Congresso em Foco

Epicentro da pandemai, China dá sinais de que está saindo da crise, com redução no número de mortos e infectados[fotografo]Governo da China[/fotografo]

Maia tenta apagar incêndio com a China causado por Eduardo Bolsonaro

19.03.2020 08:29 19

Publicidade

19 respostas para “Maia tenta apagar incêndio com a China causado por Eduardo Bolsonaro”

  1. Jean Pereira Coutinho disse:

    Essa reportagem tá noticiando uma coisa obvia. Maia (botafoto) deveria pedir desculpas aos brasileiros, por ser corrupto. Quem está mais certo é o Trump que chama o Covid-19 de vírus chinês.

  2. CARLOS ALBERTO RANGEL disse:

    A esquerdalha pira.. mas.. O EDUARDO BOLSONARO ESTÁ CORRETÍSSIMO. É MESMO culpa do governo chinês. O primeiro médico infectado que tentou alertar o mundo foi imediatamente isolado e calado. A china “abriu o bico”.. quando por lá já tinha virado epidemia. A CULPA É DELES MESMO!

    • Everaldo disse:

      Impressionante como um psicopata como Eduardo Bolsonaro, um completo analfabeto, escreve tamanhas asneiras com puro viés ideológico, podendo prejudicar as relações comerciais entre dois países parceiros, exatamente num momento delicado para o cenário econômico mundial, e há aina uma horda de gente alienada que o aplaude. Ideologia emburrece e aliena!

      • CARLOS ALBERTO RANGEL disse:

        A CHINA É A CULPADA PELA PANDEMIA. Não adianta vir querer passar pano.. e ainda acusar OS OUTROS de viés ideológico. A CHINA É A CULPADA.

        • Everaldo disse:

