Jingle do Aliança pelo Brasil defende a “direita de verdade”. Escute

O jingle de divulgação do Aliança pelo Brasil, o novo partido do presidente Jair Bolsonaro, começou a circular no WhatsApp neste domingo (19). A propaganda musical afirma que a legenda está nascendo com a "vontade do povo" e da "direita de verdade" em prol de um país conservador, que preza pela família e pela nação. Escute abaixo.

> Veja a íntegra do manifesto do partido que Bolsonaro tenta fundar

Ao longo de 1 minuto e 19 segundos, o jingle sugere que o Aliança pelo Brasil traz de volta a esperança do povo, pois vai reunir "toda a fé que há dentro da gente por um Brasil diferente, pela família e pela nação". Já o refrão, que se repete várias vezes ao longo da gravação, é curto e direto: "Aliança, pelo Brasil".

Tudo isso foi gravado por um cantor de voz suave, com o pano de fundo de uma melodia que carrega um tom motivacional e se transforma no hino brasileiro na reta final da gravação.

O que encerra a propaganda musical, contudo, é um trecho de um discurso de Jair Bolsonaro. Sob aplausos, o presidente diz um dos seus maiores jargões no final do jingle: "Brasil acima de tudo, Deus acima de todos".

Escute o jingle:

Segundo o deputado Bibo Nunes (PSL-RS), que é vice-líder do PSL na Câmara, este é o piloto do jingle do Aliança pelo Brasil. "Poderá mudar, mas a base é essa. Será sucesso", afirmou.

A primeira propaganda musical do novo partido de Bolsonaro veio à tona apenas um dia depois de o Aliança pelo Brasil realizar uma série de eventos pelo país para acelerar a coleta das assinaturas das quais precisa para ser criado oficialmente. O presidente participou do evento realizado em Brasília nesse sábado (18). Na ocasião, reclamou das "cascas de banana" que as pessoas colocam no seu governo e das críticas recebidas da "falsa direita" e dos "isentões". Ele ainda se disse decepcionado com a postura dos seus antigos aliados do PSL.

A legenda foi anunciada pelo presidente depois da crise do PSL precisa que 492 mil pessoas declarem, em cartório, o apoio a sua criação. A ideia dos aliados de Jair Bolsonaro é concluir a coleta dessas assinaturas até o início do próximo mês de fevereiro, para que o partido possa concorrer já nas eleições municipais deste ano.

> Partidos vão ao CNJ contra apoio de cartórios a Aliança pelo Brasil

> Após saída de Bolsonaro, PSL diz ter aumento de 15 mil filiados

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!