Congresso em Foco

Colunistas

Veículos e entidades assinam texto conjunto a favor do governo Bolsonaro

EDITORIAL

Por que defendemos o impeachment de Bolsonaro

11.05.2021 14:07 28
Atualizado em 14.10.2021 15:37

Opinião Em
Publicidade

28 respostas para “Por que defendemos o impeachment de Bolsonaro”

  1. Jorge Teixeira Carneiro disse:

    O nome disso é PANFLETO.

  2. Roberto Carvalho disse:

    As manifestações quanto a um impeachment do presidente Jair Bolsonaro deve vir do clamor popular. Isto porque, se depender do Congresso Nacional, não haverá impedimento desse senhor que só pensa em um golpe. E é lamentável hoje, a imprensa querer que o povo engula os nomes de Bolsonaro e Lula para a corrida presidencial..

  3. Ernesto Freire Pichler disse:

    O impeachment é necessário mas impossível, visto que o bozofascista comprou o centrão para se proteger. O possível e necessário é mostrar a todos o quão criminoso é esse governo para que caia seu apoio, ainda existente entre os mal informados e mal intencionados.

    • RômuloJ. Vieira disse:

      Vc não se emenda mesmo hein Ernesto!!…A psicopatia que carrega lhe turva a mente!…A Ex Pres. Dilma foi indiciada pelo Tribunal de Contas, lembra disso , pelas pedaladas fiscais, hoje parece esquisito né, até ridículo. Depois foi o Fora Temer, que quase levou um impeachment na testa também, agora o Bolsonaro está ameaçado por todos os lados. Seja racional Ernesto se puder!…E admita que nesse modêlo que está aí, não existirá jamais um bom presidente!…Nesse modêlo o Presidente existe para ser malhado e só.

  4. Edison Sampaio disse:

    Sou pelo impedimento do Capitão Encrenca por tudo o q já foi dito e também pelo fato de q ele é… estressante. O tempo todo ele busca o conflito, se contrapõe ao bom senso. Definitivamente, o Cap Cloroquina foi um erro, embora tenha q reconhecer q ficamos entre a cruz e o martelo, pois o opositor era, do mesmo modo, uma desgraça. Aliás, há décadas o sofrido Povo Brasileiro vem se mostrando um tremendo azarado. Em 2022, pelo jeito, caminhamos para o buraco novamente, por causa da maledetta polarização Lula/Bolsonaro. Estou quase chegando à conclusão de q fomos nós, os Brasileiros, que botamos Jesus na cruz.

    • RômuloJ. Vieira disse:

      Leia a Constituição Federal Sr Edison!…Ninguem fala nela né!…É a causadora do seu stress!…Não temos um Executivo de fato, muito menos um presidente da República. Os constituintes de 88 queriam implantar o parlamentarismo no Brasil, não vingou a idéia, então criaram habilmente e na moita esse sistema que está aí, Um sistema presidencialismo-parlamentarista fraco,onde o presidente não tem autonomia nenhuma , vive cercado, tem pontas de lança de impeachment vindas de todo lado. Veja agora na pandemia, qualquer prefeitinho e governador esquisito tem mais autoridade que ele, no meio ambiente é a mesma coisa, e pessoas como vc achando que é obrigação do presidente resolver. Relaxe, o seu voto o meu e de todo mundo foi um engano, não existe eleição para Presidente e sim para um tipo de primeiro ministro que se parar de “comprar” o parlamento para fazer alguma coisa, é chutado como foi A EX Pres. Dilma e o EX Pres. Collor!

      • Edison Sampaio disse:

        Tem razão (em parte). De fato, o Parlamento é demasiadamente forte. Se for mal intencionado, como tem sido, o Poder Executivo estará em maus lençóis, sendo obrigado a negociar para por em prática os seus projetos. Um detalhe, porém: existe a negociação saudável, própria da Democracia, e existe a NEGOCIATA, própria de cafajestes, bandidos, quadrilheiros… Um Presidente pode, portanto, negociar ou fazer negociatas, dependendo se tem caráter ordeiro ou desordeiro. O senhor, evidentemente, entende a que e a quem me refiro. Abrçs!

