Por Regina Duarte, Bolsonaro avalia recriar Ministério da Cultura

O presidente Jair Bolsonaro pode recriar o Ministério da Cultura para convencer a atriz Regina Duarte a integrar o seu governo. A ideia, que foi antecipada por interlocutores do Palácio do Planalto ao Estadão, é que o ministério carrega um status mais apropriado ao perfil de Regina Duarte do que a atual Secretaria de Cultura.

> Regina Duarte é convidada para assumir secretaria de Cultura, diz colunista

O Ministério da Cultura foi extinto pelo próprio Bolsonaro no início do ano passado, quando o presidente reduziu o número de pastas da Esplanada. A pasta virou, então, uma secretaria, que inicialmente era vinculada ao Ministério da Cidadania e depois foi transferida para o Ministério de Turismo, de Marcelo Álvaro Antônio, onde opera atualmente. A avaliação do Planalto é, portanto, que assumir uma mera secretaria seria pouco para Regina Duarte.

A atriz foi convidada para cuidar da gestão da Cultura do governo de Jair Bolsonaro nessa sexta-feira (17), depois que o ex-secretário Roberto Alvim foi exonerado em função das referências nazistas feitas em um vídeo da Secretaria de Cultura. Depois do convite, Regina Duarte chegou a elogiar o governo. A atriz, porém, ainda não decidiu se vai entrar ou não para o governo.

A informação que circula entre os interlocutores do governo é que Regina Duarte pediu uma conversa "olho a olho" com Jair Bolsonaro para poder tomar uma decisão. Essa conversa deve ocorrer na próxima segunda-feira (20). O presidente deve aproveitar a ida já marcada para o Rio de Janeiro para conversar com a atriz.

>Bolsonaro: Alvim tornou insustentável sua permanência no governo

> Veja a reação política às declarações de Roberto Alvim

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!