Governo e oposição podem se unir para reeleger Davi Alcolumbre

A tentativa do senador Davi Alcolumbre (DEM-AP) de concorrer à reeleição para a presidência da Casa conta com o apoio declarado de alguns líderes partidários aliados.

O líder do DEM, senador Rodrigo Pacheco (MG), disse ao Congresso em Foco que a recondução de Davi ao cargo é algo bom para a estabilidade. “Podendo o presidente Davi ser reeleito, será muito bom para o Senado Federal, mas sobretudo para a estabilidade do país”, declarou.

As principais informações deste texto foram enviadas antes para os assinantes dos serviços premium do Congresso em Foco. Cadastre-se e faça um test drive.

A reeleição dentro da mesma legislatura é proibida, mas Davi e aliados defendem que as escolha para uma vaga no Senado tem particularidades em relação à Câmara dos Deputados, assembleias estaduais e câmaras municipais, como a duração de oito em vez de quatro anos e mandatos não coincidentes, enquanto um terço é eleito em um pleito, outros dois terços dos senadores são escolhidos em outra eleição.

> PTB vai ao STF contra reeleição de Maia e Davi Alcolumbre

O líder do Podemos, senador Alvaro Dias (PR), considera difícil a regra ser mudada para permitir a reeleição do senador do DEM. “A discussão agora é sobre a legislação. Será alterada para permitir reeleição? Acho difícil”.

Crítico de Davi Alcolumbre, o senador Lasier Martins (Podemos-RS) reprovou, por meio do Twitter, a movimentação:

“O atual mandato do presidente do Senado vai até 31 de janeiro de 2021. A Constituição proíbe a recondução dentro da mesma legislatura, mas ele quer mudar essa regra e se reeleger. Considero isso uma manobra imoral.”

O líder do PDT, Weverton Rocha (MA), é otimista com a mobilização e disse que a maioria dos senadores concorda com mais um mandato dele no comando do Senado. “Sim, deve conseguir e tem apoio da ampla maioria”.

O PDT é um partido de oposição ao governo de Jair Bolsonaro. O apoio ao senador do Amapá também é encontrado em gestos do governo. Nesta quarta-feira (5), o presidente Jair Bolsonaro participou ao lado de Davi de um evento no qual foi assinado um ato que amplia a energia elétrica para o Amapá. Na ocasião, Bolsonaro e o senador trocaram elogios.

“Nossos agradecimentos, presidente Bolsonaro, e o nosso reconhecimento da capacidade de enxergar o Brasil como ele é. Um país gigante, com muitas diferenças regionais, muitas desigualdades sociais”, afirmou o presidente do Senado.

Bolsonaro destacou que conhece o senador há mais de dez anos. “Prezado Davi Alcolumbre, o conheci há pouco mais de uma década, como parlamentar. Estivemos juntos no projeto Calha Norte, um projeto maravilhoso que surgiu no final do governo Sarney”.

O filho mais velho do presidente da República, senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), disse em entrevista ao jornal O Globo que vai apoiar a reeleição de Davi e declarou que ele “tem sido muito colaborativo com o governo”.

> PSDB ameaça expulsar deputado que se aliou ao Centrão para enfraquecer Maia

> Disputa pela sucessão de Maia na Câmara é majoritariamente masculina

 

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!