EUA x Irã: Bolsonaro se encontrará com Heleno antes de se posicionar

O presidente Jair Bolsonaro disse, na saída do Palácio do Alvorada na manhã desta sexta-feira (3), que antes de emitir qualquer comunicado sobre o ataque dos Estados Unidos contra o Irã, vai conversar com o ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Augusto Heleno, para se informar dos detalhes da operação norte-americana.

> Tensão mundial cresce após ataque dos EUA contra Irã

"Tive algumas informações ontem (2) à noite, de madrugada. Vou me encontrar agora com o general Heleno para me inteirar do que realmente aconteceu. Daí por diante, emitir o meu juízo de valor", disse Bolsonaro.

O presidente também afirmou que este ataque tem potencial de interferir no preço do combustível no Brasil. O preço do petróleo já aumentou 4% na Ásia, chegando a $ 68,90 o barril tipo brent. O Irã e o Iraque estão entre os principais produtores mundiais de petróleo.

Bolsonaro disse que não pode tabelar os preços, pois essa política já foi tentada na Brasil e não deu certo.  "Que vai impactar, vai. Agora, vamos ver nosso limite aqui. Porque, se subir, já está alto o combustível, se subir muito complica. Agora, o que eu gostaria que vocês fizessem é que mostrasse para o povo duas coisas: primeiro que eu não posso tabelar nada. Pediram para tabelar carne. Já fizemos essa política de tabelamento no passado e não deu certo", disse o presidente.

Tensão mundial

Após os Estados Unidos ter confirmado a autoria do ataque que matou o chefe da Guarda Revolucionária do Irã, Qassem Solemani, na última quinta (2), o preço do petróleo subiu, manifestações tomaram conta das ruas do Irã e a tensão mundial cresceu. O presidente iraniano, Hassan Rouhani, afirmou que irá resistir aos Estados Unidos e prometeu vingança.

"O martírio de Soleimani tornará o Irã mais decisivo para resistir ao expansionismo americano e defender nossos valores islâmicos. Sem dúvida, o Irã e outros países que buscam a liberdade na região se vingarão", disse Rouhani.

> Suspeito de ataque ao Porta está na Rússia

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!