a vacinação de população vulnerável, profissionais de saúde e segurança pública.

Apesar das mais de 57 mil mortes pela doença no país, diversos estados estão relaxando as políticas de isolamento social.

Sábado, 27 de junho

País volta a registrar mais de mil mortes em 24 horas

De acordo com o Ministério da Saúde o Brasil teve 1.109 mortes nas últimas 24 horas em decorrência da covid-19. Agora já são 57.070 óbitos no país. Ao todo, 1.313.667 brasileiros foram infectados com a doença e São Paulo segue como o estado com maior número de casos (265.581).

Neste sábado (27), o Ministério anunciou que vai firmar um acordo de cooperação entre a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Universidade de Oxford e AstraZeneca para o desenvolvimento tecnológico e acesso do Brasil à vacina para covid-19.

O acordo prevê a compra de lotes da vacina e da transferência de tecnologia. A princípio, serão dois lotes entregues entre dezembro de 2020 e janeiro de 2021, totalizando 30 milhões de doses. Se demonstrada eficácia, haverá mais 70 milhões de doses à disposição da população brasileira. A prioridade, neste caso, será a vacinação de população vulnerável, profissionais de saúde e segurança pública.

São Paulo vai fechar hospital de campanha do Pacaembu

A prefeitura de São Paulo vai fechar na próxima semana o hospital de campanha do Pacaembu na próxima segunda-feira (29). A justificativa é de que o espaço está com baixa demanda. De acordo com o prefeito Bruno Covas (PSDB), desde o dia 1º de junho a taxa de ocupação dos leitos dos hospitais de campanha e de enfermaria vem caindo na capital.

"Estamos há quatro semanas de queda nessa taxa. Nos últimos dez dias, estamos abaixo dos 50%, o que nos dá tranquilidade para fechar o hospital de campanha no Pacaembu. Temos 900 leitos no Anhembi, que podem ser utilizados. São 900 leitos que hoje a prefeitura não paga, não estão sendo utilizados, mas que podem ser usados a qualquer momento".

O Hospital de Campanha do Pacaembu é administrado pelo Albert Einstein, que deve doar, segundo Covas, R$ 7 milhões em equipamentos para três hospitais municipais da zona leste da capital, região que apresenta a maior mortalidade por coronavírus.

Rio de Janeiro reabre comércio de rua, salões e barbearias neste sábado (27)

A prefeitura do Rio de Janeiro anunciou a reabertura do comércio de rua neste sábado (27). A autorização se estende também para salões de beleza e barbearias em lojas fora de shoppings.

As lojas funcionarão com horário restrito, entre 11h e 17h, para não coincidir com horários de funcionamento dos shoppings (que abrem das 12h às 20h). Os espaços só poderão funcionar com 50% da capacidade. Para salões de beleza e barbearias, o limite é de um terço da capacidade, e estão proibidos tanto serviços de recepção, de bebidas e comidas, quanto atividades simultâneas no mesmo cliente.

Até sexta-feira (26), a cidade registrava  55.152 casos confirmados e 6.264 mortes, de acordo com dados da plataforma Brasil.io.

A fase três da reabertura das atividades começa na próxima quinta-feira, 2 de julho. Nela, estarão também autorizados a funcionar bares e restaurantes, com restrições, e academias de ginástica, que terão que se submeter a regras rígidas.

Essa etapa da retomada será dividida em duas partes. Uma a partir de 2 de julho e outra a partir do dia 10 do mesmo mês, quando as escolas particulares poderão reabrir para aulas presenciais. Esse retorno da rede privada de ensino será facultativo a professores, funcionários e pais de alunos que assim desejarem. Quem preferir não voltar poderá optar por aulas remotas.

Na quinta-feira (2), voltam a funcionar os bares e restaurantes, que até então só poderiam atender com entregas, drive thru e sistema de pagou-levou. Eles poderão ficar abertos até 23h, mas apresentações de música ao vivo estão proibidas. A limitação será de 50% da capacidade.

As academias só poderão funcionar com agendamento de horário pelos clientes, com limitação de um terço da capacidade. O espaço para cada pessoa terá de ser de seis metros quadrados, devido à necessidade de maior distanciamento pra realizar as atividades físicas.

Sexta-feira, 26 de junho

Brasil confirma 46.860 novos casos de covid-19 em 24 horas

O Ministério da Saúde anunciou nesta sexta-feira (26) que nas últimas 24 horas o Brasil registrou 46.860 novos casos de covid-19. O número de mortes neste período foi 990. No total, 55.961 brasileiros já perderam a vida por causa do vírus. O Brasil tem agora um total de 1.274.974 casos confirmados da doença.

São Paulo, Rio de Janeiro, Ceará, Pará e Maranhão são os estados onde há maior incidência da doença. Já o Mato Grosso do Sul permanece como o menos afetado pelo novo coronavírus, ainda assim o estado registra 6.913 casos e 65 óbitos.

São Paulo estende quarentena até 14 de julho

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou nesta sexta-feira (26) a quarta atualização do painel de fases da retomada econômica do Plano São Paulo, com extensão da quarentena até o dia 14 de julho. O avanço acelerado da pandemia no interior deixa nove regiões na fase vermelha de restrição total de atividades não essenciais.

Já a melhora de índices em parte da grande São Paulo permite que a capital e as sub-regiões do ABC e de Taboão da Serra avancem à fase amarela, com atendimento presencial restrito em bares, restaurantes e salões de beleza. Nesta fase, a flexibilização prevê abertura limitada a 40% da capacidade de todos os setores previstos na fase anterior e seis horas de expediente, além da retomada controlada e parcial de atendimento presencial em salões de beleza e barbearias, bares e restaurantes - o consumo local só será liberado em áreas arejadas e segundo os protocolos sanitários estabelecidos no plano.
Apesar do aval do governo do Estado para o avanço à fase amarela em parte da Região Metropolitana de São Paulo, a recomendação é para que as prefeituras só liberem o atendimento presencial em salões de beleza e barbearias, bares e restaurantes a partir do dia 6 de julho. O Prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), já adiantou que vai seguir a orientação de médicos e especialistas do Centro de Contingência do coronavírus.
Nas demais três sub-regiões da grande São Paulo e outras sete áreas do interior e litoral, permanece a fase laranja, com reabertura de 20% da capacidade de escritórios em geral, imobiliárias, comércio de rua, shoppings e concessionárias por quatro horas diárias.

Medicamento para hepatite C se mostra eficaz contra a covid-19, aponta Fiocruz

Estudo da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) aponta que medicamentos utilizados no tratamento de hepatite C apresentaram resultados eficientes no combate à covid-19. Os experimentos realizados em laboratórios com três linhagens de células, incluindo células pulmonares humanas mostram que os antivirais testados impediram a produção de mais partículas virais do coronavírus. Os estudos da Fiocruz foram publicados no site pré-print BioRxiv, já estão disponíveis para a comunidade internacional, mas ainda necessitam de aprofundamentos.

Quinta-feira, 25 de junho

Brasil confirma mais de 39 mil casos de covid-19 nas últimas 24 horas

O Ministério da Saúde divulgou nesta quinta-feira (25) que o país registrou 39. 483 novos casos de covid-19. Nas últimas 24 horas, 1.141 pessoas morreram. O número é inferior ao de quarta-feira (24), mas ainda superior ao registrado no domingo (21), quando o número de mortes ficou abaixo de 1000. Agora o total de óbitos no país é de 54.971.

São Paulo ainda é o estado mais atingido pela doença, são 248.587 pessoas que testaram positivo para covid-19 e 13.759 morreram. O estado também tem visto o número de casos de coronavírus dobrar no interior em relação à capital.

Dados do Google dessa quinta-feira (25) demonstram que após 100 dias de isolamento social, a população brasileira deixou de buscar informações sobre a pandemia de covid-19.

Avanço de covid-19 no interior de São Paulo dobra em relação à capital

16:36

Em apenas quatro dias, o percentual de novos contaminados fora da capital paulista praticamente dobrou em relação ao mesmo índice da semana anterior. De acordo com dados da Secretaria de Estado da Saúde e do Centro de Contingência do coronavírus, entre os dias 14 e 20 de junho, o interior registrou 17.932 novas contaminações por coronavírus, enquanto que na capital o total foi de 15.342. Assim, o avanço da pandemia fora da capital foi 14,5% maior.

Já nesta semana, apenas no intervalo entre domingo (21) e quarta-feira (24), o interior viu 10.752 novas confirmações de casos, ante 7.670 na capital. Em apenas quatro dias, a pandemia avançou 28,7% a mais fora da cidade de São Paulo. Também pela primeira vez, o número absoluto de mortes por covid-19 no interior (6.677) superou o da capital (6.675) ao longo da pandemia.

No total, o estado registrou 248.587  pessoas infectadas, 9.177 a mais do que a Itália.

Quarta-feira, 24 de junho

21:00

Empresário Arnaldo Cunha Campos morre de covid-19

O empresário Arnaldo Cunha Campos, sócio do Brasil 21, conhecido conglomerado empresarial de Brasília, morreu vítima de covid-19. Segundo a colunista Claudia Meireles, ele estava internado junto à mulher, Maria Josina, e acabou não resistindo.

19:17

Em 24 horas, Brasil registra 1.185 óbitos por covid-19

O Brasil registrou nas últimas 24 horas, 1.185 novos óbitos por covid-19. Ao todo, são 53.830 brasileiros mortos pela doença. O número de diagnósticos confirmados da doença no país aumentou para 1.188.631. Atualmente, o estado de São Paulo é o que mais possui casos e óbitos pelo coronavírus, são 238.822 e 13.352 respectivamente. Rio de Janeiro e Ceará também estão entre os estados com mais incidência do vírus.

> https://bit.ly/35FglBu

Veja abaixo a atualização divulgada nesta quarta-feira (24) pelo Ministério da Saúde.

14:35

São Paulo planeja volta às aulas em setembro com protocolo sanitário

O governo de São Paulo apresentou nesta quarta-feira (24), o plano gradual de retorno às aulas da rede pública e particular. A proposta é que a retomada das atividades da educação superior, básica e infantil seja realizada em três etapas. Na primeira etapa até 35% da capacidade da instituição de ensino deve comparecer presencialmente, na segunda etapa até 70% e na última etapa deve ocorrer a retomada de todos os estudantes.

Durante todas as fases propostas no planejamento do governo, o distanciamento social de 1,5 metros será exigido para todas as instituições e pode ocorrer o revezamento dos estudantes por dia. A previsão é que a primeira fase tenha início no dia 8 de setembro, caso todos os Departamentos Regionais de Saúde registrem por 28 dias consecutivos, que estão na fase 3, chamada de "amarela".

Também foi traçado pelo governo um protocolo com medidas sanitárias que devem ser tomadas por alunos e profissionais. Entre as diretrizes estão a de evitar aglomerações nos horários de entrada e saída da instituição de ensino, o revezamento de turmas durante os intervalos e recreios e a proibição de feiras, seminários, competições e outras atividades que costumam ocorrer com um grande número de participantes. O uso de máscaras de proteção também será obrigatório em todo ambiente de ensino e deslocamento até a instituição. Para isso, será feita a distribuição do equipamento para os estudantes e profissionais. O ensino remoto também é recomendado pelo governo durante a transição para as aulas presenciais.

Domingo, 21 de junho

19:45

O Brasil registrou 641 óbitos por covid-19 nas últimas 24 horas. Ao todo, o país tem 50.617 mortos pela doença.  Agora são 1.085.038 brasileiros infectados pelo novo coronavírus. Os dados são do Ministério da Saúde.

Sábado, 20 de junho

13:10

Morre prefeito de Borebi, cidade do interior de São Paulo, vítima de covid-19

O prefeito de Borebi (SP), Antônio Carlos Vaca (PSDB), morreu na manhã deste sábado (20), vítima de covid-19. Ele estava internado em um hospital particular de Bauru, cidade vizinha, desde 24 de maio. Segundo informações do portal G1, o prefeito de 73 anos teve morte cerebral na noite de quarta-feira (17), mas não foi preciso desligar os aparelhos. Neste sábado, foi confirmada a morte.

Antônio Carlos estava no terceiro mandato como prefeito de Borebi. Ele foi o primeiro prefeito eleito da cidade, em 1992, e também foi vereador, quando Borebi era distrito de Lençóis Paulista. O vice-prefeito, Pedro Miguel de Araújo, já assumiu o cargo.

Sexta-feira, 19 de junho

Mais de um milhão de pessoas foram infectadas com covid-19 no Brasil

Nesta sexta-feira (19), o Brasil ultrapassou a marca de 1 milhão de infectados pelo novo coronavírus. Ao todo 1.032.913 brasileiros já foram testados positivos para covid-19.

Somente nas últimas 24 horas o país perdeu 1.206 pessoas. Este é o quarto dia consecutivo em que há mais de 1200 mortes. No total, são 48.954 óbitos pela doença em todo o Brasil.

Segundo dados do Ministério da Saúde e do Conass, há 507.200 casos recuperados e 476.759 em acompanhamento.

Contra aglomerações, Paraná proíbe bebida alcoólica depois das 22h

O governo do estado do Paraná restringiu nesta sexta-feira (19) a comercialização e consumo de bebidas alcoólicas em espaços públicos após as 22 horas. A medida tem validade por quatorze dias, contando a partir de hoje. O decreto com a nova norma foi assinado pelo governador do Paraná, Ratinho Junior (PSD), o Chefe da Casa Civil, Guto Silva e o Secretário de Saúde do estado, Carlos Alberto Gebrim.

A publicação também determina que a Secretaria de Segurança Pública do estado reforce a fiscalização do cumprimento da norma com a finalidade de "coibir aglomerações, principalmente aquelas com consumo de bebidas alcoólicas".

Segundo o governador Ratinho Junior, acidentes de carro relacionados ao uso da bebida alcoólica são recorrentes no estado e acabam prejudicando o sistema de saúde, em meio à pandemia de covid-19. "Restringimos a situação da bebida alcoólica, que está sendo um problema para o sistema de saúde na noite e na madrugada e também para os nossos policiais. Temos que estar com o sistema de saúde focado no que é prioridade e os policiais têm que apoiar esse sistema; não dá para gastar a energia da polícia cuidando de bêbado que bate o carro na madrugada porque acabou bebendo demais", afirmou o governador.

