Região Norte é o epicentro da covid-19: Amapá lidera casos; Amazonas, mortes

Olhando para os números absolutos da pandemia no Brasil, os dados do estado de São Paulo saltam aos olhos. Entretanto, como o estado é o mais populoso do país, é esperado que tenha os maiores números de casos e mortes por covid-19. Para entender a presença da pandemia em regiões menos populosas, é necessário olhar os dados em proporção ao número de habitantes. Nesse recorte, São Paulo deixa de ser o epicentro da doença no país e cede lugar a dois estados da região Norte do Brasil: Amapá e Amazonas. 

O Amazonas é o estado que tem registrado o maior número proporcional de mortes por covid-19. A taxa é de 7,3 óbitos por 100 mil habitantes, enquanto em São Paulo a mesma taxa é de 4 mortes. Os dados proporcionais estão disponíveis no painel de visualização de casos por estados e municípios desenvolvido pelo Congresso em Foco e ajudam a explicar como mesmo com um número absoluto de mortes muito abaixo de SP, o Amazonas já enfrenta o caos na saúde pública. 

A proporcionalidade também  explica o fato de o Amapá, mesmo com 842 casos, enquanto SP tem quase 22 mil, liderar o ranking de incidência do coronavírus na população. Em cada 100 mil amapaenses, 100 testaram positivo para covid-19. Nos paulistas essa incidência é de 47 a cada 100 mil. 

> Justiça dá 48 horas para Bolsonaro mostrar exame de covid-19 a jornal

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!