Brumadinho: nove mortos, nove resgatados e mais de 300 desaparecidos

Após o rompimento de uma barragem de rejeitos da mineradora Vale, em Brumadinho, na região metropolitana de Belo Horizonte, o governo de Minas Gerais confirmou o resgate de nove pessoas com vida da lama e cerca de 100 pessoas que estavam ilhadas. Nove mortes eram confirmadas até às 10h da manhã deste sábado (26). O número de desaparecidos é incerto, mas ultrapassa 300.

No local há aproximadamente 100 bombeiros atendendo a ocorrência. A previsão é de que mais 100 homens cheguem à região. As buscas pelos desaparecidos se intensificaram.

A estimativa é de que 2 mil pessoas estão sem energia no momento. Durante a madrugada, cinco torres de iluminação auxiliaram os trabalhos de salvamento.

Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro chegou à região do desastre por volta de 9h30. Bolsonaro viajou acompanhado dos ministros da Defesa, da Secretaria de Governo e do GSI. Os ministros do Meio Ambiente, Desenvolvimento Regional e Minas e Energia já estavam na área atingida desde a última sexta (25). No local, o presidente encontrou o governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo) para sobrevoar a área onde a barragem de rejeitos da mineradora Vale se rompeu, no início da tarde de sexta.

Além do sobrevoo no local, o presidente fará uma reunião de trabalho em Belo Horizonte com todas as autoridades envolvidas na tragédia. Ele volta ainda no sábado para Brasília.

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!