Embaixada dos EUA homenageia fuzileiros após Bolsonaro falar na força da pólvora

Após Jair Bolsonaro defender que o Brasil tenha pólvora para fazer frente a ameaças internacionais em torno da Amazônia - em referência à ameaça de Joe Biden de impor sanções econômicas ao país - a embaixada dos EUA no Brasil homenageou seu corpo de fuzileiros navais.

“O Brasil é um país riquíssimo. Assistimos há pouco um grande candidato à chefia de Estado dizer que se eu não apagar o fogo da Amazônia levanta barreiras comerciais contra o Brasil. E como é que nós podemos fazer frente a tudo isso? Apenas a diplomacia não dá, né, Ernesto?”, disse Bolsonaro ao chanceler brasileiro, Ernesto Araújo. “Porque quando acabar a saliva, tem que ter pólvora, se não, não funciona. Precisa nem usar a pólvora, mas precisa saber que tem”, continuou.

A homenagem aos fuzileiros foi compartilhada pelo embaixador dos EUA no Brasil, Todd Chapman.

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!