Governador diz ter sido orientado por Mandetta a não reabrir comércio

O governador do Acre, Gladson Cameli (PP), relatou em reunião com sua equipe que o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, pediu para que ele não seguisse a recomendação feita pelo presidente Jair Bolsonaro de reabrir o comércio no estado.

O pedido para que os estabelecimentos voltassem a funcionar foi feito pelo presidente Jair Bolsonaro, que disse no domingo (29) que pensa em elaborar um decreto para “que todos voltem a trabalhar”.

Há semanas vários estados suspenderam o funcionamento de bares e restaurantes para evitar aglomeração e conter o avanço do coronavírus.

> Bolsonaro sobre coronavírus: “Alguns vão morrer, lamento, essa é a vida”

O áudio da reunião, realizada pelo governador nesse domingo (29), foi divulgado pelo jornalista Altino Machado, de Rio Branco (AC). Gladson Cameli confirmou a autenticidade das declarações para o Congresso em Foco.

"Eu ia, pois estou seguindo uma lógica. E eu quero compartilhar com vocês: se fizeram uma opção pela parte econômica, eu fiz opção por salvar vidas. Se eu estou certo ou estou errado, o tempo vai dizer. O que eu não quero é a consciência de que eu não fiz o meu papel, o meu dever", completou Cameli.

> As últimas notícias sobre a pandemia

> O jeito Congresso em Foco de enfrentar o novo coronavírus

 

 

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!