Perfil no Twitter denuncia aglomerações em festas de reveillón pelo Brasil

Um perfil do Twitter denuncia aglomerações clandestinas em festas de reveillón por todo o país. As mensagens começaram a serem postados nessa quarta-feira (30). Com uma capa de plano funerário, o BrazilCovidFest ironiza o comportamento de pessoas que ignoram as recomendações sanitárias contra a covid-19. Até agora, festas em quase 20 cidades brasileiras foram denunciadas pelo perfil.

Um vídeo também mostra o presidente Jair Bolsonaro em um passeio pela cidade de Praia Grande, no litoral de São Paulo, na manhã de quarta-feira. Ele causou aglomerações nas areia e a equipe de segurança do presidente precisou armar grades para evitar a aproximação das dezenas de apoiadores.

Em 24 horas, a página, criada por dois jornalistas curitibanos que preferem não serem identificados, já conseguiu mais de sete mil seguidores. As publicações são feitas com base em imagens enviadas por usuários da internet. Trancoso (BA), Ubatuba (SP), Barra Grande (PI), Leblon e Ipanema (RJ), Capão da Canoa (RS) são algumas localidades onde foram flagradas as celebrações, nelas há uma grande quantidade de pessoas sem máscara e reunidas em praias e ambientes fechados.

Alguns destaques são a participação do ator Henri Castelli, surpreendido em festa na Barra de São Miguel (AL) e do jogador de futebol Neymar, no litoral catarinense.

Atrasado em relação a outros países no âmbito da vacinação, o Brasil é o sétimo país do mundo com mais casos de óbitos pelo novo coronavirus. Segundo o Ministério da Saúde, atualmente são mais de 193 mil mortes com 1,1 mil novos casos todos os dias.

>Que você tenha em 2021 o que tivemos em 2020: saúde!

>Fiocruz prevê para fevereiro entrega de 1 milhão de doses da vacina de Oxford

Continuar lendo