Comissão articula votação da reforma tributária durante a pandemia

Parlamentares que lideram a discussão sobre a reforma tributária no Congresso articulam com os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), a retomada das discussões sobre o assunto por videoconferência. A intenção é construir um texto que harmonize as duas propostas em análise até o fim da pandemia para, logo em seguida, tentar votar a PEC na Câmara.

> Cadastre-se e acesse de graça, por 30 dias, o melhor conteúdo político premium do país  

Autor da proposta iniciada na Casa, o líder e presidente do MDB, Baleia Rossi (SP), disse ao Congresso em Foco Premium que vê possibilidade de os deputados aprovarem o texto em plenário ainda este ano. Para isso, ressalva, é preciso que o debate seja retomado oficialmente ainda durante a pandemia.

Já há um entendimento com Rodrigo Maia para isso ocorra. Ontem, em entrevista ao UOL, o deputado afirmou que as discussões devem voltar em até quatro semanas. A cúpula da comissão, inclusive o relator, Aguinaldo Ribeiro (PP-PB), vai tratar do assunto do assunto nos próximos dias com Davi Alcolumbre.

Maia cobrou no fim de semana o envio de um texto por parte do governo. “Qual é a proposta do governo?”, questionou durante uma live. Para Baleia, não é fundamental que o Executivo encaminhe um texto.“O mais importante é o governo participar da discussão. O ministro Paulo Guedes tem simpatia pela proposta. A equipe econômica está conversando com os consultores do Congresso”, afirmou.

Na avaliação do emedebista, aprovar a reforma tributária seria uma “resposta extraordinária” do Congresso para o pós-pandemia. “É uma agenda que mostra que temos responsabilidade e compromisso fiscal e estamos dando prioridade à recuperação da economia. Acredito que vamos conseguir”, disse Baleia Rossi ao Congresso em Foco Premium.

> Cadastre-se e acesse de graça, por 30 dias, o melhor conteúdo político premium do país  

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!