Oposição pede impeachment de Bolsonaro por “cooptação” das Forças Armadas

Líderes da oposição apresentaram, nesta quarta-feira (31), novo pedido de impeachment do presidente Jair Bolsonaro por atentar contra a democracia. O principal argumento a ser utilizado no pedido será que Bolsonaro tentou cooptar as Forças Armadas, o que teria ficado evidente com a saída do ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva, e dos comandantes das três forças armadas.

Leia a íntegra do pedido de impeachment

Segundo a oposição, o presidente da República está tentando, de forma autoritária, apropriar-se indevidamente das forças militares do país, em ameaça evidente à democracia. Os autores do pedido alegam que a conduta de Bolsonaro se encaixa no artigo sétimo da Lei do Impeachment, que diz ser crime de responsabilidade "provocar animosidade entre as classes armadas ou contra elas, ou delas contra as instituições civis".

Veja alguns dos discursos:

Além dele, também assinam o pedido de impeachment o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) e os deputados Alessandro Molon (PSB-RJ), Marcelo Freixo (Psol-RJ) e Arlindo Chinaglia (PT-SP).

>Vídeo: comandante diz que foi demitido e que FAB é “instituição de Estado”

>Brasil volta a bater recorde e perde 3.780 vidas para a covid em 24 horas

Continuar lendo