          Qual o seu nível de instrução, amigo? Quanto livros lê no ano? Não sou de “passar pano” porque não sou imbecilizado pela ideologia. O vírus foi originado na China, disto ninguém tem dúvida. A questão é que, como os Bolsonaros não toleram comunistas e, como a China é governada pelo partido chinês desde 1949, além do fato de o Brasil tê-la com um importante parceiro comercial (já, já, lhe darei dados), eles, na verdade, “engolem”, arranhando-lhes a garganta, as relações bilaterais com este país, fortalecidas no governo do PT depois da consolidação dos BRICS. Ainda que Eduardo Bolsonaro tivesse alguma divergência ideológica com a China, ele não poderia dar azo à sua completa ignorância e arrogância, abrindo uma crise diplomática com este nosso importante parceiro comercial o que poderá causar prejuízos, no médio e longo prazos, ao nosso país. O primeiro setor a sofrer com esta atitude irresponsável seria o agronegócio, uma vez que, nele, o país consegue saldo em sua balança comercial, gerando riqueza, emprego e desenvolvimento. Não fosse esta parceria, o país estaria numa situação muito pior do que a que vivemos hoje (pesquise uma matéria no jornal The Economist). Mudando o foco desta abordagem, vou lhe mostrar outro fato, envolvendo Eduardo Bolsonaro, para lhe provar quão imbecil, ignorante é ele, fazendo comentários de temas sobre os quais desconhece POR PURO VIÉS IDEOLÓGICO (se você não sabe o que isso significa, faça uma pesquisa). A questão é Paulo Freire. Este importantíssimo filósofo da educação (assim eu o trato) tem sido execrado por Eduardo Bolsonaro e por pessoas que jamais estudaram a sua obra, incluindo-se os bolsonaristas e jornalistas idiotizados pela ideologia ultradireitista a exemplo de Caio Copolla, Rodrigo Constantino e outros. Em uma das minhas graduações, estudei o Método Paulo Freire por dois semestres. Portanto, conheço muito bem os fundamentos e as bases filosóficas cuja proposta consiste, entre outros pressupostos, em incentivar o alfabetizando a se apropriar da escrita e da palavra para que entenda melhor o mundo e conquiste autonomia para transformar o meio em que vive. O método visa à libertação e a autonomia popular e isto era visto, pelos militares, como “prejudiciais aos interesses da Nação” o que, com plena certeza, representa uma ignorância profunda até pelo fato de todos os militares não conhecerem o método de Paulo Freire, incluindo o nosso atual Presidente da República, incluindo-se o seu próprio filho. Ao longo de 14 anos em sala de aula e tendo participado de dezenas de simpósios, seminários, conferências e outros eventos com renomados educadores do Brasil e do exterior, Paulo Freire sempre foi uma importante referência e seu método e contribuição à pedagogia é reconhecida nacional e internacionalmente. Paulo Freire recebeu inúmeros títulos e honrarias ao redor do mundo (faça uma pesquisa). Freire foi também contemplado por seus trabalhos na área educacional com os seguintes prêmios: “Prêmio Mohammad Reza Pahlevi” do Irã, pela UNESCO, do ano de 1975, em Persépolis, Irã; “Prêmio Rei Balduíno para o Desenvolvimento”, da Bélgica, do ano de 1980, em 15.11.1980, em Bruxelas; “Prêmio UNESCO da Educação para a Paz”, da UNESCO, do ano de 1986, em Paris, em setembro de 1986; “Prêmio Andres Bello” da Organização dos Estados Americanos – OEA – como Educador do Continente de 1992, em 17.11.1992, em Washington D.C., USA; “Prêmio Moinho Santista” da Fundação Moinho Santista, em São Paulo, Brasil, em 29.09.95; além do já mencionado “The Paulo Freire Awards”, da International Consortium Experimental Learning, em 09 de novembro de 1994, em Washington, DC, USA. O método Paulo Freire, infelizmente, nunca foi implementado no Brasil (veja matéria na BBC) devido à IDEOLOGIA fascista e pela brutalidade dos militares que, neste sentido, condenaram o nosso país ao atraso educacional por décadas e é aí onde Eduardo Bolsonaro e seu pai se amparam por pura IDEOLOGIA. Logo, o que Eduardo Bolsonaro fez teve, sim, viés ideológico. Que se dane o Brasil; o importante é ele dar azo à sua doentia ideologia que pode trazer prejuízo à Nação! Portanto, SE EXISTE ALGUÉM AQUI “PASSANDO PANO”, ESSE ALGUÉM É VOCÊ!
          Agora, tratando do grande salto que o Brasil deu no cenário internacional, apresento-lhe alguns números para que você tenha ideia da contribuição que as relações sino-brasileiras representam para o nosso país. Um ano antes do seu ingresso na Organização Mundial do Comércio (OMS) em 2001, a China participava com 2,0% do total das exportações do Brasil. Nove anos depois, a China passou a seu o maior parceiro comercial do Brasil até que, em 2013, detinha quase 19,0% de suas exportações totais. De acordo com o World Development Indicators, as exportações saltaram de US$ 54,7 bilhões, em 2000, para US$ 282 bilhões em 2013, tendo apresentado variação superior à da média mundial em onze do quatorze anos seguintes ao de 2000 e elevado sua participação no PIB brasileiro de 9,98% para 12,55% nesse período. É, portanto, um país estratégico e muito do nosso crescimento econômico. Eduardo Bolsonaro coloca em risco, num momento em que as Nações devem se unir para atravessar a crise da Covid-19, as nossas relações com um parceiro comercial do Brasil POR PURA IDEOLOGIA, ou seja, que se dane a população, o importante é se opor aos ‘comunistas’. Concluindo, não “passo pano”em nada, porque quem “passa pano” está com sua rede neuronal programa por algum tipo de ideologia. Sou de pesquisar, estudar e ir em busca da verdade através dos fatos. Não trato política como meu time favorito, pois política se pensa com o cérebro; não com o fígado. Se Bolsonaro, historicamente, o pior presidente que este país já teve, fizer algo de positivo, apesar de eu jamais ser seu eleitor, caberá o meu reconhecimento e sempre o farei como foi o caso em que ele interveio na questão relacionada à geração distribuída em que a ANEEL, praticamente, inviabilizou a produção doméstica de energia solar. Doutra sorte, farei críticas doa a quem doer. Esforce-se para sair da ideologia, amigo, pois ela emburrece e cega, aliás, Petra Costa tem razão. A nossa democracia está em vertigem! Fique em paz!

  3. Felix disse:

    Dudu é um menino ultra arrogante, limitado, totalmente sem noção e sem qualquer experiência de vida. Os chineses bem sabem que os bozo na política brasileira são um fenômeno passageiro e que não devem ser levados a sério.

