PF: sindicato discorda de proposta do Planejamento

Contratação de 4 mil servidores temporários foi repudiada pelo Sinpecpf

A proposta do Ministério do Planejamento de contratar 4 mil servidores temporários para ocupar as vagas de terceirizados (confira matéria divulgada no SOS Concurseiro) que atualmente ocupam cargos administrativos foi repudiada pelo Sindicato Nacional dos Servidos do Plano Especial de Cargos da Polícia Federal (Sinpecpf). A entidade encaminhou um ofício ao ministério argumentando que a medida desprestigia os servidores administrativos, pois seus postos serão ocupados por profissionais com vínculo precário com a Administração.

De acordo com o diretor-geral da PF, Leandro Coimbra, informou ao sindicato, os servidores temporários seriam contratados por dois anos com a possibilidade de prorrogação por igual período. Na visão da entidade, se por um lado estarão combatendo os terceirizados, por outro, não vão resolver o problema de falta de pessoal. “Na prática, tudo ficaria como está: profissionais ‘descartáveis’ exercendo atribuições administrativas”, protesta a presidente Leilane Ribeiro de Oliveira.

Ainda de acordo com a presidente, a medida entra em conflito direto com os pleitos de valorização do servidor administrativo. “Como defender a reestruturação da carreira caso nossas atribuições passem a ser ocupadas por servidores temporários?”, questiona. “Se querem de fato nos valorizar, que trabalhem pela reestruturação”, sentencia.

Com informações do Sinpecpf

 

Fonte: SOS Concurseiro

 

Saiba mais sobre concursos públicos no site SOS Concurseiro

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!