Após defender isolamento contra covid-19, Caiado é alvo de fake news

Fotos de uma briga em uma praça pública estão circulando pelo WhatsApp. No áudio que acompanha as imagens, um homem diz que o senhor de cabelos brancos que apanha de outros homens é o governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM-GO) . "Isso aí é o que acontece com quem não quer deixar o trabalhador trabalhar. Olha o que o cara fez com o Caiado", fala o homem no áudio. A informação é falsa, o homem da foto não é Ronaldo Caiado.

O governador passou a ser alvo das mentiras após determinar medidas de isolamento como forma de evitar a propagação do coronavírus. A defesa desse isolamento levou Caiado a romper com o presidente Jair Bolsonaro, seu antigo aliado. O rompimento aconteceu após pronunciamento do presidente que, em cadeia nacional de TV, pediu o retorno à normalidade, com a abertura do comércio nos estados que haviam determinado medidas restritivas.

> Médico, Caiado é vaiado ao enfrentar manifestantes bolsonaristas

A foto em questão se trata de uma briga que aconteceu, na verdade, em 2013, em Pelotas, no Rio Grande do Sul. Em entrevista ao site O Popular, o fotógrafo Gustavo Vara, autor das imagens, conta que estava fazendo uma ensaio em um praça da cidade quando os homens, que estavam jogando dominó, começaram a brigar.

Print das imagens que estão sendo compartilhadas no WhatsApp.

Procurada, a assessoria do governador se limitou a confirmar que não se trata de Caiado, mas não quis comentar o assunto.

Em publicação em sua conta no Instagram o governador afirmou que a informação é um dos principais remédios para a cura do coronavírus. "Nesta luta contra a propagação do coronavírus em nosso Estado, ainda não encontramos a vacina, mas temos um remédio muito eficaz: a informação que orienta e que, ao mesmo tempo, desarma as fake news. Por isso agradeço a cada um dos profissionais da imprensa goiana (e também da nacional) na linha de frente no combate a esse vírus! São profissionais sérios e comprometidos com a verdade! Muito obrigado. Goiás e o Brasil agradecem de coração. Vamos juntos continuar nossa luta para salvar vidas!", disse.

Dia 15/03

O governador protagonizou uma cena que foi amplamente divulgada nas redes sociais. No última dia 15, quando manifestantes, com o apoio do presidente Jair Bolsonaro, foram para as ruas pregar contra o Congresso e o Supremo Tribunal Federal (STF), Caiado tentou alertar sobre o perigo da aglomeração perante a pandemia de coronavírus.

Na ocasião, o governador de Goiás foi hostilizado por manifestantes pró-Bolsonaro. Médico e aliado do presidente, Caiado foi xingado por bolsonaristas ao tentar impedir a realização da manifestação, na Praça Cívica, em Goiânia. "Vocês vão estar chorando na porta do palácio, este que é um absurdo. O que vocês precisam de ter é seriedade. Não se mostra apoio ao governo colocando em rico a sua população", afirmou o governador.

Governador diz ter sido orientado por Mandetta a não reabrir comércio

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!