Congresso em Foco

O senador Flávio Bolsonaro e o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles [fotografo]Reprodução/Twitter[/fotografo]

Projeto de Flávio Bolsonaro elimina reservas florestais em propriedades rurais

25.04.2019 15:04 11

Publicidade

11 respostas para “Projeto de Flávio Bolsonaro elimina reservas florestais em propriedades rurais”

  1. Fabricio Escudine disse:

    Acho que discursos ambientalistas não vão ajudar a defender o meio ambiente mas trazer os produtores, os avricultores, os processadores rurais e familiares convocando-os a se organizarem e defenderem suas florestas com agricultura ecolóvica, aprendendo a desenvolver metodologia sustentável de retirada do seu provento da terra, isso sim vai mantê-lo no campo e promover a sustentabilidade de vários biomas hoje ameaçados.

  2. Reinaldo Zerbini Jr disse:

    Senadores, vocês de fato estudaram o tema e foram ver a realidade nos municípios brasileiros? Há centenas de cidades que só tem um pouco de mata hoje em dia devido a reserva obrigatória e tirar isso delas é prejudicar a ave fauna e flora ja tão restrita nas cidades (pois todas tem área rural) e complicar de vez com a vida humana, prejudicado a saúde e água. É tão fácil vocês observarem isso, vejam do próprio aplicativo de mapas do seus celulares. Agora, seria muito válido os senhores fazerem uma Lei para que as inúmeras áreas de cerrado e semi-arido existentes e que possuem proprietários passem a se tornar produtivas. O EMBRAPA tem a solução há mais de duas décadas. E ai, não querem aumentar a área agrícola do Pais? Então aí está uma solução correta e que ainda vai ajudar positivamente na melhora climática de inúmeras cidades e não com o projeto pensado por vocês para satisfazerem parte de seus apoiadores. Pegou muito mal isso. #flaviobaonaro #mma #ministeriodomeioambiente

  3. luciano damiao disse:

    Quem sabe da vida desse aí é o Queiroz, por falar nisso alguém tem notícias do Queiroz?

  4. Antonio Carlos Wanderley disse:

    Não vou afirmar que esta certo ou errado, entretanto, isto deveria ser baseado em estudos elaborados por técnicos e não de alguém que vive em gabinete e praias.

  5. Valdir disse:

    Pô gente! Tem coisas mais importantes para serem resolvidas:
    1 – Quem mandou matar Marielle? Os MILICIANOS já foram presos;
    2 – Onde foram parar os R$ 45 milhões movimentados pelos assessores do deputado André Ceciliano (PT/RJ)?;
    3 – Quem atirou no ônibus da caravana do Luladrão? Os pregos nos pneus já foram revelados que foi a Coxa, ou Amante como queiram;
    4 – Quem mandou o Adélio esfaquear o presidente Bolsonaro?

    Tanta coisa que o povo quer saber, e vocês ficam mexendo nas matas que preservam nosso planeta?

  6. Antonio C. Schnitzlein disse:

    Pô gente, principalmente os senadores e deputados federais, mas vale também para estaduais e vereadores. Parem de fazer bobagens. Se quiserem mesmo fazer algo pelo país, revejam as leis que não fazem sentido e desburocratizem sem expor tudo aos desonestos. E olhem que tem bastante desta laia.

  7. ODIN disse:

    Pelamordedeus, não existe um projeto mais imbecil ?

  8. Leonardo disse:

    O Queiroz provavelmente deve ter comprado alguma fazenda em área ilegal ou a milícia carioca deve estar querendo expandir seus negócios para a grilagem, área muito lucrativa no Brasil, pois a maioria desses ditos “produtores rurais” que tanto reclamam do Código Florestal adquiriram suas “propriedades” de “cidadãos de bens” grileiros e madeireiros ilegais.

    • Antonio Carlos Wanderley disse:

      Não posso afirmar que o prejeto seja bom ou ruim, não entendo disto mas, convenhamso, se já existem as áreas nas propriedades, onde estaria a “grilagem” se já são donos das terras?

  9. Nelson Pinto disse:

    vai acabar as reservas florestais, agora vai ser tudo laranjal..Cade o Queiroz laranja

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito. Mantenha o Congresso em Foco na frente.

Seja Membro do Congresso em Foco

Apoie

Newsletter Farol Político

Perspectivas exclusivas e a melhor análise do poder

assine

Receba notícias também via