STF deve julgar dossiê do Ministério da Justiça contra antifascistas

Está prevista para quarta-feira (19), em reunião virtual, o julgamento da ação que questiona a produção, por parte do Ministério da Justiça, de um relatório sigiloso contra servidores identificados como integrantes do movimento antifascismo.

Autora da ação, a Rede sustentabilidade pede aos Supremo Tribunal Federal (STF) a abertura imediata de um inquérito para investigar o caso. A ministra Cármen Lúcia, relatora do caso, disse na semana passada que "arapongagem" é crime e, quando praticada pela Estado, é ilícito gravíssimo.

O partido oposicionista solicita "imediata suspensão da produção e disseminação de conhecimentos e informações de inteligência estatal produzidos sobre integrantes do 'movimento antifascismo' e professores universitários". O Ministério da Justiça admite a existência do documento, mas diz que o material é sigiloso.

> Cadastre-se e acesse de graça, por 30 dias, o melhor conteúdo político premium do país   

 

 

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!