Nesta sexta-feira (19), a Secretaria de Saúde do estado confirmou 868 novos casos de coronavírus e 13 óbitos. No total o Paraná possui 12.785 pessoas diagnosticadas com a covid-19 e 419 óbitos decorrentes da doença.

Quinta-feira, 18 e junho

18:43

Brasil registra 1.238 óbitos em 24 horas; total passa de 47 mil

O Ministério da Saúde divulgou no início da noite de quinta-feira (18), o boletim com os novos números sobre a pandemia do novo coronavírus no país. Até o momento, o Brasil registra 47.748 mortes. Nas últimas 24 horas foram 1.238 óbitos.

O país se aproxima de um milhão de casos. Até o momento são 978.142 casos, um acréscimo de 22.765 casos nas últimas 24 horas.

Quarta-feira, 17 de junho

19:10

Brasil passa de 46 mil óbitos e registra 1.269  mortes nas últimas 24 horas

Dados do Ministério da Saúde divulgados nesta quarta-feira (17), dão conta de que o Brasil registra 46.510 óbitos por covid-19. Nas últimas 24 horas, 1.269 pessoas morreram no país. Ao todo, já são 955.377 casos confirmados. Os dados conferem com os números divulgados pelo Conass.

RJ retoma estadual nesta quinta; clubes paulistas retornam treinos em julho

Clubes de futebol de São Paulo podem retomar os treinos a partir de julho deste ano. A decisão foi confirmada nesta quarta-feira (17) pelo governador do estado, João Doria.  A realização de competições, no entanto, segue sem previsão. "Estes protocolos referem-se apenas ao retorno aos treinamentos, a retomada das partidas será avaliada em fases posteriores e sempre em conjunto com a Federação Paulista de Futebol e a CBF", disse Doria.

Para que o retorno da atividade ocorra, um protocolo de medidas preventivas contra a disseminação do coronavírus deve ser seguido. Entre as providências que devem ser estabelecidas, está a de que todos os atletas e profissionais precisam realizar periodicamente a testagem para a covid-19.

Além disso, os treinos serão feitos de forma individual e sem a presença do pública ou imprensa, para evitar uma possível aglomeração. Os jogadores também devem obrigatoriamente respeitar o distanciamento social e utilizar máscaras de proteção. O uso desse equipamento pode ser dispensado caso afete o desempenho dos atletas.

O estado do Rio de Janeiro também flexibilizou o isolamento social. A Federação de Futebol do estado (FFERJ) anunciou hoje que o calendário do Campeonato Carioca será mantido e nesta quinta (18) haverá jogo, entre Flamengo e Bangu, mas sem a presença do público. O prefeito do Rio, Marcelo Crivella, pediu à federação que não tome medidas de punição, como a perda de pontos pelo não comparecimento na partida, aos clubes que decidirem retomar apenas em julho.

Atualmente, o estado de São Paulo já registrou, ao todo, 11.132 óbitos por covid-19 e 190.285 diagnósticos da doença. Já o Rio de Janeiro possui 83.343 casos confirmados e 7.967 óbitos. Os dados foram atualizados nesta terça-feira (16) e estão disponíveis no Painel covid-19.

Terça-feira, 16 de junho

18:44

Brasil chega aos 45 mil óbitos por covid-19; 1.282 nas últimas 24 horas

O Ministério da Saúde divulgou hoje que o Brasil acumula 45.241 óbitos por covid-19. Apenas nas últimas 24 horas o país registrou 1.282 mortes. Ao todo, já são 923.189 brasileiros infectados pelo vírus. Um acréscimo de 34.918 casos positivos entre segunda e terça-feira (16). Os números divulgados pelo Ministério batem com o levantamento do Conass.

Segunda-feira, 15 de junho

19:40

Governo indica quase 44 mil mortes por covid-19 no Brasil

Segundo dados do Ministério da Saúde, o Brasil registou 627 óbitos por covid-19 nas últimas 24 horas. No total 43.959 vidas foram perdidas para a doença. O país acumula 888.271 casos confirmados, dos quais 20.647 foram confirmados de ontem para hoje.

> Navegue pelo painel da covid-19

 

Sábado, 13 de junho

19:00

Brasil registra mais de 42 mil óbitos por covid-19

O Brasil registou 892 óbitos por covid-19 nas últimas 24 horas. No total 42.720 vidas foram perdidas para a doença. O país acumula 850.514 casos de pessoas contaminadas, dessas, 379.245 já se recuperaram.

São Paulo é o estado com maior número de casos e óbitos. 172.875 pessoas foram contaminadas e 10.581 vidas foram perdidas. O Rio de Janeiro é o segundo estado mais afetado, com 78.836 casos, sendo que 7.592 pessoas morreram pela doença.

Sexta-feira, 12 de junho

20:00

Brasil registra 909 mortes por covid-19 nas últimas 24 horas

Nesta sexta-feira (12) o Brasil registrou 909 novos óbitos por covid-19. Os dados do Ministério da Saúde, confirmados pelo Conass, apontam que já são 41.828 mortos e 828.810 brasileiros infectados pelo vírus.

São Paulo segue como o estado com maior número de casos, 197.900 e 10.368 mortes. O Mato Grosso do Sul, por sua vez, é a unidade federativa com menos casos, 3.001 e 28 mortes. Na noite de quinta-feira (11), o presidente Jair Bolsonaro voltou a defender o uso da cloroquina para tratamento da doença e sugeriu que as pessoas entrem em hospitais de campanha para filmar as depenências. A declaração gerou uma onde de repúdio entre os governadores do Nordeste, que emitiram uma carta dizendo que "não é invadindo hospitais e perseguindo gestores que o Brasil vencerá a pandemia”.

Quinta-feira, 11 de junho

18:28

Covid-19 já matou mais de 40 mil pessoas no país; 1240 nas últimas 24 horas

O Brasil registrou 1240 mortes por covid-19 nas últimas 24 horas. Ao todo, são 40.920 óbitos no país desde o início da pandemia. Há divergência de dados entre os levantamentos apresentados pelo Ministério da Saúde e o Conass nesta quinta-feira (11). O Conselho Nacional das Secretarias de Saúde registrou um óbito a mais que o Ministério. Ao todo, 802.828 brasileiros infectados com a covid-19 até esta quinta-feira (11).

Neste feriado de Corpus Christi (11), as cidades do Rio de Janeiro e de São Paulo reabriram os shoppings. O prefeito da capital paulista, Bruno Covas (PSDB-SP), explicou que as lojas devem seguir um padrão de higiene. Ele também voltou a falar que São Paulo continua em quarentena e que o objetivo da prefeitura com os protocolos é retomar a atividade econômica na cidade sem piorar os índices de contaminação pelo novo coronavírus.

Mais cedo, o governador do estado, João Doria (PSDB-SP), anunciou uma parceria entre o Instituto Butantan e o laboratório chinês Sinovac Biotech, para testar e produzir uma vacina contra o novo coronavírus. De acordo com o governador, a estimativa para que a população tenha acesso ao medicamento, após os devidos testes, é junho de 2021.  Essa é a segunda vacina que será testada e pode ser produzida no país. A outra faz parte de uma parceria entre a Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e a Universidade Oxford, no Reino Unido. O estado é o mais atingido pela doença e já registrou 10.145 mortes e 162.520 casos da doença.

Quarta-feira, 10 de junho

18h57

Brasil passa de 39 mil óbitos por covid-19; nas últimas 24 horas foram 1274 mortes

Já são 39.680 mortes registradas por covid-19 no país. No balanço divulgado pelo Ministério da Saúde nesta quarta-feira (10) e confirmado pelo Conass, as últimas 24 horas 1.274 pessoas morreram.

No total, o país tem 772.416 casos confirmados da doença, sendo que 32.913 foram confirmados nestas últimas 24 horas. O estado de São Paulo, que reúne o maior número de óbitos e casos pela doença, vai estender a quarentena até o dia 28 de junho. No entanto, o relaxamento das normas de distanciamento social na capital iniciou nesta quarta-feira (10). A partir de hoje o comércio já pode voltar a funcionar das 11h às 15h. As imobiliárias vão abrir quatro horas por dia, desde que o horário de funcionamento (abertura e fechamento) não ocorra durante o horário de pico.

Terça-feira, 9 de junho

19:20

Brasil registra 1.272 novas mortes de covid-19; total passa dos 38 mil óbitos

O Brasil registrou 1.272 novos óbitos por covid-19 nas últimas 24 horas. Ao todo, o país possui 38.406 mortes e 739.503 diagnosticados com a doença. Os números são resultado de dados divulgados pelas secretarias estaduais de saúde.

Após o imbróglio da omissão dos dados pelo Ministério do Saúde, o ministro interino, general Eduardo Pazuello, compareceu na Comissão Externa do Coronavírus, instalada na Câmara nesta terça-feira (9), para discutir a mudança de critérios adotada pela pasta para o painel de informações da covid-19.

O Minitsério da Saúde alterou a forma de divulgação dos dados. A partir de agora, adotará os óbitos em suas datas de ocorrência, sem incluir os registros atrasados de dias anteriores. Essa medida deve causar queda  no total de mortes registrado no boletim diário já que há atrasos nos testes em todo o país.

18:03

Após "mal-entendidos" OMS esclarece transmissão da covid-19 por assintomáticos

A Organização Mundial da Saúde (OMS) explicou nesta terça-feira (9) que pessoas assintomáticas, ou seja, infectadas com a covid-19 mas que não desenvolvem sintomas da doença, podem transmitir o coronavírus. "A maior parte da transmissão conhecida vem de pessoas que apresentam sintomas do vírus e transmitem para outras através de gotículas infectadas. Mas há um subgrupo de pessoas que não desenvolvem sintomas. E, para entender verdadeiramente esse grupo, não temos essa resposta ainda, mas sabemos que algumas pessoas que não têm sintomas podem transmitir [o vírus]”, informou Maria Van Kerkhove, infectologista e líder técnica da OMS em uma live.

Em resposta a uma pergunta feita na coletiva de imprensa realizada ontem pela OMS, a infectologista disse que esse tipo de transmissão é "muito rara". A declaração, segundo ela, causou possíveis "mal-entendidos" e por isso esclareceu a fala hoje “O que eu estava me referindo ontem, durante a coletiva de imprensa, foi a poucos estudos, dois ou três, que foram publicados e tentaram seguir casos assintomáticos. Eu estava apenas respondendo a uma pergunta, não estava declarando uma política da OMS", concluiu. A representante da OMS também informou que análises e estudos devem ser feitos para a melhor compreensão médica.

O diretor executivo do Programa de Emergências em Saúde da OMS, Michael Ryan, reforçou na live  a fala de Maria Van Kerkhove. "A transmissão por casos assintomáticos está ocorrendo, a questão é saber quanto", disse.

17:40

Com covid-19, secretário da Educação de SP é transferido para UTI

O secretário de Educação do estado de São Paulo e ex-ministro da Educação, Rossieli Soares, foi transferido para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) após ter falta de ar e redução da saturação do oxigênio no sangue.

De acordo com uma nota publicada nesta terça-feira (9) nas redes sociais do secretário, o Hospital 9 de Julho, no qual ele está internado, informa que a medida é "para maior segurança e controle da oxigenação" e que Rossieli não depende de respiradores.

Conforme o hospital, o secretário está consciente, mas segue sem previsão de alta. Rossieli, de 41 anos de idade, foi diagnosticado com a covid-19 na última terça-feira (2).

 

 

Segunda-feira, 8 de junho
21h03

Ministério da Saúde promete novo site

O Brasil registrou nesta segunda-feira (8),707.910 pessoas infectadas no país. No total, 37.228 brasileiros já morreram em função da doença. Os dados são do Brasil.io, já que nos últimos dias houve divergências nos dados veiculados pelo Ministério da Saúde.

A pasta prometeu que vai divulgar amanhã um novo site com dados consolidados de todos os estados e o Distrito Federal com números atualizados da pandemia. De acordo com a pasta, há um comprometimento de que os números sejam divulgados diariamente até às 18h.

Na semana passada, o Ministério soltou os números às 22h e o presidente Jair Bolsonaro chegou a dizer que o boletim sairia mais tarde para que não aparecesse nos telejornais noturnos. Na sexta-feira (5), o Ministério alterou o gráfico com os dados e omitiu dor elatório o número total de óbitos e de infectados com a dença. Neste domingo (7), o site do Ministério dedicado aos números da pandemia saiu do ar e diferentes meios de comunicação anunciaram uma força-tarefa para, juntos, divulgarem os números compilados pelas secretarias estaduais. A Câmara dos Deputados também disse que estava trabalhando na consolidação e divulgação dos números.

Em coletiva de imprensa nesta segunda-feira (8), o secretário da pasta, Élcio Franco, afirmou que amanhã deve se reunir com as secretarias estaduais para repassar as questões sobre o novo site e também os direcionamentos para entrega dos dados pelas secretarias.

Domingo, 7 de junho
20h47

Brasil registra 1382 mortes por covid-19 em 24 horas

O Brasil registrou  1382 novos óbitos por covid-19 nas últimas 24 horas. Ao todo, o país possui 37.312 mortes e 685.427 diagnosticados com a doença. Foram  12.581 novos casos nas últimas 24 horas.

Os números foram divulgados pelo Ministério da Saúde.

Desde a última quarta-feira  (4), o Brasil ultrapassou a Itália em número de mortes. O país também se tornou o terceiro no mundo em total de mortes, atrás apenas dos EUA e do Reino Unido. Os dados são da universidade americana John Hopkins.

O site do Ministério da Saúde que apresenta o número de infectados e mortes passou quase todo o sábado (6)  fora do ar. A instituição de ensino americana deixou de incluir o Brasil na atualização  por conta da falta de novos dados, mas incluiu de novo após ser divulgado o novo boletim de sábado.

Há 21 dias sem titular, o Ministério da Saúde mudou a forma de divulgação dos números e o horário  dos boletins diários sobre a covid-19. O novo boletim não apresenta o número total de diagnósticos e mortes em decorrência da pandemia.

 

Sábado, 6 de junho

22h04

Brasil passa de 36 mil mortos por covid-19 e Saúde muda forma de divulgação

O Brasil registrou mil novos óbitos por covid-19 nas últimas 24 horas. Ao todo, o país possui 36.026 mortes e 675.898 diagnosticados com a doença. Os números são resultado de dados divulgados pela secretarias estaduais de Saúde e podem ser alterados conforme mais estados forem divulgando os resultados.