    Aproveitando a ocasião:
    https://uploads.disquscdn.com/images/7572bfab4a714374e725d36cbb5c031f64aa27d4d7bd11d015ead84dcef6fd53.jpg

    • Jean Pereira Coutinho disse:

      O fenômeno do Bolsonarismo apareceu e cresceu diante da falta de opção dos Brasileiros. Pra ser passageiro, é preciso que apareçam pessoas mais competentes que eles. Não foi só Bolsonaro. Foi o Zema em MG (que a Dilma não ganhou pra Senadora), o Wilson no RJ, desbancando o Romário e o Paes, em DF, onde governou o Cristovão e o Agnelo. Diante desse fato, espero que o Bolsonarismo não dure mais que essa eleição.

      • Felix disse:

        Correto, não temos, no momento, nomes fortes na oposição. Lula, o grande psicopático timoneiro da seita irmã do bolsonarismo (os extremos se parecem e se encontram), impede a ascenção de qualquer liderança nova, moderna e talentosa. Não pensa no país, pensa apenas nele mesmo que nem o paranoico bozo.

      • Name disse:

        Errado. O fenômeno Bolsonaro começou em 2013, quando a imprensa começou a persegui-lo por falar o que pensa e ser contra a ditadura do politicamente correto e ser anti esquerda. Esta perseguição teve um efeito colateral: deu à Bolsonaro a visibilidade que ele não tinha. A internet também foi crucial para o crescimento do conservadorismo, pois possibilitou ao povo ter acesso às informações de modo livre da hegemonia esquerdista. O Bolsonaro só não se reelegerá se aparecer outro tão forte e convicto como ele.

        • Everaldo disse:

          Imprensa perseguindo Bolsonaro? Um marginal psicopata que exalta Carlos Alberto Brilhante Ustra e Alfredo Stroessner (este último, pedófilo em série que ordenou a capitura de mais de 1.600 crianças com idades entre 10 e 15 anos para satisfazer às suas “necessidades sexuais”), insulta negros e indígenas e planejou um atentado quando serviu ao Exército você acha muito a imprensa o ter “perseguido”? Perseguição para esse senhor é pouco, meu amigo! Esse elemento ardil deveria estar na cadeia. Ele é indigno para o cargo que ocupa. Internet possibilitou ao povo ter acesso à informação? Desde quando Fake News se constitui em informação? Bolsonaro fez uso de dinheiro público para que empresas produzissem conteúdos com a única intensão de alienar e desinformar pessoas bem intencionadas. A Internet foi instrumentalizada pela esquerda ultraconservadora exatamente visando à alienação e controle sociais. O povo brasileiro continua desinformado e alienado. BOLSONARO ASCENDEU AO PODER GRAÇAS AOS DISPAROS DE MENSAGENS EM MASSA E NÃO AO FATO DE O POVO TER CONSEGUIDO SE MANTER INFORMADO. Esses disparos foram conseguidos, inclusive, de forma ilícita, sendo objeto de investigação e processo junto ao T.S.E., podendo culminar com a cassação da chapa Bolsonaro-Mourão. Vocês são tão alienados que tentam construir uma narrativa, distorcendo a ordem dos fatos, na tentativa de tentar nos convencer, quando, na verdade, enganam-se a si próprios. Agora me responda: CADÊ QUEIROZ?

          • Name disse:

            Isso é o que querem que você acredite. E você acreditou feito pato, sem questionar e sem buscar conhecer a outra versão dos fatos. Isso não é muito sábio de sua parte. Assista ao Jornal Nacional e saberás do que estou falando.

          • Everaldo disse:

