Desinteresse do governo por flexibilização do orçamento irrita aliados

articulação políticaCCJcrime de responsabilidadeDilmafelipe francischiniFelipe Rigoniimpeachmentministério da economiaorçamentoPaulo Guedespedaladas fiscaispedro pauloregra de ouroSecretaria de Governosostenes cavalcante
Comentários (1)
Comentar
  • Flávio Maya

    Dr. Sóstenes, é claro que não há interesse do governo, neste momento, na quebra da regra de ouro. O argumento principal dele para cortes de direitos é exatamente esse: falta de recursos para pagamento de obrigações constitucionais. Se cair a regra de ouro, ele ficará sem argumentos para aprovar as reformas restantes: fim do 13, fim do FGTS, Fim 1/3, fim das universidades públicas, fim do SUS público, tudo conforme prometido em campanha, embora não avaliado, à época, pelos eleitores.