Na quarta-feira  (4), o Brasil ultrapassou a Itália em número de mortes. O país também se tornou o terceiro no mundo em total de mortes, atrás apenas dos EUA e do Reino Unido. Os dados são da universidade americana John Hopkins. A instituição de ensino anunciou neste sábado que não vai incluir o Brasil nos futuros levantamentos por conta da falta de novos dados.

Há 21 dias sem titular, o Ministério da Saúde mudou a forma de divulgação dos números e o horário  dos boletins diários sobre a covid-19. O novo boletim não apresenta o número total de diagnósticos e mortes em decorrência da pandemia.

Veja os dados divulgados por volta das 22 horas pelo Ministério da Saúde. Os números são diferentes da soma dos levantamentos das secretarias estaduais por conta dos horários de fechamento dos balanços.

19h44

Mandetta diz que militares na Saúde têm "lealdade burra e genocida"

O ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta (DEM-MS) criticou a decisão do governo federal de mudar a forma de divulgação dos dados sobre casos e mortes confirmadas por covid-19. As declarações foram dadas em live promovida pelo Instituto de Direito Público e tiveram a mediação do ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes.

Mandetta afirmou que a militarização na pasta  fez com predominasse outro tipo de pensamento e linha de ação que não o de pessoas ligadas à área da saúde."Que chegue às suas promoções por atos de bravura ou de lealdade extrema, mesmo que burra e genocida", disse.

"Isso vai criar problema para abastecimento da rede de saúde, um enorme problema de notificação compulsória, no planejamento de ações baseadas em números e naturalmente da população não saber [os dados oficiais]. Vai começar a surgir também um total de números feitos pela televisão A, um total de números pelo instituto B. A fake news é um campo facundo e depois reclamam dela, porque vão começar a falar que estão maquiando [os dados]. Vamos perder e ficar na pior dos mundos", declarou o ex-ministro.

Sexta-feira, 5 de junho

21:47

Brasil registra 1.005 novos mortos por covid-19 e Saúde muda forma de divulgação

O Brasil registrou 1.005 novos óbitos por covid-19, nas últimas 24 horas. Ao todo, o país possui 35.026 mortes e 645.771 diagnosticados com a doença. Ontem (4), o Brasil ultrapassou a Itália em número de mortes. O país também se tornou o terceiro no mundo em total de mortes, atrás apenas dos EUA e do Reino Unido.

Há 21 dias sem titular, o Ministério da Saúde mudou a forma de divulgação dos números e o horário  dos boletins diários sobre a covid-19.O novo boletim não apresenta o número total de diagnósticos e mortes em decorrência da pandemia.

A partir de agora, a pasta vai divulgar os dados às 22 horas. O atraso na divulgação de boletins epidemiológicos foi uma ordem direta do presidente Jair Bolsonaro, com o objetivo evitar que os dados estejam disponíveis no horário dos telejornais noturnos, período em que as televisões têm maior audiência. "Acabou matéria no Jornal Nacional", disse o presidente nesta sexta-feira (5), na saída do Alvorada.

8:25

O Brasil se torna o terceiro país no mundo em número de mortes

Após 100 dias desde o primeiro caso de infecção por coronavírus no Brasil, o país ultrapassa a Itália em número de mortos e se torna o terceiro lugar no ranking mundial em número de óbitos por covid-19. Com 1.473 novas mortes, o Brasil soma mais de 34 mil óbitos em decorrência desde de fevereiro, quando o primeiro caso foi confirmado em seu território. Os Estados Unidos seguem com o maior registro de mortes (108.211), seguido do Reino Unido com (39.987), o Brasil com (34.021), a Itália (33.689) e a França (29.068), estes são os cinco países mais afetados pela doença por número de óbitos. Ao todo, segundo os dados da universidade Johns Hopkins, o mundo contabiliza 391.588 mortes por coronavírus.

Quinta-feira, 4 de junho

22:00

Brasil tem novo recorde e passa Itália em mortes por covid-19

O Brasil registrou 1.473 novos óbitos por covid-19, nas últimas 24 horas, o que equivale a uma morte por minuto no período. Ao todo, o país possui 34.021 mortes e 614.941 diagnósticos confirmados da doença. Com estes dados, o Brasil se torna o terceiro país do mundo em total de mortes, atrás apenas dos EUA e do Reino Unido.

A atualização dos dados foi divulgada nesta quarta-feira (3), pelo Ministério da Saúde. A divulgação dos dados aconteceu mais tarde que o habitual, pelo segundo dia consecutivo. Na quarta-feira (3), dia em que o país registrou recorde de mortes pela covid-19, o Ministério da Saúde alegou problemas técnicos. A pasta está sob comando interino de Eduardo Pazuello desde o dia 15 de maio, quando Nelson Teich se desligou do órgão.

15:36

Mundo tem mais de 6,5 milhões de infectados pelo coronavírus

Desde o início da pandemia, 6.570.362 pessoas se infectaram pelo novo coronavírus. O número de mortos em todo o mundo chega a 387.634 pessoas, segundo os dados da universidade Johns Hopkins. Os países mais afetados pela doença por número de óbitos são os Estados Unidos, com 107.474 mortes, o Reino Unido com 39.987, a Itália com 33.689 mortes, o Brasil 32.458 e a França 29.024.

Quarta-feira, 3 de junho

22:00

Brasil tem mais de 32 mil óbitos por covid-19

O Brasil registrou 1.349 novos óbitos por covid-19, nas últimas 24 horas. Ao todo, o país possui 32.548 mortes e 584.016 diagnósticos confirmados da doença. A atualização dos dados foi divulgada nesta quarta-feira (3), pelo Ministério da Saúde.

15:40

Vacina produzida em Oxford começa a ser testada no Brasil

O Brasil será o segundo país do mundo a testar uma vacina desenvolvida pela universidade britânica de Oxford, segundo a revista Veja. O país foi escolhido por enfrentar fase de aceleração da doença. A Iniciativa recebe apoio do Ministério da Saúde e deve começar em junho. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou o procedimento, nesta terça-feira (2), que irá testar 2.000 voluntários, que não tiveram contato com a doença, em São Paulo e no Rio de Janeiro.

15:24

Mais de 6,4 milhões de pessoas já foram infectadas pelo coronavírus no mundo

Nesta quarta-feira (3), segundo os dados da universidade Johns Hopkins, são 6.438.254 casos confirmados de coronavírus no mundo e 382.299 mortes decorrentes da pandemia. Os cinco países mais afetados por números de infectados são os Estados Unidos com (1.840.375), o Brasil (555.383), a Rússia (431.715), o Reino Unido (281.264) e Espanha (240.326).

Terça-feira, 2 de junho

Brasil tem mais de 31 mil óbitos por covid-19

19:45

O Brasil registrou 1.262 novos óbitos por covid-19, nas últimas 24 horas. Ao todo, o país possui 31.199 mortes e 555.383 diagnósticos confirmados da doença. A atualização dos dados foi divulgada nesta terça-feira (2), pelo Ministério da Saúde. 

 

Foto: Reprodução Ministério da Saúde

> Navegue pelo painel da covid-19

14:41

Congo confirma surto de ebola em meio à pandemia de coronavírus

Em meio à pandemia de coronavírus o ministro da saúde da República Democrática do Congo, Eteni Longondo, declarou que o país enfrenta um novo surto de ebola. O anúncio foi feito após ser identificado um foco na cidade de Mbandaka, capital da província do Equador. Segundo o governo, desde o dia 30 de maio foram detectados quatro óbitos em decorrência da doença. A região já sofreu com a epidemia de ebola em 2018, segundo o a agência AFP. Atualmente, o país contabiliza também 3.195 casos confirmados de covid-19 e 72 óbitos, segundo dados da universidade Johns Hopkins.

Segundo o diretor-geral da Organização Mundial da Saúde, "A OMS já possui uma base em Mbandaka, que está dando suporte ao Congo na resposta ao surto. Este surto lembra que a covid-19 não é o único problema de saúde enfrentado pelas pessoas. A OMS continua monitorando e dando resposta e muitas emergências em saúde".


10:54

Governador do DF defende reabertura do comércio com medidas de segurança e o retorno das aulas em agosto

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), comentou sobre a intenção de autorizar o retorno às aulas presenciais no mês de agosto. Segundo informações do portal G1, o governador diz que o pico do contágio de coronavírus no DF está previsto para o mês de julho e logo depois as atividades devem voltar à normalidade. Ele defendeu também a abertura do comércio com medidas de segurança. O G1 publicou a pesquisa do Sindicato de Estabelecimentos Particulares de Ensino do DF em que 79% dos responsáveis querem ter a opção de manter os filhos em casa mesmo com o retorno das aulas. 70% dos pais entrevistados afirmam não defender o retorno das aulas antes de julho e a maioria também defende o retorno gradual das atividades.

10:32

Passa de 6,2 milhões o número mundial de infectados por coronavírus

São registrados no mundo 6.294.222 casos de pessoas infectadas por coronavírus. A informação é da universidade Johns Hopkins. Do total de infectados, 376.077 pessoas morreram em decorrência da doença desde o início da pandemia. Os cinco países mais afetados no mundo são os Estados Unidos (1.811.277 casos confirmados) e (105.147 mortes), o Brasil (526.447 casos confirmados) e (29.937 mortes), a Rússia (423.186 infectados) e (5.031 mortes), o Reino Unido (277.738 casos confirmados) e (39.127 mortes), e a Espanha com (239.638 casos confirmados) e (27.127 mortes).

Segunda-feira, 1º de junho

20:00

Brasil registra 623 novos óbitos pela covid-19

O Brasil registrou 623 novos óbitos pela covid-19 nas últimas 24 horas, o que totaliza 29.937 mortes. Foram 12.247 novos casos confirmados, somando 526.447 casos em todo o território nacional. São Paulo, Rio de Janeiro e Ceará lideram em termos de casos confirmados e de óbitos.

 >Navegue pelo painel da covid-19

Foto: Reprodução Ministério da Saúde

15:58

Prefeitura do Rio divulga plano de retomada gradual das atividades a partir de amanhã

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, anunciou nesta segunda-feira (1) a retomada de atividades na capital a partir desta terça-feira (2). A flexibilização do isolamento social será realizada em seis etapas, com intervalo de 15 dias entre elas.

De acordo com informações do portal G1, em matéria assinada por Henrique Coelho, conforme o "Programa Rio de Novo", elaborado pela prefeitura do Rio, na primeira fase, que começa amanhã, comércios; lanchonete, bar e restaurante; serviços, atividades de turismo; ambientes abertos, atividades religiosas; serviços de cultura, esporte e lazer poderão funcionar com restrições.

Segundo Crivella, "pela primeira vez" não há "filas em leitos de UTI" no município e a curva de crescimento da doença foi achatada. “O afastamento é importante para evitarmos o contágio, principalmente naquele momento em que havia risco do sistema de saúde não conseguir atender todos os casos. Com isso, adotamos todas as medidas para achatar a curva de crescimento. E conseguimos!”, afirmou o prefeito em coletiva de imprensa realizada hoje.

De acordo com Flávio Graça, superintendente de Educação, Inovação e Projetos da Vigilância Sanitária, o plano estratégico de retomada considerou dados científicos e a capacidade do sistema de saúde. “O plano propõe a volta gradual de todas as atividades e sua elaboração foi baseada em dados científicos, com a visão da capacidade do sistema de saúde de absorver um possível impacto causado pela retomada das atividades”, disse Flávio Graça em coletiva de imprensa. O monitoramento de todas as etapas também será feito.

Crivella afirmou que a expectativa de normalização do funcionamento das atividades é para agosto.

15:24

Pela primeira vez desde o início da pandemia, Espanha passa 24 horas sem mortes por covid-19

Nas últimas 24 horas, a Espanha registrou o primeiro dia sem mortes em decorrência do coronavírus desde a primeira morte pela pandemia no país. Segundo o jornal El País, foram contabilizados 71 novos casos confirmados e nenhuma morte, A Espanha está entre os países mais afetados do mundo. Desde o início da pandemia, foram contabilizadas 27.127 mortes e 239.638 casos confirmados de coronavírus no país.

12:15

Governo russo libera a utilização de medicamento contra coronavírus

O governo russo vai passar a utilizar na próxima semana um medicamento contra a covid-19. Segundo informações da agência Reuters, a partir do dia 11 de junho, hospitais do país poderão utilizar o antiviral Avifavir, que se mostrou promissor em pequenos testes com 330 pacientes, tratando a maioria dos casos em quatro dias. O governo russo afirma que os testes estão sendo concluídos na próxima semana. O antiviral remdesivir foi usado em pacientes seguindo determinações de uso emergencial, se mostrou promissor, o medicamento foi modificado e detalhes serão da pesquisa serão apresentados nas próximas semanas.

10:01

Morre por covid-19 o ex-juiz Nicolau dos Santos Neto

O ex-juiz Nicolau dos Santos Neto, morreu por coronavírus, neste domingo (31) aos 91 anos. Em 1998, Nicolau dos Santos ficou conhecido pelo caso de superfaturamento na construção da sede do Fórum Trabalhista de São Paula, na Barra Funda. Ele era presidente do Tribunal Regional do Trabalho em São Paulo. Em 2006, Nicolau foi condenado a 26 anos e seis meses de prisão pelo desvio de R$ 170 milhões na obra do fórum. No ano passado, recebeu o indulto concedido a presos com mais de 60 anos e com problemas de saúde. O escândalo resultou na cassação do então senador Luiz Estevão (DF), em 2000. Dono do site Metrópoles e de empresas do ramo imobiliário, Estevão foi condenado a mais de 30 anos de prisão e só começou a cumprir a pena pelos desvios após dezenas de recursos judiciais.

9:57

Brasil se aproxima de 30 mil mortes e supera 500 mil casos de covid-19

O Brasil é o segundo país em número de casos confirmados de coronavírus no mundo e o quarto país no registro de mortes pela doença. Já são 514.849 casos confirmados e 29.314 óbitos em decorrência da covid-19. No momento, diferente dos outros países mais afetados como os Estados Unidos e países da Europa, o Brasil está em curva ascendente de infecção.

Sexta-feira, 29 de maio

19:40

Brasil registra 1.124 mortes e 26.928 casos em 24h

Dados atualizados pelo Ministério da Saúde indicam que foram registradas 1.124 mortes pela covid-19 em 24 horas. O número de casos confirmados teve um incremento de 26.928. Ao todo, são 27.878 óbitos e 465.166 casos.

