Exploração ilegal de madeira na Amazônia é alvo de operação da PF

A Polícia Federal cumpre, na manhã desta quinta-feira (25), 29 mandados de prisão e 109 de busca e apreensão em operação que investiga um esquema de desmatamento ilegal na Amazônia. Os principais alvos são donos de madeireiras, exportadoras de madeiras e funcionários de órgãos ambientais.

De acordo com a PF, donos de madeireiras compravam de empresas credenciadas o chamado plano de manejo, autorização para explorar áreas da floresta. A madeira era retirada ilegalmente de áreas preservadas e vendidas ilegalmente com a conivência de agentes públicos, que recebiam propina, segundo os investigadores.

A maior parte dos mandados é cumprida no Amazonas. Mas há ações em outros sete estados e no Distrito Federal. Os investigados poderão responder por crimes de falsidade ideológica e documental nos processos de concessão e fiscalização, de extração e comércio ilegal de madeira, de lavagem de bens, direitos e valores, de corrupção ativa e passiva e de constituição de organização criminosa.

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!