Simone Tebet ganha apoio do PSB e busca votos da Rede e do PSL

A senadora Leila Barros (PSB-DF), única representante do partido na Casa, declarou nesta quarta-feira (20) apoio à candidatura de Simone Tebet (MDB-MS) para a presidência do Senado.

O Congresso em Foco apurou que a emedebista também espera declarações de apoio na Rede, que tem dois senadores, e no PSL, também com dois representantes.

A senadora de Mato Grosso do Sul já havia confirmado na semana passada aliança com o Podemos e o Cidadania. Também era esperado o apoio do PSDB, mas o partido está dividido, com três votos para Simone e quatro para Rodrigo Pacheco (DEM-MG).

O senador do DEM está em vantagem e tem o apoio de nove partidos que, em tese, já lhe dão os votos necessários para vencer. No entanto, o voto é secreto e pode haver traições ou mudanças de plano até o dia da votação.

Além de votos dos senadores, Simone Tebet também tem buscado angariar apoio de empresários para sua candidatura. Ela vai se reunir nesta semana com a empresária Luiza Trajano, do Magazine Luíza, e a economista e ex-diretora do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) Elena Landau.

A ex-senadora e atual  chefe da Secretaria Municipal de Relações Internacionais da Cidade São Paulo, Marta Suplicy, também tem auxiliado Simone na busca por votos no Senado.

>Alvaro Dias: se o MDB se unir tem chance de ganhar a presidência do Senado

Continuar lendo