 >Navegue pelo painel da covid-19

Fonte: Reprodução Ministério da Saúde

Trump anuncia encerramento da relação dos EUA com a OMS

O presidente norte-americano, Donald Trump, anunciou nesta sexta-feira (29) que os Estados Unidos está oficialmente encerrando a ajuda financeira prestada à Organização Mundial da Saúde (OMS). "Porque eles falharam em fazer as reformas solicitadas e extremamente importantes, nós vamos estar hoje encerrando nossa relação com a Organização Mundial da Saúde e redirecionando os fundos para outras necessidades globais urgentes de saúde pública", disse em coletiva de imprensa.

Nos últimos meses, Trump já havia feito declarações públicas sobre o descontentamento que tinha com o desempenho da organização, que segundo ele, priorizava a China e em abril anunciou que iria suspender o financiamento.

Na coletiva de hoje, o presidente também disse que a China possui "todo o controle" sobre a OMS e fez novas críticas ao país asiático. "O mundo precisa de respostas da China sobre o vírus. A gente precisa de transparência", finalizou.

Os Estados Unidos é um dos países mais afetados pela pandemia. De acordo com dados atualizados hoje pela universidade norte-americana Johns Hopkins, o país possui  1.729.185 diagnósticos confirmados da covid-19.

O mundo contabiliza mais de 5,8 milhões de pessoas infectadas por coronavírus

O número de infectados por coronavírus no mundo chega a 5.867.727 casos confirmados e 362.238 mortes, segundo os dados da universidade americana Johns Hopkins. Os cinco países mais afetados, por número de casos confirmados, são os Estados Unidos (1.729.185), o Brasil (438.238), a Rússia (387.623), o Reino Unido (272.604) e a Espanha (238.564).

Quinta-feira, 28 de maio

20:39

Brasil tem 26.417 novos casos e 1.156 mortes em 24h

Em nova atualização do Ministério da Saúde, o Brasil aparece com 438.238 casos de covid-19 confirmados, sendo que 26.417 foram nas últimas 24 horas.Já morreram no país 26.754 pessoas da doença, sendo que 1.156 foram nas últimas 24h.

Segundo os dados, 177.604 pessoas já se recuperaram da doença. O estado com mais casos é São Paulo, com 95.865 e 6.980 mortes. O Rio de Janeiro aparece em segundo lugar, com 44.886 casos e 4.856 óbitos.

13:50

Mais de 5,7 milhões de pessoas já foram infectadas pelo coronavírus no mundo

Segundo os dados da universidade Johns Hopkins, o mundo contabiliza 5.717.575 pessoas infectadas e 356.213 mortes por coronavírus. Os cinco países mais afetados pela crise são os Estados Unidos (1.699.33), o Brasil com (411.821), a Rússica (379.051), o Reino Unido (268.620) e a Itália com (231.139).

Quarta-feira, 27 de maio

Brasil tem mais de 25 mil óbitos por covid-19

Dados do Ministério da Saúde desta quarta-feira (27), mostram que foram registrados 1.086 novos óbitos por covid-19 no país. Em 24 horas, foram 20.599 novos casos confirmados. No total, o Brasil possui 25.598 mortes e 411.821 diagnósticos da doença.

 >Navegue pelo painel da covid-19

9:38

Número de pessoas infectadas pelo coronavírus no mundo passa de 5,6 milhões

Segundo os dados da universidade americana Johns Hopkins, há 5.614.458 casos confirmados e 350.958 mortes em decorrência da covid-19 no mundo. O Brasil é o segundo país com maior número de infectados e os Estados Unidos são o país com mais mortes e infecções. Por número de óbitos os países mais afetados são Estados Unidos (98.929), Reino Unido (37.130), Itália (32.955), França (28.533), Espanha (27.117) e Brasil (24.512).

8:27

Seis de cada dez brasileiros apoiam lockdown contra pandemia, diz Datafolha

De cada dez brasileiros, seis apoiam medidas mais radicais de restrição de circulação, o chamado lockdown, no combate à pandemia de covid-19. É o que aponta a pesquisa Datafolha divulgada nesta quarta-feira (27) pela Folha de S.Paulo. Em todo o país, segundo o Datafolha, 36% afirmam ser contrários à medida.

O maior apoio ao isolamento total, o chamado lockdown, está na região Nordeste (69%). A menor adesão ao modelo, já adotado em outros países que passaram pelo pico da epidemia, vem da região Sul, onde 54% dizem ser favoráveis à iniciativa. O número de pessoas que defendem o isolamento vertical também cresceu. Hoje, 28% das pessoas acreditam que é hora de flexibilizar as regras, em abril este percentual era de 18%.

Terça-feira, 26 de maio

20:10

Em 24 horas, Brasil registra 1.039 novos óbitos por covid-19 

De ontem para hoje, foram registrados 1.039 novos óbitos por covid-19 e 16.324 casos no país. No total, o Brasil possui 24.512 mortes e 391.222 diagnósticos da doença. Os dados foram divulgados nesta terça-feira (26), pelo Ministério da Saúde.

> Navegue no painel da covid-19

Foto: Reprodução Ministério da Saúde

19:15

Por risco de covid-19, defensorias pedem ao STF liberdade de gestantes e lactantes

Mais de 15 defensorias públicas estaduais assinaram um pedido para que detentas gestantes e lactantes sejam soltas ou possam cumprir a pena em domicílio. A solicitação do habeas corpus coletivo foi encaminhada ao Supremo Tribunal Federal (STF) e considerou o momento atual da pandemia do novo coronavírus e a necessidade de evitar infecções pelo vírus no sistema carcerário.

De acordo com a defensoria de SP, no documento, os autores citam a recomendação feita pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) aos tribunais para que medidas sejam tomadas para evitar a disseminação do coronavírus nas prisões. Os procuradores também destacaram as advertências de especialistas. “Há um claro consenso entre especialistas e autoridades governamentais dos diversos países atingidos de que se deve evitar a aglomeração de pessoas, especialmente em locais fechados”, expõem os autores.

Além das defensorias, o Gaets (Grupo de Atuação Estratégica das Defensorias Públicas Estaduais e Distrital nos Tribunais Superiores) também participou da elaboração do documento.

16h24

Instituto americano prevê 125 mil mortes por covid-19 no Brasil até agosto

O IHME, Instituto de Métrica da Universidade de Washington, que monitora números sobre o coronavírus e serve como base de dados para a Casa Branca, aponta mais de 125 mil mortes pela doença no Brasil até agosto.

Há duas semanas, o IHME divulgou pela primeira vez projeções sobre o país e a previsão era de que 88.305 pessoas morressem por covid-19 até 4 de agosto. A guinada nos números se deu por conta do crescimento da taxa de mortos no Brasil, que alcançou o segundo lugar entre os países com maior número de infectados do mundo, atrás apenas dos Estados Unidos.

De acordo com o Instituto, o pico de mortes diárias no Brasil será em 13 de julho, com mais de 1500 óbitos em 24 horas. A curva passa a ser descendente apenas em agosto, com taxas de até 1400 mortes em 24 horas.

11:26

Brasil registra o maior número de mortes por coronavírus nas últimas 24h

Segundo o Ministério da Saúde foram registradas 807 novas mortes em decorrência da covid-19 no Brasil, dentro do período de 24 horas. Nos Estados Unidos, epicentro da pandemia no mundo, esse número foi de 505 mortes no mesmo intervalo de tempo. O Brasil tornou-se o país com maior registro de novas mortes no mundo e contabiliza um total de 23.522 mortes. Segundo dados da universidade americana Johns Hopkins, os cinco países mais afetados pela pandemia no mundo, por número absoluto de casos, são os Estados Unidos (1.662.768), o Brasil (374.898), a Rússia (362.342), o Reino Unido (262.547) e a Espanha (235.400).

Segunda-feira, 25 de maio

20:30

Brasil registra 807 novos óbitos por covid-19

Dados do Ministério da Saúde desta segunda-feira indicam que foram registrados 807 novos óbitos pela covid-19 no país. Em 24 horas, foram 11.687 novos casos. No total, o Brasil conta com 23.473 mortes e 374.898 casos do novo coronavírus. Amanhã o país completa três meses do registro do primeiro caso de covid-19. A primeira morte foi registrada em 17 de março de 2020.

> Navegue no painel da covid-19

Foto: Reprodução Ministério da Saúde

16:32

Prefeito do RJ libera funcionamento de templos religiosos

O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, decretou nesta segunda-feira (25), o funcionamento de templos religiosos, que agora passam a fazer parte do rol das atividades consideradas essenciais, durante a pandemia.

O decreto estabelece que os locais religiosos e os participantes das atividades devem cumprir as medidas contra o coronavírus, como o distanciamento de dois metros, o uso de máscaras de proteção e a disponibilização do álcool em gel. Além disso, a publicação recomenda às pessoas pertencentes ao grupo mais vulnerável à doença que não participem presencialmente dos cultos. "Os membros das congregações religiosas mais vulneráveis ao COVID 19, deverão, preferencialmente optar pela participação não presencial dos cultos e outras liturgias", diz trecho do decreto.

Conforme dados atualizados ontem (24) e disponíveis no Painel covid-19, a cidade do Rio de Janeiro possui 21.775 pessoas que já foram diagnosticadas com a covid-19 e 2.755 óbitos causados pela doença.

15:13

Mais de 5,4 milhões de pessoas foram infectadas pelo novo coronavírus no mundo

Nesta segunda-feira (25), mundo registra 5.460.747 pessoas infectadas e 346.293 óbitos em decorrência do novo coronavírus, segundo os dados da universidade americana Johns Hopkins. Os cinco países mais afetados pela pandemia são os Estados Unidos com 1.651.254 casos confirmados e 97.940 óbitos; o Brasil com 363.211 casos confirmados e 22.666 mortes; a Rússia com 353.427 casos confirmados e 3.633 óbitos; o Reino Unido com 260.916 casos registrados e 36.996 mortes; e a Espanha com 235.772 casos confirmados e 28.752 mortes.

10:25

Renato Casagrande é o sexto governador a contrair covid-19

O governador do Espírito Santo, Renato Casagrande, e sua esposa, Maria Virgínia Casagrande, testaram positivo para o novo coronavírus. Nesta segunda-feira (25) o governador divulgou o resultado do teste por meio da sua conta no Facebook, em que afirmou que continuará as suas atividades à distância. Casagrande é o sexto governador do país a testar positivo para covid-19, assim como os governadores dos estados de Pernambuco, Roraima, Pará, Rio de Janeiro e Alagoas.

Domingo, 24 de maio

Trump suspende a entrada de brasileiros nos EUA

A partir desta sexta-feira (29) começa a valer a decisão do presidente Donald Trump que proíbe a entrada nos Estados Unidos de qualquer brasileiro ou estrangeiro que tenha estado no Brasil nos últimos 14 dias. A restrição é em razão do aumento da taxa de infecção de coronavírus no Brasil.

Sexta-feira, 22 de maio

19:31

Em 24 horas, Brasil registra 20.803 novos casos de covid-19

De ontem para hoje, o Brasil registrou 20.803 novas infecções e 1.001 óbitos por covid-19. Com essa atualização, feita nesta sexta-feira (22) pelo Ministério da Saúde, o país possui 330.890 pessoas diagnosticadas com a doença e 21.048 mortes confirmadas.

Hoje a Organização Mundial da Saúde classificou a América do Sul como o "novo epicentro da doença", por causa do aumento no número de casos confirmados de covid-19 na região.

De acordo com a OMS, o Brasil é o país mais afetado pelo coronavírus. "De certa forma, a América do Sul se tornou um novo epicentro para a doença, vimos muitos países sul-americanos com aumento do número de casos e, claramente, há preocupação em muitos desses países. Mas certamente o mais afetado é o Brasil neste momento", disse Michael Ryan, diretor executivo do Programa de Emergências em Saúde, da OMS.

> Navegue no painel da covid-19

Foto: Reprodução Ministério da Saúde

10:56

Brasil teve ontem segundo maior número de mortes no mundo por covid-19

Nas últimas 24 horas, o Brasil registrou 1.188 mortes em um dia, o que levou o país a saltar para mais de 20 mil mortes em decorrência da covid-19. No momento o Brasil é o segundo país que registra mais mortes diárias, no mundo, 230 óbitos menos do que os Estados Unidos. Os EUA registraram nas últimas 24 horas 1.418 mortes.

Segundo os dados da universidade americana Johns Hopkins, são 5.128.492 casos confirmados e 333.489 mortes, em todo o planeta. Nos EUA, desde o início da pandemia, foram contabilizados 1.577.758 diagnósticos de covid-19 e 94.729 óbitos; a Rússia, em segunda posição em número de casos, registra 326.448 confirmações e 3.249 mortes. O Brasil, na terceira colocação, soma 310.087 casos confirmados e 20.047 mortes.

Quinta-feira, 21 de maio

14:53

Mais de 5 milhões de pessoas foram infectadas pelo coronavírus no mundo

Atualmente, segundo os dados da universidade americana Johns Hopkins, são 5.074.377 casos confirmados de coronavírus em todo o planeta. Já foram registradas 329.816 mortes desde o início da pandemia. Os cinco países com maior número de casos são os Estados Unidos (1.562.714), Rússia (317.554), Brasil (291.579), Reino Unido (252.234) e a Espanha (233.037).

Quarta-feira, 20 de maio

Em 24 horas, Brasil registra quase 20 mil casos de coronavírus

19:05

Nas últimas 24 horas, o Brasil registrou 19.951 casos e 888 óbitos por covid-19. Ao todo são 18.859 mortes confirmadas e 291.579 pessoas diagnosticadas com a doença. Os dados representam as notificações confirmadas no intervalo de ontem para hoje e foram divulgados nesta quarta (20) pelo Ministério da Saúde. São Paulo é o estado que possui a maior concentração de ocorrências da doença. Até o momento, são 69.859 casos e 5.363 óbitos pelo coronavírus.

> Navegue no painel da covid-19

 

Foto: Reprodução Ministério da Saúde

15:54

Mundo já tem quase 5 milhões de infectados pelo novo coronavírus

Segundo os dados da universidade americana Johns Hopkins, no mundo, já são 4.947.929 casos confirmados de coronavírus e 324.872 mortes em decorrência da doença. Os cinco países mais afetados são os Estados Unidos que seguem sendo o epicentro da pandemia no mundo, contabilizando 1.537.584 casos confirmados e 92.387 mortes. Em segundo lugar está a Rússia com 308.705 casos confirmados e 2.972 óbitos; na sequência, o Brasil com 271.628 confirmados e 17.971 mortes. Em quarto lugar estão o Reino Unido, com 250.141 casos e 35.785 mortes, e, na seuqência, a Espanha que contabiliza 232.555 casos registrados e 27.888 mortes.