            Televisão? Rede Globo? Você não possui fonte mais inteligente para se informar e formar opinião? Não assisto televisão exatamente para não ter a minha rede neuronal programada como a sua. Formei-me num curso chamado Redator Auxiliar, estagiei em empresa de televisão e jornal, sendo eu capaz de conhecer a forma pela qual a televisão abre a janela do mundo para nós, fato que você, pela forma rasa e sem qualquer aprofundamento com que expõe suas ideias, desconhece. Noutras palavras, é a televisão quem dita a forma com que encaramos a realidade que nos cerca. As emissoras de televisão possuem profissionais de Marketing os quais, identificando as nossas necessidades, provocam uma espécie de hipnose coletiva, mudando hábitos, formas de ver a realidade, moda, costumes etc. Você faz parte desse público exatamente por desconhecer o mundo que permeia a grande mídia cujo interesse não é outro senão a defesa do mercado e das grandes corporações. Afirmo isto com autoridade pelo fato de eu ter realizado estudos em áreas como neuromarketing, algo que, com plena certeza, você não conhece. Se conhecesse, não escreveria tamanhos absurdos ou ideias desconexas. Prefiro os livros, meu amigo, à televisão, pois eles nos dão a oportunidade de compreensão dos fatos sociais em toda sua extensão e profundidade que a televisão não dá.
            Isso é o que querem que eu acredite ou será falta de conhecimento e de informação sua? Impressionante o seu nível de alienação! Em que planeta você está? Fiz alusão a Ustra e Stroessner e você vem me dizer que não busco conhecer só revela quão alienado é você, vangloriando-se no auge do seu completo desconhecimento dos fatos. Contra fatos não há argumentos.
            Procure estudar, amigo! Volte aos bancos escolares para não escrever tamanhas asneiras e, pior, incapaz de refutar fatos que estão na mídia mundial como foi o caso em que Bolsonaro fez ataques aos negros, quando caiu de elogios ao pedófilo em série (Stroessner), quando fez exaltou Ustra (pesquise sobre o caso Carlos Alexandre Azevedo). Esses e outros fatos a grande mídia brasileira não mostra, mas a mídia internacional mostra como é o caso do Deutsche Welle que leio com alguma assiduidade. Televisão e ideologia alienam e emburrcem, principalmente em se tratando daquela considerada com uma das piores mídias do mundo como é a brasileira.
            Seu presidente é tão bom que, não fosse a oposição, a PEC 6/2019, cujo texto, com certeza, você desconhece, seria aprovado integralmente, com graves prejuízos às futuras classes trabalhadoras. Na página 66, por exemplo, o “Posto Ypiranga” do seu presidente mostra donde deseja alcançar um bilhão de reais, ou seja, através do BPC, tirando dinheiro exatamente de quem não tem quando deveria taxar as grandes fortunas. No Congresso, nesta semana, graças à oposição, os benefícios àqueles que se utilizam do BPC, como são os idosos, por exemplo, foram AMPLIADOS, impondo derrota ao seu presidente. Sim, é seu porque você o defende.
            Vou lhe deixar algumas referências bibliográficas que comprei e li (algumas sem tradução para o português), para que você possa sair desta sua alienação mental e entender melhor como sua mente é manipulada pelos veículos de comunicação de massa e o contexto político atual se é que é capaz de entender o que escrevo:
            • Como Morrem as Democracias de Levitsky e Ziblatt
            • A Elite do Atraso de Jessé Souza
            • The Dictator’s Handbook: Why Bad Behavior Is Almost Always Good Politics de Bruce Bueno de Mesquita e Alastair Smith
            • How Fascism Works de Jason Stanley

          • Name disse:

            Ixi. Distorceu tudo o que eu disse. Atitude comum dentre o pessoal de esquerda e muito desonesto de sua parte. E o pior, fizeste uma dissertação baseada inteiramente na sua própria distorção. Nem vou me estender mais, pois argumentar com quem distorce o que é dito é perda de tempo. Passar bem.

          • Everaldo disse:

