Brasil fará a Copa mais bem organizada, diz Dilma

Segundo a presidenta, o país mostrará ao mundo, na Copa das Confederações, que tem todas as condições de promover o mundial de 2014

A presidenta Dilma Rousseff minimizou hoje os problemas apontados pela Fifa na organização da Copa de 2014 e disse que o país fará “a mais bem organizada e a mais alegre competição de todos os tempos”. Dilma discursou na cerimônia de sorteio dos grupos da Copa das Confederações, que será realizada no Brasil no próximo ano, como espécie de teste para o mundial de futebol.

Segundo ela, o país terá uma dupla missão na Copa das Confederações: fazer do torneio um evento “inesquecível” e conquistá-lo dentro de campo. "Para nós, vencer a Copa das Confederações dentro de campo será uma missão. Também temos a obrigação de vencer fora de campo, construindo todas as condições para realizar uma Copa das Confederações inesquecível, pela excelência dos estádios, pela organização do evento e pela acolhida alegre que daremos às sete seleções e seus torcedores", declarou a presidenta, que saudou o novo técnico da seleção, Luiz Felipe Scolari, e o novo coordenador, Carlos Alberto Parreira, que assumiram os respectivos cargos esta semana.

Dilma afirmou que o Brasil mostrará na competição do próximo ano que tem todas as condições para realizar com sucesso a Copa de 2014. "Temos a certeza que nós nos preparamos bem para realizar um extraordinário evento esportivo, vamos mostrar em junho de 2013 que o Brasil tem todas as condições de fazer a Copa de 2014", disse.
Ela exaltou, ainda, outras qualidades do país: “O Brasil é um país democrático, que convive em paz com os vizinhos, que tem economia forte, que perseguiu e conquistou a inclusão de milhões de brasileiros. Um país que não tem uma cultura de preconceitos, nem tão pouco de exclusão. E que preza pelos direitos humanos”, discursou.

A presidenta também cobrou da seleção que jogue um “futebol bonito”, que “honre as tradições do pentacampeão mundial”.

A Fifa tem reclamado dos atrasos nas principais obras previstas para o mundial e cobrado soluções para problemas de infraestrutura, como acomodação e transporte. Muitas das obras previstas nas cidades que sediarão a Copa não ficarão prontas a tempo.

Grupo da Morte

A Copa das Confederações será disputada em seis cidades (Belo Horizonte, Brasília, Fortaleza, Salvador, Recife e Rio de Janeiro), de 15 a 30 de junho. No sorteio realizado neste sábado, em São Paulo, o Brasil conheceu os seus adversários na primeira fase do torneio: Japão, México e Itália.

O outro grupo, encabeçado pela atual campeã mundial e européia, a Espanha, reunirá o Uruguai, o Taiti e o próximo campeão continental da África, que será conhecido apenas em 2013.
Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!