Terça-feira, 19 de maio

Em 24 horas, Brasil registra mais de mil óbitos por covid-19

O Brasil registrou, de ontem para hoje, 1.179 novos óbitos por covid-19 no Brasil. Esse é o maior número de mortes reportadas em 24 horas. Ao todo, são 17.971 vítimas fatais e 271.628 pessoas diagnosticadas com a doença.

> Navegue no painel da covid-19

 

Foto: Reprodução Ministério da Saúde

18:32

Trump considera banir voos do Brasil aos EUA por causa do coronavírus

Em coletiva de imprensa nesta terça (19), o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, foi questionado se considera proibir viagens do Brasil aos Estados Unidos, por causa do número de brasileiros diagnosticados com a covid-19. Trump respondeu que cogita adotar essa medida. "Nós estamos considerando isso. Esperamos que não tenhamos um problema", disse. "Eu me preocupo com tudo. Não quero que as pessoas venham aqui e infectem o nosso povo. Eu também não quero pessoas doentes lá", justificou.

O presidente norte-americano disse que o Brasil "está tendo problemas" e que os EUA está enviando ao país ventiladores pulmonares, que são necessários nos casos mais graves de pacientes com a doença. "Nós estamos ajudando o Brasil com ventiladores", afirmou.

Trump também elogiou o trabalho desempenhado pelo governador da Flórida, Ron DeSantis,  na testagem da população para o coronavírus, já que muitos turistas vão à Florida.

16:42

Presidente da Anvisa está com covid-19

O presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Antonio Barra Torres, anunciou, nesta terça-feira (19), que foi infectado pelo novo coronavírus. O anúncio foi feito em um vídeo encaminhado à Comissão Externa de Ações Contra o Coronavírus, da Câmara. 

“Apresentei sintomas gerais que inicialmente não me fizeram suspeitar da covid-19. Entretanto, devido a intensidade e persistência dos sintomas, após consulta médica, o diagnóstico hipotético foi lançado e entrei em isolamento social. Efetuadas as testagens, na última sexta-feira recebi o resultado positivo para a covid-19. Entretanto, como meus sintomas me permitem ainda trabalhar, assim prossigo na direção da Agência”, afirmou.

15:42

Lockdown no Amapá começa hoje

Nesta terça-feira (19) começa o lockdown no Amapá, primeiro estado brasileiro a decretar a medida em todo o seu território. A ação foi anunciada na última sexta-feira (15) e terá validade por 10 dias. Os serviços essenciais continuarão em funcionamento e a circulação de pessoas será limitada. O Amapá é o segundo estado com maior número de casos confirmados, no Brasil, a cada 100 mil habitantes. Hoje estão registrados 4.023 casos confirmados e 127 mortes no estado.

15:06

Brasil é o terceiro país com maior número de casos de covid-19 no mundo

Segundo os dados da universidade Johns Hopkins, o Brasil subiu mais uma colocação no raking de casos de covid-19 no mundo e agora ocupa a terceira posição. Atualmente são 261.567 casos confirmados e 17.509 mortes. O planeta soma 4.629.503 casos confirmados de coronavírus e 297.380 mortes em decorrência da doença. Os cinco países mais atingidos em número de casos confirmados são Estados Unidos (1.517.681), Rússia (299.941), Brasil (261.567), Reino Unido (247.709) e Espanha (231.606).

10:52

Governadores de Roraima e Pernambuco estão com covid-19

Os governadores de Roraima, Antonio Denarium (PSL), e de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), confirmaram na noite de segunda-feira (18) diagnóstico de coronavírus. Denarium afirmou, por meio de vídeo publicado no Facebook, apresentar sintomas leves e que trabalha de casa. Câmara gravou um vídeo para as redes sociais em que afirmou que continuará monitorando de maneira remota as ações de combate ao coronavírus. Outros três governadores já haviam contraído coronavírus anteriormente, o governador do Pará, Helder Barbalho (MDB), do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC) e de Alagoas, Renan Filho (MDB).

Antônio Denarium (RR)

Paulo Câmara (PE)

9:48

Ex-governador da Paraíba morre de covid-19

O ex-governador da Paraíba Wilson Braga morreu de covid-9, aos 88 anos, na noite de domingo (17), na capital João Pessoa. Wilson Braga estava internado desde o dia 1° de maio. Sua esposa, a ex-deputada federal Lúcia Braga, também morreu em decorrência do coronavírus no último dia 8. Os dois tiveram três filhos. Em sua carreira política, Wilson Braga foi deputado estadual cinco vezes e deputado federal por sete mandatos. Também foi prefeito da capital paraibana. Em 1982, elegeu-se governador do estado pelo extinto PDS.

Segunda-feira, 18 de maio

20:05

Câmara de SP autoriza feriadão para combater covid-19

A Câmara Municipal de São Paulo aprovou, nesta segunda-feira (18), a autorização para que o Executivo antecipe feriados municipais. A medida foi adotada como forma de combate à pandemia do coronavírus, já que em feriados a cidade costuma apresentar menores índices de trânsito e pessoas nas ruas. Com isso, a partir de quarta-feira (20) a cidade poderá ter um feriadão de seis dias.
A medida celebrará antecipadamente o feriado de Corpus Christi (comemorado em junho) na quarta (20) e o Dia da Consciência Negra (20 de novembro) na quinta-feira (21). A sexta-feira (22) será ponto facultativo.

O Governador João Doria (PSDB) também sugeriu a antecipação do feriado de 9 de Julho para segunda-feira (25). O presidente da Assembleia Legislativa, Cauê Macris (PSDB), deve colocar o projeto em votação na próxima quinta-feira (21), em regime de urgência.

As medidas foram tomadas após o megarrodízio na capital não surtir efeitos. Anteriormente, o prefeito Bruno Covas (PSDB) já havia determinado o bloqueio de ruas e avenidas da capital, o que também não reduziu o trânsito de pessoas e carros. Até domingo (17), o Estado de São Paulo já havia ultrapassado os 62 mil casos e registrava 4.782 mortes em decorrência do novo coronavírus.

19:30

Brasil registra mais de 13 mil novos casos de covid-19 em 24h

O Ministério da Saúde atualizou os casos de covid-19 no Brasil. Ao todo, 254.220 pessoas já foram infectadas pelo vírus que já deixou 16.792 vítimas fatais. Somente nas últimas 24h, 13.140 casos foram registrados no país.

15:40

Médico Fernando Ferry vai assumir Secretaria de Saúde do RJ

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, anunciou neste domingo (17), que o médico Fernando Ferry será o novo secretário de Saúde do Estado do Rio de Janeiro. Ferry é superintendente do Hospital Universitário Gaffrée e Guinle da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio) e assume o cargo de Edmar Santos, que foi exonerado na manhã de ontem e passará a compor uma comissão voltada para o acompanhamento da pandemia do novo coronavírus.

11:13

O Brasil é o quarto país em número de casos de coronavírus

O Brasil subiu duas colocações e se tornou o quarto país em número de casos de coronavírus no mundo. São 241.080 casos confirmados e 16.122 mortes registradas. Os dados são da universidade americana Johns Hopkins. No mundo, existem 4.737.299 casos confirmados de covid-19 e 315.622 mortes em decorrência da doença. Os Estados Unidos é o país mais afetado pela pandemia, registrando 1.486.742 casos confirmados e 89.564 mortes registradas, em segundo lugar está a Rússia com 290.678 casos confirmados e 2.722 mortes, em terceiro lugar está o Reino Unido com 244.995 casos confirmados e 34.716 mortes.

Domingo, 17 de maio

19:40

Brasil tem 16.118 mortes por covid-19

Dados atualizados pelo Ministério da Saúde neste domingo indicam 16.118 mortes por covid-19 e 241.080 casos confirmados. Nas últimas 24 horas, foram 485 novos óbitos registrados.

> Navegue no painel da covid-19

Foto: Reprodução Ministério da Saúde

15:33

Por denúncias de corrupção, Secretário de Saúde do Rio de Janeiro deixa o cargo

O secretário de Saúde do Rio de Janeiro, Edmar Santos, foi exonerado do cargo na manhã deste domingo (17), segundo informações do portal de notícias G1. A decisão do governador Wilson Witzel (PSC) foi motivada por atrasos e problemas nas entregas dos hospitais de campanha, incluindo o desgaste provocado por denúncias de fraudes na licitação para a compra de respiradores pulmonares.

Os últimos dados do Ministério da Saúde indicam 2.614 mortes por covid-19 no estado e 21.601 casos confirmados. É o terceiro estado com maior incidência do vírus no país, atrás apenas de São Paulo e Ceará, e o segundo em número de mortes.

Sábado, 16 de maio

19:33

Brasil registra 15.633 mil mortos pela covid-19 e 233.142 casos confirmados

Segundo dados do Ministério da Saúde, foram registrados 816 novos óbitos por covid-19 em 24 horas, totalizando 15.633 mortes. Há 233.142 casos confirmados em todo o país. Neste sábado, não haverá coletiva de imprensa com ministros nem técnicos da pasta. Com a saída de Nelson Teich, o general Eduardo Pazuello está como ministro interino da Saúde.

> Navegue no painel da covid-19

Foto: Reprodução Ministério da Saúde

14:20

Governo do Distrito Federal permite reabertura de lojas de roupas e calçados

Em decreto publicado neste sábado (16), o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), liberou o funcionamento de lojas de roupas e calçados, serviços de corte e costura e lojas de extintores. O funcionamento desses estabelecimentos deve ocorrer no intervalo entre 11h e 19h.

O governador também regulamentou o uso de máscaras no DF, que é obrigatório desde 30 de abril. A partir da próxima segunda-feira, 18 de maio, quem descumprir a regra estará sujeito a multa de R$ 2 mil, no caso de pessoa física, e R$ 4 mil, no caso de pessoa jurídica. Se houver reincidência, as multas deverão ser aplicadas em dobro e de forma cumulativa. A fiscalização caberá a vários órgãos, entre eles Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e Secretaria de Governo.

Veja aqui a íntegra dos decretos.

Sexta-feira, 15 de maio

19:05

Brasil passa da marca dos 14 mil óbitos por covid-19

O Brasil encerra a semana com 14.817 óbitos por covid-19, sendo 824 de ontem para hoje. No total de casos confirmados, há 218.223 pessoas com a doença em todo o território nacional. 

> Navegue no painel da covid-19

Foto: Reprodução Ministério da Saúde

Quinta-feira, 14 de maio

19:45

Brasil tem mais de 200 mil diagnósticos por covid-19

O Brasil tem 202.918 casos confirmados de covid-19 e 13.993 óbitos decorrentes da doença. Segundo os dados do Ministério da Saúde desta quinta-feira (14), houve 844 novos óbitos registrados. Em termos de recuperação, há 79.479 pacientes que venceram a doença (39,2%).

> Navegue no painel da covid-19

Foto: Reprodução Ministério da Saúde

11:34

No mundo, mais de 5 mil pessoas morreram por covid-19 nas últimas 24 horas

Segundo os dados da Universidade Johns Hopkins, foram registrados 96.088 novos casos confirmados de coronavírus e 5.566 novas mortes, nas últimas 24h. O número de casos subiu para 4.379.973 casos confirmados e 298.185 mortes em decorrência da covid-19. O Brasil subiu uma colocação nas últimas 24h, agora ocupa o sexto lugar no ranking mundial em número de casos confirmados e o quinto em óbitos, segundo a universidade.

8:44

Corte de estado dos EUA veda decisão pelo isolamento social

A Suprema Corte do estado norte-americano de Wisconsin, equivalente ao Tribunal de Justiça estadual no Brasil, derrubou decreto do governador Tony Evers, do Partido Democrata, que estendia as medidas de isolamento social até o dia 26 de maio, segundo informações do The New York Times. Atualmente, o estado registra mais de 10 mil casos confirmados de coronavírus e 421 mortes em decorrência da doença. Para o governador, a derrubada do decreto mergulha o estado num caos. "As pessoas vão ficar doentes. E os republicanos provocam o caos", afirmou ao jornal. O presidente Donald Trump tem pressionado pela reabertura das escolas.

Quarta-feira, 13 de maio

19:31

Brasil tem mais de 13 mil óbitos por covid-19

Em 24 horas, o Brasil confirmou 11.385 novos diagnósticos positivos para a covid-19 e 749 óbitos decorrentes da doença.  Com esses dados atualizados hoje pelo Ministério da Saúde, o novo coronavírus já infectou 188.974 pessoas e provocou 13.149 mortes, no país . São Paulo é o estado com o maior número de casos e óbitos, são 51.097 e 4.118, respectivamente.

> Navegue no painel da covid-19

Foto: Reprodução Ministério da Saúde

11:15

Brasil é o sexto país com mais mortes por covid-19 no mundo

O Brasil está em sexto lugar no ranking mundial em números mortes em decorrência do coronavírus, segundo dados da Universidade Johns Hopkins. O Brasil ultrapassou a Alemanha em número de casos confirmados e torna-se o sétimo país com maior número de casos registrados da doença no mundo. Atualmente, há registros de 4.283.885 casos confirmados de coronavírus e 292.619 óbitos, no mundo. No Brasil, existem 178.214 casos confirmados e 12.461 registros de óbitos.

Terça-feira, 12 de maio

19:22

Em um dia, Brasil confirma 881 óbitos por covid-19

Segundo dados divulgados nesta terça-feira (12) pelo Ministério da Saúde​, em 24 horas, o Brasil confirmou 881 novos óbitos decorrentes da covid-19. Esse é o maior número de mortes registradas em um dia, até o momento.
Ao todo, são 177.589 pessoas diagnosticadas e 12.400 vítimas fatais da doença.

> Navegue no painel da covid-19

Foto: Reprodução/ Ministério da Saúde

12:37

Visitas virtuais começam a ser adotadas em presídios no Paraná

Unidades Prisionais do Estado do Paraná realizam encontros virtuais entre detentos e familiares durante o período da pandemia de coronavírus em que as visitas estiverem suspensas. A atividade começou a ser realizada na Região Metropolitana de Curitiba, na Penitenciária Feminina de Piraquara (PFP) e na Penitenciária Central do Estado - Unidade de Progressão (PCE-UP). Outras unidades estão em fase de implantação do serviço. Foram adotadas medidas como esta também no estado do Mato Grosso do Sul e em Santa Catarina no feriado de dia das mães, no último domingo (10).