            Sou eu quem distroceu o que você escreveu ou é você que não possui argumento para se contrapor àquilo que escrevi? Esse seu argumento pífio só serve para reforçar o baixo nível intelectual seu, ao tentar desqualificar o que escrevi sob o argumento de ter eu distorcido o que você escreveu, algo próprio dos bolsonaristas. Quantos livros você ler por ano, amigo? Antes de qualquer coisa, vou lhe dar uma aulinha Língua Portuguesa e de interpretação de texto, ausentes neste seu argumento falacioso. O nível intelectual duma pessoa de mede, também, a forma com que faz uso da língua o que pode denotar pouca ou nenhuma leitura. Neste ambiente em que nos encontramos, obviamente, não somos obrigados a seguir, rigorosamente, a Norma Padrão Culta, mas, se se trata duma pessoa que possui um mínimo nível de cultura geral e intelectual, NATURALMENTE (isto mesmo, em caixa alta), a forma com que se expressa, seja de forma escrita, seja de forma verbal, segue um padrão de linguagem. Na sua redação, você faz uso do verbo (fazer) no pretérito perfeito do modo indicativo na segunda pessoa (tu, como em “fizeste”). Por outro lado, fez uso do verbo na terceira pessoa (você), flagrante em expressões como: “distorceu”, “sua”, “distorce” por exemplo. Há, na Língua Portuguesa, um tema chamado uniformidade de tratamento, violado por você na forma com a qual se expressa, na tentativa, acho, de demonstrar uma falsa erudição. Uma pessoa que possui um bom nível de leitura (lê muitos livros ao longo dum ano), NATURALMENTE, jamais cometeria um erro crasso como este seu, ainda que numa situação de informalidade. Para seu melhor entender, aconselho-o a ouvir as músicas O Queres e Sampa, ambas dum dos nossos grandes poetas, Caetano Veloso. Lá, encontrará uma verdadeira aula de Língua Portuguesa e deste tema particular a que, aqui, me refiro.
            Essa sua argumentação é frágil e falaciosa, apresentando, portanto, falhas argumentativas flagrantes, porque você se utiliza de algumas estratégias argumentativas FALACIOSAS como “argumentum ad hominem,” “apelo ao ridículo”, “argumentum ad lapidem“, “falácia do espantalho”, “Non Sequitur” e “dicto simplicitir”. Se não sabe o que estes termos significam, dentro da Lógica Formal, aconselho-o a estudar e verá que você não conseguiu refutar o que escrevi. Em suma, você não teve a competência necessária para contra-argumentar o que escrevi, algo muito próprio de pessoas intelectualmente limitadas. Vá estudar!

          • Name disse:

            Falou, falou e não disse nada de útil. Nada que acrescente algo ao diálogo. Primeiro diz que não tenho argumentos, depois você questiona meus argumentos. Ora, se decida. Tenho ou não argumentos? Você distorceu tudo o que eu disse e depois vem cantar de sábio? O senhor não consegue interpretar o que eu escrevi e vem dizer que sou eu ignorante? Se enxergue.

          • Everaldo disse:

            Argumentação típica de quem não tem argumento ou é incompetente para uma contra-argumentação contundente, ou seja, na falta de argumento, ataca a sua contraparte afirmando que se desviou do tema proposto, ou não escreveu coisa alguma, etc., atitudes próprias de parte dos eleitores de Bolsonaro, em sua maioria homens, brancos e com curso superior, mas com baixo nível de leitura. Pelo amor de Deus, vá estudar, amigo. Não desça a tamanho nível de mediocridade! Não se humilhe tanto! Você nem conhece o sentido da palavra FALÁCIA, muito menos de argumentação lógica, tema bastante explorado em cursos de Filosofia! Vou ter de lhe dar uma pequena aulinha de Lógica Argumentativa e de Semântica? Em minha redação, não afirmei que você NÃO TEVE ARGUMENTOS, mas que, apesar de tê-los, você comete FALÁCIAS, inclusive, citei os diferentes ARGUMENTOS FALACIOSOS de que você se utilizou na sua ARGUMENTAÇÃO!
            Você é um ignorante mesmo e um limitado intelectualmente, rapaz! Em primeiro lugar comete erros crassos que ferem e Língua Portuguesa como aquele a que fiz referência no meu comentário anterior, além d’outros como quando escreve “anti esquerda” quando o correto seria antiesquerda (prefixo anexo ao substantivo e sem hífen), não sabe interpretar o que lê tampouco CONTEXTUALIZAR, nada entende de Semântica, ou seja, uma desgraça! Tudo isto revela baixo nível de leitura e, por conseguinte, baixa capacidade intelectual, razão pela qual votou neste que é o pior Presidente da República cujo mandato não será cumprido.
            No auge dos meus 54 anos, a vida me deu provas e uma condição de vida relativamente boa, fruto da minha capacidade intelectual, obstinação, determinação e disciplina. Sou funcionário público federal, além de, antes, ter trabalhado em grandes empresas do setor privado a exemplo da Braskem, sempre enfrentando diversos certames nos quais obtive aprovação, de modo que não reputo autoridade a elemento como você, um completo alienado, que discorre, de forma superficial ou mesmo completamente equivocada, temas sobre os quais não possui um menor conhecimento.
            Não vou perder mais meu tempo precioso com um analfabeto funcional como você tampouco ler seus comentários! Passar bem!

