MP investiga Salles por conflito de interesses, diz jornal

O Ministério Público Federal (MPF) abriu um inquérito civil contra o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, segundo reportagem publicada pelo jornal Folha de São Paulo. O MPF tem o objetivo de apurar uma postagem feita pelo o ministro em suas redes sociais em que o conteúdo pode configurar conflito de interesses.

>Morde e assopra: os altos e baixos da relação Moro-Bolsonaro

A postagem ocorreu em 27 de julho, quando o ministro publicou uma propaganda da Chevrolet na sua rede social. Ele elogiou a montadora e afirmou que o comercial “enaltece o Brasil e espanta mau humor”. Escreveu também “chega de sandália de couro e sunga de crochet… daqui para a frente, só de Chevrolet”. Veja:

De acordo com a coluna Painel SA da Folha de São Paulo, tanto a postagem quanto os comentários na publicação podem ser compreendidas como conflito de interesses. Por isso, serão investigados pelo MPF.

Outras polêmicas

O ministro Ricardo Salles também tem sido criticado por sua atuação à frente da pasta do Meio Ambiente. As críticas se devem, sobretudo, à atuação do governo diante das crises ambientais sofridas pelo Brasil nesse ano: o vazamento de óleo nas praias do nordeste e as queimadas na Amazônia, que,segundo o Instituto de Pesquisas Espaciais (INPE), bateram recorde.

Ao final da Conferência das Partes da Organização das Nações Unidas (ONU), por exemplo, Salles disse que a COP25 não deu em nada. Depois, ainda postou uma foto de um churrasco ironizando o saldo da conferência. “Para compensar nossas emissões na COP, um almoço veggie”. Veja os posts na íntegra:

O ministro chegou também a sugerir que óleo nas praias do nordeste teria sido espalhado por um navio da organização ambientalista Greenpeace. A declaração acabou levando o Greenpeace a processar Salles. Veja o que ele disse:

Mais recentemente, em entrevista ao jornal Gazeta do Povo, Salles ainda afirmou que a ativista sueca Greta Thunberg “obviamente está sendo usada”. Segundo ele, Greta, na verdade, desvia o foco dos maiores poluidores do mundo.

>Bolsonaro minimiza críticas a Weintraub, Salles e Álvaro Antônio

Campanha do Congresso em Foco no Catarse

 

 

Congresso em FocoCOP 25desmatamento amazôniaGreta Thunberginquérito civil SallesMeio Ambienteministério público federalministro do meio ambienteministro SallesÓleo nordesteONUpostagem SallesRicardo SallesSalles