11:57

São mais de 4 milhões de infectados por coronavírus no mundo

Segundo os dados da universidade John Hopkins, o mundo registra 4.201.921 milhões de casos confirmados de coronavírus. Desde o início da pandemia já morreram 286.835 pessoas em decorrência da covid-19. Os dez países mais afetados são os Estados Unidos (1.347.936), Rússia (232.243), Espanha (227.436), Reino Unido (224.814), Itália (219.814), França (177.547), Alemanha (172.626), Brasil (169.594), Turquia (139.771) e Irã (110.771).

Segunda-feira, 11 de maio

21:05

Estudo da Fiocruz aponta que coronavírus começou a circular no Brasil em janeiro

Um estudo da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) indicou que o novo coronavírus começou a circular no Brasil no fim de janeiro, um mês antes da data do primeiro registro oficial do caso no país, em 26 de fevereiro. O estudo foi feito através de uma metodologia estatística de inferência, que utiliza como base os registros de falecimentos, além de análises dos casos de síndrome respiratória aguda grave (SRAG). Em entrevista ao jornal O Globo, o coordenador da pesquisa, Gonzalo Bello, afirmou que a transmissão local no país deve ter começado entre 2 e 8 de fevereiro.

Enquanto o Brasil se preparava para o carnaval, no final de fevereiro, já havia 17 brasileiros com a covid-19 em leitos de hospital e nove mortos. Em pleno carnaval, com blocos arrastando multidões nas ruas, houve 24 internações e dez mortes. As informações são do O Globo.

19:30

Brasil registra 11.519 mortes pela covid-19

A mais recente atualização do Ministério da Saúde indica registro de 396 mortes pela covid-19 nas últimas 24 horas. Ao todo, são 11.519 mortes pela doença e 168.331 casos confirmados em todo o território nacional.

O presidente Jair Bolsonaro publicou há pouco decreto para ampliar os serviços considerados essenciais, com inclusão de academias de ginástica, salões de beleza e barbearias. Na prática, essa inclusão permite o funcionamento regular desses serviços e impede que eles sejam fechados por decisão dos governadores e prefeitos. Questionado sobre a decisão, o ministro Nelson Teich disse não ter sido consultado sobre o assunto. “Essa é uma responsabilidade do Ministério da Economia”, disse Teich. O ministro, entretanto, ressaltou que é necessário pensar em como trabalhar essa reabertura para não colocar em risco a vida da população.

Mesmo com o decreto, uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) garantiu que as definições são de atribuições de estados e municípios.

12:28

Fábrica em Gana registra 533 pessoas infectadas por um único trabalhador

Um funcionário de uma fábrica de processamento de peixes infectou 533 pessoas com coronavírus, em Gana, na cidade portuária de Tema, segundo o presidente Nana Akufo-Addo. Em seu discurso o presidente não entrou em detalhes sobre as ações tomadas para lidar com esta situação. Com o registro dos novos casos, o país africano passa a registrar 4.700 infectados. As fronteiras e escolas permanecem fechadas por determinação do presidente. As informações são do portal Uol.

Sábado, 9 de maio

20:00

Brasil tem 10 mil óbitos e 155 mil casos de covid-19 e Bolsonaro fala de economia

Neste sábado o Brasil alcançou a triste marca dos 10.627 óbitos por covid-19 e 155.939 pessoas infectadas pelo vírus. As mais de 10 mil pessoas mortas levaram o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP) e o Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, a decretarem luto por três dias nos Poderes. Apenas o chefe do Executivo, Jair Bolsonaro, não anunciou luto.

O presidente Bolsonaro se limitou a publicar propaganda de feitos do governo na àrea econômica e até este momento, não soltou nenhuma palavra de solidariedade às vítimas.

Sexta-feira, 8 de maio

18:50

Deputado exige de Teich informações sobre profissionais de saúde

Presidente da Frente Parlamentar Mista em Defesa da Enfermagem, deputado Célio Studart (PV-CE), apresentou requerimento de informações ao ministro Nelson Teich com questionamentos sobre a situação dos profissionais de saúde diante da pandemia da covid-19.

O deputado quer saber, entre outros dados, a quantidade de profissionais de saúde que testaram positivo, quantos foram afastados e que medidas foram adotadas para recomposição dos quadros.

Na quarta-feira (7), o número de profissionais de enfermagem mortos pela covid-19 no Brasil chegou a 98, segundo dados do Conselho Federal de Enfermagem (Cofen) – número superior ao dos Estados Unidos, por exemplo. Quase 9 mil já foram afastados de suas funções.

17:43

UFRJ recomenda lockdown no estado do Rio de Janeiro

A UFRJ enviará ainda nesta sexta-feira, 8/5, um ofício ao Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), em que recomenda o lockdown, ou seja, isolamento total no estado face à pandemia de covid-19. O documento é assinado pela Reitoria da UFRJ, que consultou seu Grupo de Trabalho (GT) Multidisciplinar para Enfrentamento da COVID-19, do qual participam dezenas de cientistas da maior universidade federal do país.

Para que o lockdown seja eficiente, a UFRJ sugere que sejam observadas outras ações, entre elas a garantia de crédito para empresas, na forma de capital de giro, a realização de campanhas de comunicação deixando clara a necessidade de isolamento e a definição de critérios sobre a evolução da epidemia e as condições que garantam o término e consequente saída programada do isolamento.

15:17

Quarentena em SP é prorrogada para 31 de maio

Nesta sexta, o governo de São Paulo comunicou que a quarentena decretada no estado será prolongada para até o dia 31 deste mês. A medida foi tomada por causa do aumento no número de óbitos e pessoas infectadas por covid-19. “O pior cenário é o que alia mortes e recessão. Adotar a quarentena, como fizemos aqui em São Paulo, não é uma tarefa fácil. Mas trata-se de proteger vidas no momento mais difícil e crítico da história deste país”, afirmou o governador de São Paulo, João Doria, em coletiva de imprensa nesta sexta.

Durante a coletiva de imprensa foi apresentado um estudo feito pelas universidades Usp e Unicamp que demonstra que o isolamento social no estado apenas entre os dias 8 e 21 de maio pode evitar que 3.346 pessoas sejam infectadas pelo vírus.

Conforme a atualização feita ontem (7) pelo Ministério da Saúde, São Paulo possui 39.928 casos confirmados da covid-19 e 3.206 óbitos decorrentes da doença.

14:04

David Uip se afasta mais uma vez do cargo por questões de saúde

O coordenador do Centro de Contingência para o coronavírus do estado de São Paulo, David Uip, terá que ficar temporariamente afastado do cargo por motivos de saúde. O anúncio foi feito nesta sexta pelo governador de São Paulo, João Doria, durante coletiva de imprensa realizada diariamente pelo governo do estado.

Durante a coletiva, Doria leu uma carta escrita por Uip em que o infectologista detalha o motivo do distanciamento, que foi amparado por recomendações médicas. "Na última quarta-feira, dia 6 de maio, senti um mal-estar, com alterações cardiológicas e clínicas. Após avaliação médica, iniciei uma bateria de exames para elucidação diagnóstica. Hoje me sinto melhor, mas, por recomendação médica, precisarei ficar afastado das minhas atividades do Centro de Contingência do Coronavírus do Estado de São Paulo por alguns dias", explica Uip na carta.

Coordenador do Centro de Contingência do Coronavírus do Estado de São Paulo, David Uip
Rovena Rosa/Agência Brasil
O epidemiologista, de 67 anos de idade, já se afastou do cargo no mês de março, quando foi diagnosticado com a covid-19. No início de abril, ele retornou para as atividades após ter tratado a doença.

Na carta, Uip também parabeniza os esforços e trabalhos feitos pelos profissionais de saúde e as decisões tomadas, até o momento, pelo governo do estado no combate contra o coronavírus. "Tenho a plena convicção de que São Paulo está no caminho certo. E está salvando vidas", diz trecho.

 

9:50

Fortaleza é a 3ª capital a adotar lockdown no Brasil

Fortaleza adota o enrijecimento das medidas de isolamento social, lockdown, a partir desta sexta-feira (8). Belém e São Luís também decretaram a medida, ao todo 15 cidades no país adotaram o enrijecimento do isolamento social. Especialistas aconselham o decreto de lockdown também na cidade do Rio de Janeiro, onde o sistema de saúde começa a entrar em colapso. Niterói adotará a medida na próxima semana com o objetivo de conter o avanço do coronavírus. Informações do portal G1.

Quinta-feira, 7 de maio

19:20

Brasil passa dos 9 mil mortos por covid-19

Segundo dados atualizados pelo Ministério da Saúde, foram registrados 9.146 mortes no Brasil pelo novo coronavírus, um grau de letalidade de 6,8%. São 135.106 casos confirmados da doença.

> Navegue no painel da covid-19

Fonte: Ministério da Saúde.

11:09

Cidades do Pará entram em lockdown

No Pará, a capital Belém e outros nove municípios iniciam o lockdown, nesta quinta-feira (7). O enrijecimento das restrições de circulação de pessoas será válido até o dia 17 de maio. A medida tem o objetivo de conter o avanço do coronavírus. Quem desrespeitar as medidas pode sofrer punições em advertências e multas de R$ 150 para pessoas físicas e R$ 50 mil para pessoas jurídicas. Até sábado (9) a medida será educativa, quem infringir as regras receberá orientações sobre as mudanças.

10:27

Ibaneis adia reabertura do comércio no Distrito Federal

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), determinou o adiamento da abertura do comércio para o dia 18 de maio. A determinação veio após decisão da Justiça Federal, que vetou o retorno das atividades previsto para a próxima segunda-feira (11). Esta é a segunda vez que o governador adia a abertura do comércio na região, que está fechado como medida de combate ao coronavírus.

9:20

Flamengo tem três jogadores e outros 35 casos de covid-19

O Flamengo anunciou que tem três jogadores do time profissional e outros 35 funcionários com covid-19. Nenhum nome foi revelado. Segundo o clube carioca, as 38 pessoas estão assintomáticas. Os resultados positivos representam 13% dos 293 testes feitos, que incluem familiares e empregados de atletas e outros profissionais.

Quarta-feira, 6 de maio

Brasil registra novo recorde de óbitos confirmados em um dia

Em 24 horas, o Ministério da Saúde confirmou 615 óbitos decorrentes da covid-19. Esse é o maior número de registros feitos em um dia até o momento. No mesmo intervalo de tempo também foram confirmadas 10.503 pessoas diagnosticadas com o coronavírus.  Ao todo são 8.536 vítimas fatais da doença e 125.218 casos confirmados.

> Navegue no painel da covid-19

Fonte: Ministério da Saúde

17:04

Porta-voz da Presidência é diagnosticado com covid-19

O porta-voz da Presidência da República, general Otávio Rêgo Barros, foi diagnosticado com covid-19, segundo o jornal O Estado de S.Paulo. A informação foi confirmada no gabinete do porta-voz. Segundo sua assessoria, Rêgo Barros está bem e cumpre isolamento domiciliar.

Rêgo Barros fez o teste na segunda-feira (4) e recebeu o resultado positivo ontem (5). Ele tem 59 anos e está na função de porta-voz do presidente Jair Bolsonaro desde janeiro de 2019. No primeiro ano do governo, era o responsável pelos briefings diários à imprensa, que acabaram suspensos este ano.

16:22

Fortaleza restringirá circulação de pessoas e veículos a partir de sexta-feira

O governo do Ceará estendeu o isolamento social por mais 15 dias e determinou o enrijecimento das medidas para todo o estado com objetivo de conter o avanço do coronavírus. O Ceará contabiliza 11.470 casos confirmados e 795 óbitos em decorrência da covid-19. O uso máscaras é obrigatório em todo o estado a partir desta quarta-feira (6). Na capital, Fortaleza, as medidas mais rígidas serão tomadas como o bloqueio de atividades não essenciais. Além disso, a circulação de pessoas e de veículos serão restringidos a partir de sexta-feira (8). Bloqueios serão montados em vias públicas e nas divisas entre os municípios. As informações são da Agência Brasil.

14:12

Brasil registra o maior número de mortes entre enfermeiros por coronavírus

De acordo com os dados reunidos pelo jornal El País, 73 profissionais de enfermagem morreram em decorrência da doença. O número supera o registrado, por exemplo, pela Itália e Espanha juntas. Os dois países somam 39 óbitos entre a categoria e estão entre aqueles que acumulam o maior número de mortes por covid-19. Segundo o Conselho Internacional de Enfermagem, citado pela reportagem, estima-se que ao todo mais de 100 enfermeiros e técnicos de enfermagem perderam as vidas no mundo.

Terça-feira, 5 de maio

20:09

Conselheiro sobre covid-19 no governo britânico se demite após desrespeitar isolamento

O professor e epidemiologista Neil Ferguson cujos estudos e pesquisas tiveram grande influência na definição das diretrizes tomadas até agora pela Inglaterra para combater o coronavírus renunciou ao cargo que ocupava no governo após descumprir as medidas de isolamento social recomendadas. As informações são do jornal The Guardian.

O pesquisador da Universidade Imperial de Londres fazia parte do setor do governo britânico, chamado de "Scientific Advisory Group for Emergencies", que aconselha sobre a crise da covid-19 e que teve papel importante na adesão da Inglaterra ao Lockdown.

Ferguson contrariou as recomendações e recebeu visitas em casa. Nesta terça, ele considerou o evento como um "erro de julgamento". Ele também afirmou que "lamenta profundamente" o ocorrido e enfatizou a importância de se seguir as medidas indicadas pelo governo. "A orientação do governo é inequívoca e existe para proteger todos nós”.

19:15

Brasil confirma 600 novos óbitos decorrentes da covid-19

Nesta terça (5), o Ministério da Saúde confirmou 600 novos registros de óbitos decorrentes da covid-19 e 6.935 casos. Com isso, o Brasil possui 114.715 pessoas diagnosticadas com a doença e 7.921 vítimas fatais.

> Navegue no painel da covid-19

Fonte: Ministério da Saúde.

