Congresso em Foco

Colunistas

Paulo José Cunha: “The Mona Lisa”

Quem prega a ditadura quer tirar uma casquinha

04.06.2018 08:00 12
Atualizado em 10.10.2021 16:36

Reportagem
“A campanha intervencionista, se já poderia ser considerada ilegal mesmo liderada por um parlamentar protegido pela imunidade de tribuna, torna-se criminosa ao ser patrocinada por pessoas comuns”
Publicidade

12 respostas para “Quem prega a ditadura quer tirar uma casquinha”

  1. ALMANAKUT BRASIL disse:

    Crime, é pregar a manutenção de BANDIDOS e PARASITAS na vida pública!

    Existe pena de morte para crime de lesa-pátria!

    Se a sociedade for às ruas e pedir a Intervenção Militar, ela acontecerá e a FAXINA GERAL será feita, inclusive nas Forças Armadas!

    Vão levando do jeito que está, para ver se não acontece a guerra civil!

  2. ALMANAKUT BRASIL disse:

    Bela ditadurinha!

    Se tivesse fuzilado seus opositores sem julgamento, como fizeram as DITADURAS comunistas, o Brasil não tinha sido saqueado pela raça maldita!

  3. Paulo disse:

    Ao ingênuos e “viajantes na maionese”, que clamam por uma intervenção militar, tenho duas perguntas:
    1) vcs acham mesmo que os militares são super-heróis, tipo o Capitão América ou o Batman, que vão nos salvar de todos os bandidos, impostos altos, etc.????
    2) Não seria mais fácil, menos custoso, menos sangrento, menos violento, tirar os bandidos do poder através do voto??? Que tal se a gente aprendesse a votar??? Não seria mais fácil???

    • ezequiel-sp disse:

      O brasileiro na sua grande maioria vota em troca de alguma coisa. “barganhando” o voto ele se torna isca fácil nas mãos dos corruptos mas pq ele é corrupto também..De que maneira vc quer tirar alguém pelo voto? Assim é difícil

      • Paulo disse:

        Mas ainda acredito que a melhor forma de tirar os corruptos é pelo voto. Tento fazer a minha parte na hora do voto, não é com um golpe militar e colocando déspotas no poder que vamos mudar o país.

  4. nani napoli disse:

    Acho incrivel a petulancia destes TRAFICANTES de “noticias”! Quer dizer entao que é criminoso querer e pleitear um novo regime militar? Nao, nada pode ser tao tosco, ou tao pueril, quanto defender o indefensavel, coisa que esta esquerdalha da midia pratica ininterruptamente, sem o menor pudor! Traficantes, seja la de que materia “prima” for, so merecem uma coisa: ver o sol nascer quadrado. Nem sequer a decencia de cumprir seu “juramento” de formatura sao capazes. Vai escrever tranqueira la longe!

  5. Antonio Carlos Wanderley disse:

    Na verdade a quem interessa esta “democracia”? Não é que os cidadãos “querem a intervenção”, são os “democratas imorais, irresponsáveis e corruptos” que estão impondo esta vontade. Os militares erraram um pouco, sem dúvida, entretanto, os “democratas” acertaram alguma coisa? Temos mais saúde? educação? segurança? carga tributária? corrupção? impunidade? enriquecimento com nossos impostos? Melhorou a infraestrutura do pais? o emprego? nossa credibilidade enquanto pais? nosso IDH? Ora, não estamos preocupados com quem vai mandar mas sim com o respeito que merecemos e pagamos muito caro por isto. Aos que defendem esta “democracia”, procurem imaginar o que teriam feito os militares se ao invés de uma carga tributária de 16% tivessem os quase 40% do PIB à disposição.

    • ezequiel-sp disse:

      Bem pensado..(impostos).E tem mais: Uma frase atribuída a um ex presidente americano fala mais ou menos assim: “o preço da liberdade é a eterna vigilância”. Alguém sabe o que é respeito às leis? ao ser humano? O populismo distorceu tudo isso colocando no mesmo saco de maldades qq pensamento ou conduta que vá a favor dessa frase. Fora que é um sistema que emburrece as pessoas e as deixam vagabundas porque não buscam nada, não almejam nada. Só querem viver nas costas do estado..Enfim, um bando de parasitas e um bando de massas de manobra..

  6. Paulo disse:

    O colunista diz que o buraco é mais embaixo.
    Ora, mas os intervencionistas existem não é porque existe um candidato de extrema direita, mas sim porque o problema real existe, isto é a população cada vez mais empobrecida que sempre são os primeiros a sentir na pele que dias piores poderão vir em breve.
    Evidentemente que os que ocupam posições de destaque na sociedade está muito longe de sentir na pele os efeitos da crise.
    Fazendo uma analogia ” um cardume ao sentir a aproximação da rede pulam para todos os lados para escapar’, maso que não sentem essa aproximação nadam tranquilas.

  7. ezequiel-sp disse:

    Dicotomia né meu caro…Seu amigo prega a leitura como forma de conhecimento, ok? E os que não apoiam o militarismo? Também o fazem? Não que eu seja a favor da volta do militarismo mas vamos lá, tem um grande vácuo nessa história e muitos querem se beneficiar dele. As pessoas que buscam a volta dos militares o querem pq estão cansadas dessa situação de que qto pior melhor, (pregada pelos populistas). Elas querem as coisas mais ordenadas e mais segurança, em outras palavras: Elas querem que as coisas “funcionem”. Aqueles que são contra são a favor principalmente dos “privilégios” que o populismo trouxe e querem perpetuá-lo. No meio disso tudo está uma parte da população que não quer uma coisa nem outra. Entendem que o populismo quer um Estado cada vez mais inchado, segurança não existe, educação não existe e o que é pior: Nós é que pagamos a conta pq ralamos a semana toda..

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito. Mantenha o Congresso em Foco na frente.

Seja Membro do Congresso em Foco

Apoie

Mais Colunistas

Ver todos

Newsletter Farol Político

Perspectivas exclusivas e a melhor análise do poder

assine

Receba notícias também via