          • Name disse:

            Falou, falou e apenas repetiu mais do mesmo. O senhor é funcionário público? Que tristeza para nós brasileiros que dependemos de funcionários assim. O senhor me mostrou, através de suas palavras, uma militância ferrenha e fanatismo ideológico. Reproduz a propaganda esquerdista e acha que está coberto de razão. O senhor, no auge de seus 54 anos de idade, comete erros de adolescente maturo e alienado. Com que conhecimento o senhor pode afirmar que sou terraplanista? Isto pra mim é um insulto. O bacana que 54 anos de vida não foram suficientes para lhe ensinar a pensar. Suas palavras lhe traem. Mostram muita pobreza de espírito e falta de sabedoria. Passar bem.

          • Everaldo disse:

            Você não tem sentimento mesmo! É gostar de ser humilhado! Triste é vir um analfabeto funcional débil mental como todo bolsólatra, que não sabe interpretar texto, que não conhece coisa alguma sobre semântica (demonstrado em seus argumentos) e que vem escrever asneiras. Isto, sim, é triste! Não preciso dos seus méritos até porque a vida, ao contrário do que você escreve na medíocre tentativa de me desqualificar, me deu centenas de resultados positivos de forma que não reputo autoridade a uma pessoa como você avaliar as minhas potencialidades. Não sou militante, não faço campanha do tipo Lula livre tampouco dissemino a ideia segunda o qual o PT ou partidos de oposição sejam o suprassumo da perfeição. Não trato partido político como meu time de futebol tampouco idolatro políticos ou os considero como semideuses, pois, como sempre digo, política não se pensa com o fígado; política se pensa com o cérebro. Quem me conhece sabe que sempre fiz críticas ao PT, mas reconheço os méritos deste partido, da mesma forma como faço críticas a Bolsonaro, mas, quando acerta (pouquíssimas vezes), cabe o meu reconhecimento, mas não elogio, pois este só se concede àquele que faz algo além de sua atribuição e competência. A título de exemplo, uma das medidas positivas que Bolsonaro fez no seu governo foi o veto à proposta de mudança da Resolução Normativa n° 482 da ANEEL (Nota Técnica número 62/ANEEL) que traria impactos no modelo de compensação de energia (Net Meeting), elevando o “payback” em torno de 25% na geração distribuída da nossa matriz energética com consequências para o mercado offgrid. Ótimo! Reconhecimento positivo a Bolsonaro. Tirante este e outros acertos e fazendo uma análise fria,desprovida de fanatismos políticos, Bolsonaro é uma dos piores Presidentes da República deste país. A questão é que os bolsólatras e pessoas como você pensam em preto e branco, ou seja, são pessoas afetadas por um tipo de pensamento binário ou padecem de DCP (Deficiência Cognitiva Programada). Na sua estreita e limitada visão, qualquer posicionamento político-ideológico que vá contra encontro àquilo a que você e os bolsólatras reputam como verdade, automaticamente, já é de esquerda, uma postura infantiloide e imatura o que só denota seu baixíssimo nível intelectual.
            Quer um conselho, amigo? Vá estudar português e ler mais, coisas que, flagrantemente, faltam em você e à grande parte dos bolsólatras. Entender a Ciência Política o a realidade que nos cerca requer, além da nossa experiência de vida (qualidade que lhe falta), a leitura crítica de bons livros como aqueles que lhe indiquei.
            Sou do tempo em que se discutia temas relacionados à Economia e à Política, ainda que houvessem divergências ideológicas, com respeito e não com esse disse-me-disse presente em tempos de forte polarização política. Se é um adolescente, vá se criar antes de querer me ensinar algo; se é adulto, seu caso deve ser remetido à psiquiatria.
            Ademais, não mais lerei seus argumentos débeis e medíocres que nada dizem e nada constroem para que amadureçamos a nossa democracia. Suas réplicas, portanto, automaticamente, bloqueadas e não serão lidas. Passar bem!

          • Name disse:

            O senhor não acompanha a realidade que te cerca e vem aqui vomitar distorções? Primeiro aprenda a observar a realidade à sua volta e depois volte aqui conversar comigo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito. Mantenha o Congresso em Foco na frente.

Seja Membro do Congresso em Foco

Apoie

Newsletter Farol Político

Perspectivas exclusivas e a melhor análise do poder

assine

Receba notícias também via