 

15:26

Ciro Pessoa, fundador dos Titãs, morre após ser infectado pelo coronavírus

O músico Ciro Pessoa, que foi uma figura importante para a formação da banda brasileira Titãs, faleceu na madrugada desta terça (5). Ciro tinha 62 anos de idade e estava tratando um câncer quando foi infectado pelo coronavírus e veio a falecer. "Ele estava lutando contra o câncer e nas indas e vindas ao hospital acabou contraindo Covid-19. Foi internado, mas infelizmente não resistiu", escreveu Isabela Johansen, ex-esposa do cantor, nas redes sociais. Ela também informou que o corpo de Ciro será cremado. As informações são do portal de notícias G1.

Foto: Cris Jatoba/ Reprodução Facebook.

Nomes que ainda integram ou já fizeram parte da banda, lamentaram a morte de Ciro nas redes sociais. "Estou profundamente triste com a partida nessa madrugada do meu irmão,músico, poeta e primeiro grande parceiro, Ciro Pessoa", escreveu Branco Mello.

"Ele se foi, a vida continua, a música é eterna, e a tristeza me invade. Ciro Pessoa, pessoa única, marcou minha vida", publicou o cantor Nando Reis, no Instagram.

"Hoje perdemos Ciro Pessoa, amigo querido e membro da formação original dos Titãs. Muito triste com tudo isso...", compartilhou Sergio Britto.

14:21

Descumprimento do uso de máscaras em SP pode ter multa de até R$ 276 mil 

Quem não utilizar as máscaras de proteção contra o coronavírus no estado de São Paulo pode sofrer uma multa no valor de R$276 até R$ 276 mil, por cometer infração sanitária. Isso porque o uso obrigatório desse equipamento "nos espaços de acesso aberto ao público, incluídos os bens de uso comum da população" e no interior de estabelecimentos que possuem permissão de continuarem funcionando - os chamados serviços essenciais - passa a ser obrigatório em todo o estado a partir de quinta-feira (7).

De acordo com o decreto assinado pelo governador de São Paulo, João Doria, e publicado hoje no Diário Oficial do estado, além da multa, quem descumprir a norma pode ter como pena a advertência e a interdição parcial ou total do estabelecimento.

A nova medida deve valer enquanto a quarentena decretada em 22 de março durar. Conforme a publicação, cabe às secretarias de Saúde do Estado e municípios realizarem a fiscalização.

O uso das máscaras no trasporte público de São Paulo já é obrigatório desde segunda (4).

Segunda-feira, 4 de maio

17:43

Brasil tem mais de 105 mil casos confirmados de covid-19

Desde a última atualização feita pelo Ministério da Saúde, o Brasil registrou 4.075 novos diagnósticos positivos para a covid-19 e 263 óbitos. Com isso, o país possui 105.222 casos confirmados e 7.288 vítimas fatais da doença. Os dados foram atualizados nesta segunda (4) pelo Ministério.

> Navegue no painel da covid-19

9:21

Aldir Blanc morre aos 73 anos em decorrência da covid-19

O cantor e compositor Aldir Blanc, de 73 anos, morreu em decorrência de coronavírus, nesta segunda-feira (4). O músico estava internado desde o dia 10 de abril com problemas respiratórios, no dia 22 de abril o diagnóstico de covid-19 foi confirmado. Em 1973, o cantor abandonou o ofício da medicina, para seguir a carreira como músico. Ele compôs obras em parceira com João Bosco que foram imortalizadas na voz de Elis Regina como o Bêbado e o equilibrista, um dos hinos contra a ditadura militar. Outras suas composições gravadas por Elis estão Bala com Bala, O Mestre-Sala dos Mares e Caça à Raposa.

Domingo, 3 de maio

18h00

Brasil ultrapassa 100 mil casos de covid-19

De ontem para hoje, foram confirmados 275 novos óbitos pelo novo coronavírus, totalizando 7.025, segundo dados divulgados neste domingo (3) pelo Ministério da Saúde. Foram confirmados neste domingo mais 4.588 casos, totalizando 101.047 confirmados.


10h30

Ministro da Saúde irá para Manaus

O ministro da Saúde, Nelson Teich, e o secretário-executivo da pasta, general Eduardo Pazuello, irão às 15h  deste domingo para Manaus (AM). Está prevista reunião com o governador Wilson Lima (PSC-AM) e o prefeito da cidade, Arthur Virgílio (PSDB).

A viagem segue até segunda-feira (4), quando o ministro e sua equipe visitam serviços de saúde, como o Hospital Delphina Rinaldi Abdel Azir, o Hospital de Campanha Municipal e o Hospital de Retaguarda Nilton Lins. Está prevista ainda visita às instalações do Comando Militar da Amazônia.

Sábado, 2 de maio

18h50

Brasil registra 6750  mortes por covid-19

De ontem para hoje, foram confirmados 421 novos óbitos pelo novo coronavírus, totalizando 6.750 mortes, segundo dados divulgados neste sábado (2) pelo Ministério da Saúde. Foram confirmados neste sábado mais 4.970 casos, totalizando 96.559 confirmados.

> Navegue no painel da covid-19 

Sexta-feira, 1º de maio

18:45

EUA autoriza emergencialmente uso de remédio para tratamento da covid-19

O presidente americano, Donal Trump, anunciou que a agência reguladora FDA autorizou o uso emergencial do medicamento antiviral Remdesivir para tratamento do novo coronavírus. A droga experimental é produzida pela companhia Gilead Sciences Inc e foi usada contra a Ebola. Segundo pesquisas, o medicamento reduz o tempo de internação de 15 para 11 dias.

Segundo a agência Reuters, o presidente da Gilead, Daniel O’Day, classificou o anúncio como um importante primeiro passo e disse que a empresa vai doar 1,5 milhão frascos da droga para ajudar pacientes. O anúncio foi feito nesta sexta-feira (1º) na sala oval da Casa Branca.

No Brasil, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) informou que vai acompanhar estudos com a medicação e está em contato com laboratório do Remdesivir, mas ainda não irá se posicionar. Para que o medicamento seja liberado no país, é preciso que seja respeitado um longo processo.

16:50

Brasil registra mais de 6 mil mortes por covid-19

De ontem para hoje, foram confirmados 428 novos óbitos pelo novo coronavírus, totalizando 6.329 mortes, segundo dados divulgados nesta sexta-feira (1º) pelo Ministério da Saúde. Existem, ainda, 1.642 óbitos em investigação. Há 91.589 casos confirmados em todo o país. Devido ao feriado, hoje não haverá coletiva com o ministro nem técnicos da pasta.

> Navegue no painel da covid-19 

14:20

Governador diz que não vai questionar decisão judicial que determinou lockdown em São Luís

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), disse nesta sexta (1º) que não irá questionar a decisão judicial que determinou o lockdown na Ilha de São Luís. No domingo (3), Dino vai editar decreto regulamentando a implantação das medidas, que serão aplicadas entre 5 e 15 de maio. Quem descumprir as determinações está sujeito a multa e a processos civis e criminais.

“Não é hora de fomentar briga entre os poderes. O momento é grave e exige união”, disse o governador em entrevista coletiva, pedindo a compreensão da população local. Dino também defendeu as medidas de isolamento social, alegando que o modelo é adotado no mundo todo.

Na próxima semana, São Luís ganhará mais 130 leitos de UTI exclusivos para paciente com coronavírus. Dino também informou que o estado adquiriu mais 70 respiradores.

As aulas nas redes estadual, municipal e privada seguem suspensas até 31 de maio. Caminhões que transportem produtos como alimentos, remédios e combustível seguem com acesso ao estado.

Foto: Reprodução

08:15

Mais de 1 milhão de pessoas foram curadas da covid-19 em todo o mundo

O número de recuperados da covid-19 no mundo chegou à marca de 1 milhão, segundo dados da Universidade Johns Hopkins, que faz o monitoramento em tempo real da pandemia. Segundo a universidade americana, 1.008.498 pessoas venceram a doença. O país com o maior número de pacientes curados é a Espanha – com 137.984. Os espanhóis são seguidos pelos americanos (125.636) e pelos alemães (123.500). No Brasil, são 35.935 pacientes curados, segundo dados do Ministério da Saúde divulgados na quinta-feira (30).

Os primeiros casos da doença foram detectados em dezembro de 2019 em Wuhan, na China.


Quinta-feira, 30 de abril

16:47

Brasil ultrapassa a marca de 85 mil infectados por coronavírus 

Em 24 horas, o Brasil registrou 7.218 novos diagnósticos positivos para a covid-19. Com isso, o país possui 85.380 pessoas infectadas pelo coronavírus. Desde a atualização feita na quarta (29), pelo Ministério da Saúde, 435 óbitos foram registrados. Ao todo, são 5.901 vítimas fatais da doença.

> Navegue no painel da covid-19 

Fonte: Ministério da Saúde.

 

14:42

Jornalista Luís Edgar de Andrade morre aos 88 em decorrência da covid-19

O jornalista Luís Edgar de Andrade, 88 anos, morreu no Rio de Janeiro, esta quarta-feira (29), em decorrência de infecção por coronavírus. Andrade nasceu em Fortaleza (CE), mudou-se para o Rio nos anos 1950. Ele era formado em direito e filosofia, mas dedicou sua vida ao jornalismo. Teve passagem por diversos veículos: foi repórter na Revista Cruzeiro, trabalhou também no Jornal do Brasil, foi chefe de redação da TV Manchete, correspondente da Guerra do Vietnã e, na Globo, atuou como editor-chefe do Jornal Nacional.

12:48

Coronavírus já infectou 3,2 milhões de pessoas no mundo

Atualmente, o mundo contabiliza 3.222.107 casos confirmados de coronavírus, segundo os dados da universidade Johns Hopkins. Desde o início da pandemia, 228.757 pessoas morreram em decorrência da covid-19. Os cinco países mais afetados são Estados Unidos (1.042.874), atual epicentro, o país soma 61.23 mortes; a Espanha, que contabiliza 239.639 casos confirmados e 24.543 mortes; a Itália, com 203.591 casos confirmados e 27.682 óbitos; a França, com 166.628 casos confirmados e 24.121 mortes; e o Reino Unido, que ultrapassou a Alemanha e se tornou o quinto país mais afetado, soma 166.441 casos confirmados e 26.166 mortes.

12:20

Presídios do DF contabilizam 236 casos de coronavírus

O número de infectados por coronavírus no Sistema Prisional do DF subiu para 236, segundo informações divulgadas nesta quarta-feira (29), pela Subsecretaria do Sistema Penitenciário (Sesipe). Dos casos confirmados de covid-19, 223 são casos ativos, sendo 70 policiais e 153 detentos; 13 pessoas se recuperaram, 12 internos e 1 policial. A nota afirma que 6 detentos estão internados no Hospital Regional da Asa Norte (HRAN), por apresentar sintomas graves.

Quarta-feira, 29 de abril

19:49

Uso de máscaras no transporte público será obrigatório em SP

O uso de máscaras, como medida de prevenção contra o coronavírus, no transporte público de São Paulo passa a ser obrigatório a partir da próxima segunda (4). A medida foi anunciada nesta quarta pelo governador de São Paulo, João Doria. Devem seguir a regra, os passageiros do metrô, ônibus, táxis e transportes de aplicativos.

De acordo com o governo de São Paulo, o decreto com mais informações sobre a obrigatoriedade será publicado amanhã (30). “Tenho certeza que essa medida será seguida também por decretos municipais dos demais prefeitos do Estado de São Paulo para tornar obrigatório o uso de máscaras no transporte coletivo", afirmou Doria.

19:20

Mais de 6 mil profissionais de saúde foram infectados por falta de EPIs, diz AMB

A falta de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) no Brasil fez com que mais de 6 mil profissionais de saúde sejam infectados pelo coronavírus. A denúncia foi feita pela Associação Médica Brasileira (AMB) nesta quarta, durante uma audiência realizada pela Comissão Externa do Coronavírus.

Foi criada pela associação uma plataforma que recebe denúncias sobre a insuficiência dos equipamentos necessários para a proteção dos profissionais que estão mais expostos ao vírus. Desde segunda (27), a plataforma recebeu 3.313 denúncias sobre a falta de EPIs. São Paulo é a região que mais recebeu notificações, seguido do Rio de Janeiro, Porto Alegre, Brasília e Belo Horizonte.

Máscaras do tipo N95 (86%), óculos (69%) e o capote impermeável (66%) são os equipamentos que mais faltam, de acordo com os dados da AMB.

17:23

Em um dia, Brasil registra 449 óbitos por covid-19

O ministro da Saúde, Nelson Teich, atualizou os dados da covid-19 no país nesta quarta-feira (29). De ontem para hoje, foram registrados 449 óbitos. Ao todo, são 5.466 vítimas do novo coronavírus no país. O número de pessoas diagnosticadas com a doença também aumentou e já são 78.162 infectados pelo vírus no Brasil.

15:19

Estados Unidos registram queda do PIB trimestral

O PIB do primeiro trimestre de 2020 dos Estados Unidos teve queda de 4,8%. A economia americana registrou o primeiro recuo após um período de expansão, segundo o portal G1. O recuo mostra o impacto da crise de coronavírus nestes meses iniciais do ano, segundo o escritório de estatísticas americano. A entidade aponta também que o impacto total da pandemia não pode ser quantificado no PIB trimestral. Os dados foram divulgados nesta quarta-feira (29). Esta foi a maior queda trimestral desde a crise de 2008 em que os EUA registraram recuo de 8,4%. No trimestre anterior, o país registrou um crescimento de 2,1%.

12:17

Bolsonaro amplia lista de atividades que podem voltar a operar

Por meio de um decreto publicado no Diário Oficial da União nesta quarta-feira (29), o presidente Jair Bolsonaro ampliou as atividades consideradas essenciais, acrescentando pelo menos 14 novas atividades à categoria. A decisão permite o retorno destas atividades durante o período de quarentena como medida de combate ao coronavírus. O decreto leva em consideração a decisão do Supremo Tribunal Federal no dia 15 de abril, em que reforça a autonomia dos estados, Distrito Federal e municípios para estabelecer políticas próprias em seus territórios durante o período de isolamento social. "O disposto neste artigo não afasta a competência ou a tomada de providências normativas e administrativas pelos Estados, pelo Distrito Federal ou pelos Municípios, no âmbito de suas competências e de seus respectivos territórios". Veja o decreto na íntegra com a lista completa de atividades consideradas essenciais.