  5. ezequiel-sp disse:

    Só defende seu impedimento quem perdeu privilégios. Quem quer o bem do país torce por ele. Sabemos que não é uma Brastemp mas não é da turma do larápio que fez obras em países amigos e não aqui no Brasil. Ah,,,ia me esquecendo. O larápio não fez mais palestras.kkkk pq será?????

    • Tim Tim disse:

      Hein? Você deve viver num Brasil diferente da maioria.

      • ezequiel-sp disse:

        Vc é a favor de privilégios? Isso custa caro aqui no Brasil…a população ficou mais burra o número de assassinatos triplicou e o desempregado é enorme.. moralmente então nem te falo

        • Fabio Martins disse:

          De privilégios teu mito sabe muito bem, pois viveu 28 na MAMATA, treinou muitíssimo bem seus filhos para usurpar os salários de seus assessores, assim como entope os militares de centenas de privilégios pra se manter no poder. E o que dizer dos PRIVILEGIADOS da base do mito, que receberam 3 BILHÕES DE REAIS em “emendas” pra poderem lavar esse dinheiro todinho em tratores, só pra manter o apoio ao mito e sua matança, deixando a população sem vacinas?

        • RN disse:

          E pq você apoia o governo do GENOCIDA se ele fez tudo isso que você disse?

    • Fabio Martins disse:

      o larápio saiu do poder em 2011, foi preso e ainda aguarda novo julgamento por seus crimes, sua amada Dilma foi deposta do poder por muito menos do que os crimes que seu mito vem cometendo e você aí, nesse disco arranhado e lambendo as botas de um sujeito que já matou quase meio milhão de brasileiros com sua política genocida de rejeitar vacinas e enfiar cloroquina no reto de seus eleitores bovinos

    • Edison Sampaio disse:

      (kekeke!!!). É o q muitos pensavam: Bolsonaro não rouba. Pois é, mas desconfiávamos q ele não é lá boa bisca. Veio à tona um esquemão desonesto de lascar o cano, como já se sabe: o Cap Cloroquina está envolvido numa maracutaia cabeluda para comprar as vontades dos parlamentares. Estimam em três bilhões… Ou seja, é o Mensalão do Bolsonaro ou, como dizem, o BOLSOLÃO.
      Não rouba, hem?

      • ezequiel-sp disse:

        O óleo no mar não pegou, a girafa sofrendo com as queimadas TB não, as mortes patrocinados pelos governadores TB não..vamos ver qual é a próxima.kkk

        • Edison Sampaio disse:

          É possível mesmo q tudo termine em pizza. Talvez punam alguns dos escalões subordinados, para q as críticas sejam minimizadas. De qualquer jeito, porém, vamos evoluindo com as mortes, sofrimentos e decepções. Será???

          • ezequiel-sp disse:

            Eu não preciso que ninguém fale o que eu preciso saber. Me protejo e pronto. Jogar na conta do Bolsonaro é tática de quem perdeu privilégios

  6. Adyneusa Moura Oliveira disse:

    Acho importante esse posicionamento nesse momento. Basta, não aguentamos mais tantos crimes contra a Nação. Nenhum presidente ate hoje foi eleito pra governar pra uma pequena parcela da população. Nunca houve manifestações pro presidentes e contra as instituicões. Chega, estou escrevendo para o email.

    • RômuloJ. Vieira disse:

      Quais crimes contra a nação moça?…Leia a Constituição Federal no seu Artigo 23 e vai entender porque presidente nenhum, nem o dos seus sonhos vai resolver problema algum nessa bagunça institucional em que vivemos….Estamos é fritos!

      • RN disse:

        Provocar aglomerações, não estimular o uso das máscara, não antecipar e colocar dúvidas sobre a vacina e indicar remédios sem ter conhecimento técnico para isso.

        Fora os problemas ambientais e econômicos, visto que se tivéssemos feito um lockdown de verdade, mesmo que por 3 meses, não estariamos como estamos hoje. Sacrificamos 12 meses ao invés de 3…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito. Mantenha o Congresso em Foco na frente.

Seja Membro do Congresso em Foco

Apoie

Mais Colunistas

Ver todos

Newsletter Farol Político

Perspectivas exclusivas e a melhor análise do poder

assine

Receba notícias também via