Moraes autoriza transferência de Roberto Jefferson para hospital particular

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, autorizou neste sábado (4) a transferência do presidente do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB), Roberto Jefferson, para o Hospital Samaritano, no Rio de Janeiro.

O presidente da sigla estava internado na UPA do Complexo Penitenciário de Gericinó desde a última quarta-feira (1). O seu quadro de saúde é considerado estável.

Moraes destaca na decisão que Roberto Jefferson continuará preso preventivamente e terá de fazer uso da tornozeleira eletrônica.

“Cumpre destacar, inicialmente, que, em recente decisão datada de 31/8/2021, mantive a prisão preventiva de ROBERTO JEFFERSON MONTEIRO FRANCISCO, reputando-a necessária e imprescindível à garantia da ordem pública e à instrução criminal”, escreve.

O ministro também ressaltou que o ex-deputado não poderá dar entrevistas, receber visitas, acessar as redes sociais e nem ter acesso aos processos pelas quais é investigado.

Roberto Jefferson está preso em Bangu 8, desde 13 de agosto. A prisão preventiva foi decretada por Moraes, que listou os crimes de calúnia, difamação, injúria, associação criminosa, denunciação caluniosa, além de descumprimentos passíveis de pena dentro da Lei de Segurança Nacional e do Código Eleitoral.

Também há suspeita de utilização de dinheiro público do fundo partidário para promover ataques antidemocráticos nas redes sociais. Um dos vídeos com esses ataques contra o Supremo foi veiculado nas redes socais do PTB.

Na última sexta (3), Jefferson voltou a criticar o STF. Em carta, disse que a corte brasileira estaria acima da lei e agindo de maneira "tirânica" contra conservadores. Em mais de um momento, Jefferson buscou comparar a ação do Supremo brasileiro ao da Venezuela.

> Zambelli é intimada a depor em inquérito sobre atos antidemocráticos no 7 de Setembro

> Bolsonaristas utilizam robôs para impulsionar 7 de setembro no Twitter

 

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito.
Mantenha o Congresso em Foco na frente.
JUNTE-SE A NÓS

Continuar lendo