10:00

Apoio a isolamento social cai para 52%, diz Datafolha

O isolamento social amplo divide a população. Segundo o instituto Datafolha, pela primeira vez desde o início da pandemia o número de pessoas que defendem o isolamento vertical, aquele em que apenas o grupo de risco para a covid-19 permanece em quarentena, se aproxima da porcentagem daqueles que defendem o isolamento horizontal. No início da pandemia, 37% da população defendia o isolamento apenas para os grupos de risco. Esse percentual agora é de 46%, segundo a pesquisa feita na segunda-feira (27). O percentual dos que apoiam o isolamento amplo caiu de 60% para 52%. Como a margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos, o resultado aponta um empate técnico. O Datafolha ouviu 1.503 pessoas por telefone.

Terça-feira, 28 de abril

18:41

Trump avalia cancelar voos do Brasil aos Estados Unidos

O presidente norte-americano, Donald Trump sinalizou que cogita cancelar os voos aéreos de países da América Latina aos Estados Unidos. Ele justificou que esta medida pode ser tomada por conta da alta disseminação do coronavírus e mencionou o Brasil. "Se precisar [interromper voos], nos avise", disse nesta terça. As informações são do portal de notícias G1.

Trump considerou a situação atual no Brasil como "um surto sério" do coronavírus. "O Brasil tem um surto sério, como vocês sabem. Eles também foram em outra direção que outros países da América do Sul, se você olhar os dados, vai ver o que aconteceu infelizmente com o Brasil", afirmou.

Segundo o presidente norte-americano, outra possibilidade que também está sendo analisada é a realização da testagens dos passageiros que realizaram voos internacionais para regiões que possuem muitos casos confirmados de pessoas infectadas pelo vírus. Trump ressaltou que "o Brasil está chegando nessa categoria".

17:50

Brasil registra novo recorde de óbitos por covid-19 em 24 horas

O Brasil registrou um novo número mais alto de óbitos por covid-19 registrados em 24 horas. Foram 474 novas vítimas fatais da doença em apenas um dia. O número de notificações neste mesmo período também teve um aumento expressivo. Desde a atualização feita na última segunda-feira (27) pelo Ministério da Saúde ocorreram 5.385 novas notificações.

Conforme os dados divulgados nesta terça pelo Ministério, o Brasil ultrapassou a marco dos 71 mil casos de infectados pela doença. Ao todo, são 71.886 diagnosticados por covid-19  e 5.017 mortes.

O Brasil já superou a China no número de óbitos. Até o momento, o país asiático registrou 4.637 mortes, segundo o Centro Europeu de Prevenção e Controle de Doenças.

Fonte: Ministério da Saúde.

12:17

Número de infectados por coronavírus no mundo passa de 3 milhões

Os casos confirmados de coronavírus no mundo chegam a 3.057.957, segundo monitoramento da universidade americana Johns Hopkins. Ao todo, 212.056 pessoas morreram em decorrência da covid-19 no mundo desde o início da pandemia. Os Estados Unidos continuam sendo o país com o maior número de casos confirmados (988.469) e de mortes (56.386), seguido da Espanha (232.128), Itália (199.414), França (166.036) e Alemanha (158.758), que está praticamente empatada com o Reino Unido (158.353) em número de casos confirmados. Mas em número de mortes o Reino Unido segue com 21.158 enquanto que a Alemanha registra 6.126.

10:48

200 brasileiros são voluntários em teste de vacina contra covid-19

A plataforma 1 Day Sooner, organização não governamental americana formada por médicos e epidemologistas, está convocando voluntários de diversos lugares do mundo para contribuir com os estudos sobre vacinas e tratamentos de covid-19. A plataforma tem como objetivo ter ao alcance candidatos dispostos a testar diversos tipos de vacinas. Atualmente, existem 4.779 voluntários inscritos no projeto em 52 países. Segundo o portal G1, cerca de 200 deles são brasileiros. O desenvolvimento de uma vacina segura passa por diversas etapas de teste pré-clínicos e clínicos. Os voluntários desta pesquisa devem ser infectados de propósito com o coronavírus para serem feitos testes.

Segunda-feira, 27 de abril

17:22

Brasil tem mais de 66 mil casos confirmados de covid-19

A atualização feita na tarde desta segunda-feira (27) pelo Ministério da Saúde mostra que o Brasil ultrapassou a marca de 66 mil infectados pela doença. Desde o último balanço realizado pelo ministério no último domingo (27), foram registradas 4.613 novas notificações de casos da covid-19.

Agora, somam-se no país 66.501 confirmações da doença. O número de óbitos aumentou para 4.543. Este número representa um acréscimo de 338 novos casos de vítimas fatais da doença.

São Paulo, Rio de Janeiro e Ceará são os estados com mais casos confirmados da doença.

Fonte: Painel Coronavírus Brasil, atualizado pelo Ministério da Saúde.

12:54

"O Maranhão está mais próximo de lockdown do que de uma abertura", diz governador

O governador do Maranhão, Flávio Dino, em uma coletiva de imprensa nesta segunda-feira (27) criticou as posturas que "sabotam o combate à pandemia" e disse que o estado "está mais próximo de lockdown do que de uma abertura". Dino informou que a rede de estadual de ensino não irá retornar às aulas no dia 12 de maio, como previsto inicialmente. Ele pontua que as redes municipais e particulares têm autonomia para decidir o retorno às atividades. Para o governador, a abertura do comércio não essencial prevista para o dia 5 de maio, será revista. Ele anunciou também a abertura de 40 leitos de UTI e a chegada de 175 novos respiradores nesta semana.

9:10

Passa de 200 mil o número de mortos por covid-19, aponta universidade

Em todo o mundo, 2.982.933 pessoas são os casos confirmados de infecção pela covid-19, segundo os dados da universidade americana Johns Hopkins. Desses casos confirmados, 965.933 estão nos Estados Unidos, atual epicentro da pandemia. Até o início desta manhã (horário de Brasília) 206.811 pessoas morreram em decorrência da covid-19. Os cinco países que contabilizam o maior número de mortes são os Estados Unidos (54.877), a Itália (26.644), a Espanha (23.521), a França (22.890) e o Reino Unido (20.795).

Domingo, 26 de abril

19:01

Governador diz que não há previsão para retomada das aulas do DF

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), afirmou neste domingo (26) que não há previsão para a retomada das aulas nas escolas do DF. Em suas redes sociais ele afirmou que o assunto está sob análise das secretarias de Saúde e Educação e que o importante é "ter responsabilidade e segurança para preservar vidas". Ao longo da semana o governador parecia ter afinado o discurso com o presidente Jair Bolsonaro e afirmou que estudava a retomada das aulas em breve.

17:18

Brasil tem 189 mortes por covid-19 em 24 horas

Em 24 horas, o Brasil registrou 189 mortes por covid-19. Com isso, o número oficial de óbitos em decorrência da doença no país chegou a 4.205. Já o número de casos confirmados cresceu 5,8% no mesmo período e chegou a um total de 61.888. Os dados foram divulgados neste domingo (26) pelo Ministério da Saúde.  

11:37

Ricardo Barros, vice-líder do governo Bolsonaro, está com covid-19

Os exames feitos pelo deputado federal Ricardo Barros (PP-PR) confirmaram as suspeitas de infecção por covid-19. A informação foi confirmada pelo próprio parlamentar em suas redes sociais.  Segundo sua assessoria, o parlamentar estava com tosse e passou por uma tomografia na noite de sexta-feira, 25. Seguindo recomendações médicas, permaneceu na unidade de Saúde para observação. Nas duas últimas semanas Barros esteve em Brasília, Rio de Janeiro e Curitiba. Na noite de quinta-feira viajou a Maringá, de carro, para participar de um evento no Hospital Universitário.

 

Sábado, 25 de abril

18:25

Ricardo Barros está com suspeita de covid-19

O deputado paranaense, Ricardo Barros (PP), está internado na Santa Casa de Maringá. Segundo congressista, ele está "sob observação, com suspeita de coronavírus e tomando medicação".

O Brasil já tem 58.509 casos confirmados de covid-19 e 4.016 óbitos. A taxa de letalidade da doença no país é de 6,9%.

Sexta-feira, 24 de abril

15:53

Em um dia, Ministério da Saúde registra 357 novos óbitos por covid-19

De acordo com a atualização feita na tarde desta sexta pelo Ministério da Saúde, o Brasil possui 52.995 casos confirmados de pessoas infectadas com a covid-19, ou seja, 3.503 novos casos foram confirmados nas últimas 24 horas.

 

Em um dia, foram notificados 357 novos óbitos decorrentes da doença. Ao todo, já são 3.670 vítimas fatais da covid-19 no país.

15:35

Quase 3 milhões de pessoas já foram infectadas pelo coronavírus no mundo

Segundo os dados da universidade Johns Hopkins, 2.766.611 pessoas já foram infectadas pelo coronavírus no mundo. Ao todo 194.456 pessoas morreram desde o início da pandemia. Os cinco países mais afetados são os Estados Unidos (883.826), seguido da Espanha (219.764), Itália (192.994), França (159.495) e Alemanha (154.495).

14:58

Vacina experimental apresenta resultados promissores

Dos 76 estudos de vacina contra o coronavírus em andamento no mundo, segundo a OMS, uma vacina experimental apresentou resultados promissores ao ser testada em macacos, segundo o laboratório chinês Sinovac Biotech. Os resultados precisam ainda de validação da comunidade científica. A previsão é que para elaborar uma vacina segura leva de 1 ano a 1 ano e meio até que o estudo seja submetido a todas as etapas e testes pré-clínicos e os ensaios clínicos. As informações são da AFP.

10:57

Brasil é deixado de fora de reunião da cúpula da OMS

Nesta sexta-feira (24) a Organização Mundial da Saúde (OMS) realiza uma reunião com lideranças de todo o mundo e o Brasil foi deixado de fora, segundo informações publicadas na coluna do Jamil Chade no Site UOL. A reunião da organização é sobre compromisso com novos tratamentos e resposta à pandemia de coronavírus no mundo. O encontro é liderado por Emmanuel Macron, presidente da França, com a participação de Bill Gates e a presidente da Comissão Européia, Ursula von der Leyen, além de outros chefes de Estado. A reunião marca um compromisso de que tratamentos ou vacinas que venham a ser criadas sejam o ponto central de um esforço internacional para que todos países tenham acesso. A coluna informou que um fundo de US$ 8 bilhões deve ser anunciado para investimentos de produção e distribuição de medicamentos.

Quinta-feira, 23 de abril

 

Ministério da Saúde registra mais de 400 mortes por covid-19 em 24 horas

O Brasil registrou o maior número de óbitos, em um dia, decorrentes da covid-19. De acordo com os dados divulgados na tarde de hoje, pelo Ministério da Saúde, nas últimas 24 horas foram notificados 407 novos óbitos. Agora, o total de vítimas fatais decorrentes da doença é 3.313.

O número de casos confirmados de pessoas infectadas no país também aumentou, ao todo, são 49.492 - o que representa 3.735 novos casos confirmados desde a atualização feita ontem (22) pela pasta.

Uso de máscaras pela população do DF será obrigatório a partir do dia 30

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, decretou nesta quinta-feira (23) o uso obrigatório de máscaras pela população do DF. A medida irá valer a partir do dia 30 de abril e terá duração enquanto permanecer o estado de emergência decretado no país em fevereiro.

De acordo com a publicação, o Equipamento de Proteção Individual (EPI) deve ser usado em: vias públicas, transporte público e estabelecimentos comerciais, industriais e de serviço. Os estabelecimentos foram orientados a impedirem a entrada de quem não seguir a regra.

A recomendação é que seja priorizado o uso de máscaras caseiras. Para quem não tem condições de ter acesso ao equipamento, o governo irá disponibilizá-lo.

15:12

Uso de máscaras no RJ é obrigatório a partir desta quinta

Nesta quinta-feira (18), a cidade do Rio de Janeiro teve o primeiro dia com o decreto do prefeito, Marcelo Crivella, que exige a utilização de máscaras pela população, em vigor. A partir de hoje, o uso desse Equipamento de Proteção Individual é obrigatório por funcionários dos comércios que estão autorizados a funcionar durante o período da pandemia e por todas as pessoas que saírem às ruas.

O decreto de Crivella, que estabelece o uso do equipamento, foi publicado no último sábado (18). De acordo com a prefeitura do Rio, quem não seguir a regra será impedido de utilizar o transporte público ou entrar nos estabelecimentos abertos.

A utilização da máscara de proteção é recomendada pelo Ministério da Saúde como uma das medidas de prevenção a serem adotadas pela população contra a covid-19. De acordo com a atualização feita na tarde de ontem (22) pelo ministério, o estado do Rio de Janeiro possui 5.552 casos confirmados de covid-19 e 490 óbitos decorrentes da doença.

14:49

América Latina enfrentará o "pior momento" da pandemia, alerta OMS

Os países da América Latina vão presenciar impactos mais fortes da pandemia, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS). "O epicentro da epidemia está se mudando da Europa para as Américas, o que nos deu tempo para nos preparar para o que está por vir", afirmou, nesta quarta-feira (22), o representante da OMS e da Opas-braço da organização nas Américas- no México, Cristian Morales. As informações são do portal de notícias Uol.

"O que não é tão benéfico e o que não podemos escapar é que estamos prestes a experimentar o pior momento da epidemia na região e no México", completou Morales.

Diante dessa situação o representante da OMS orientou os países a potencializarem o processo de testagem da população para o coronavírus.

11:55

Pará anuncia a contratação de médicos cubanos durante a pandemia

Com grande demanda, fila de espera e falta de leito, o estado do Pará recorre a médicos cubanos para intensificar o atendimento durante a pandemia, segundo a revista Exame. A Procuradoria-Geral do Estado (PGE) liberou a contratação de 86 profissionais estrangeiros. O parecer foi liberado nesta quarta-feira (22), os médicos vão atuar no Hospital de Campanha instalado no Hangar - Centro de Convenções da Amazônia, nas unidades básicas de saúde (UBSs) e no pronto-atendimento (UPAs), em Belém, capital do estado.

9:41

Mais de  180 mil pessoas morreram por coronavírus no mundo

No mundo atualmente, estão registrados 2.647.512 casos confirmados de coronavírus, destes 184.372 foram os casos fatais desde o início da pandemia, segundo os dados da Universidade americana Johns Hopkins. Os cinco países mais afetados são Estados Unidos (842.624), Espanha (213.024), Itália (187.327), França (157.135) e Alemanha (150.135).

 

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!