Nos jornais: PF investiga contratos que somam R$ 15,6 bi em recursos públicos

Mapeamento da corporação, divulgado pelo O Estado de S. Paulo, revela que mais de 12 mil inquéritos no país tratam de crimes relacionados à corrupção e desvios nas contasdos governos locais e federal

O Estado de S. Paulo

Polícia Federal investiga contratos que somam R$ 15,6 bi em recursos públicos

A Polícia Federal investiga contratos da administração pública que somam R$ 15,6 bilhões em investimentos do Tesouro por suspeita de fraudes e corrupção. O acervo de negócios sob investigação com dinheiro da União atingiu marco histórico no desempenho da corporação em 2013. É a primeira vez que a PF divulga o mapeamento das investigações de crimes contra os cofres públicos.

Há 12.870 inquéritos em curso em todo o País que apuram delitos dessa natureza - peculato, desvios, violação à Lei de Licitações por cartéis e outros atos lesivos ao patrimônio público. Esse número representa quase 12% de todas as investigações da PF, que totalizam 108.822 inquéritos. A Região Nordeste é a mais afetada pela ação do crime organizado. Ela concentra 5.371 inquéritos, 41,7% dos procedimentos. A PF atribui essa demanda ao fato de a União destinar mais constantemente um maior volume de verbas para cidades e Estados sob a tutela da carência e da exclusão. "É uma questão de proporcionalidade", afirma a corporação.

Custo dos estádios da Copa do Mundo já chega a R$ 8,9 bilhões

O custo dos estádios para a Copa do Mundo já supera em mais de três vezes o valor informado pela CBF à Fifa quando o Brasil apresentou seu projeto para sediar o Mundial. Cópia do primeiro levantamento técnico da Fifa sobre o País, fechado em 30 de outubro de 2007 e obtido pelo Estado, informava que as arenas custariam US$ 1,1 bilhão, cerca de R$ 2,6 bilhões. A última estimativa oficial, porém, dá conta de que o valor chegará a R$ 8,9 bilhões.

O informe foi produzido e assinado por Hugo Salcedo, que coordenou a primeira inspeção no País entre agosto e setembro de 2007. Na época, a Fifa considerou que o orçamento havia sido "bem preparado’’ e que "não havia dúvidas" sobre o compromisso do Brasil de atender às exigências da entidade.

Dilma inaugura, em Cuba, porto financiado pelo BNDES

A presidente Dilma Rousseff vai inaugurar nesta segunda-feira, dia 27, a primeira etapa do Porto de Mariel, a 45 quilômetros de Havana, capital de Cuba. O porto é a grande aposta do país de regime comunista para mudar sua economia. Custou US$ 957 milhões e, deste total, US$ 682 milhões foram financiados pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Ministro do Trabalho vai ser chamado para depor em inquérito

A Polícia Federal vai chamar o ministro do Trabalho, Manoel Dias, para depor em inquérito que investiga desvio de verbas do ministério para o PDT. A decisão foi tomada após John Sievers Dias, ex-dirigente do diretório pedetista em Santa Catarina, confirmar em depoimento o teor de entrevista concedida em setembro ao Estado. O ex-dirigente disse que Manoel Dias montou um esquema para que funcionários do partido recebessem, sem trabalhar, salários de uma entidade que mantinha convênios com a pasta.

Na delegacia da Polícia Federal em Itajaí (SC), Sievers reiterou na semana passada ter sido chamado por Dias, ou "Maneca", a uma reunião em 2008. No encontro, conforme o depoimento, o agora ministro acertou com representantes da Agência de Desenvolvimento do Vale do Rio Tijucas e Rio Itajaí Mirim (ADRVale) pagamentos mensais pelos serviços que Sievers prestava, na prática, à Universidade Leonel Brizola, braço do partido para a formação de militantes. Na época, Dias presidia o PDT-SC, era secretário-geral da sigla e comandava a universidade.

Carlos Lupi nega ter recebido R$ 200 mil de empresária

O presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, rechaçou ontem as acusações da existência de um esquema para acelerar a criação de sindicatos mediante pagamento de propinas durante o período em foi ministro do Trabalho. O suposto esquema, que teria sido retomado pelo atual ministro, o pedetista Manoel Dias, foi denunciado pela empresária mineira Ana Cristina Aquino, em entrevista à revista IstoÉ deste fim de semana.

Fundos brasileiros lucraram o dobro

Os executivos da gestora de investimentos Carlyle encerraram 2013 com motivos para comemorar. Quatro anos depois de comprar a operadora de turismo CVC - e enfrentar altos e baixos na gestão da companhia brasileira - o grupo conseguiu levá-la à Bolsa, com um lucro que fez inveja ao mercado. O Carlyle pagou R$ 380 milhões por 63,6% da CVC em 2010 (os outros R$ 320 milhões foram descontados de uma dívida). E, segundo cálculos do setor, ganhou 3,5 vezes mais, na abertura de capital, ao se desfazer de parte de suas ações na empresa.

Corte de IPI 'custou' R$ 12,3 bilhões

O incentivo tributário dado pelo governo para aumentar as vendas de automóveis custou R$ 12,3 bilhões de renúncia do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para os cofres do governo federal, mas não foi suficiente para reduzir o lobby da indústria automobilística, que pede atualmente novos incentivos para o setor de autopeças, máquinas e exportações.

A crise na Argentina e as restrições impostas pelo principal parceiro do Brasil no Mercosul devem diminuir as exportações brasileiras de veículos e servem agora como novo instrumento de pressão sobre o governo.

Folha de S. Paulo

Brasil dá ao ano R$ 1,2 bi para Cuba comprar bens nacionais

O governo brasileiro está oferecendo cerca de US$ 500 milhões de crédito por ano (aproximadamente R$ 1,2 bilhão) para Cuba comprar produtos e serviços brasileiros.

Segundo levantamento feito pela Folha, o governo brasileiro desembolsou US$ 152,7 milhões pelo BNDES até setembro de 2013 (foram US$ 220,58 milhões em todo o ano de 2012), mais US$ 221,2 milhões pelo Banco do Brasil.

Disponibilizou ainda uma linha anual de US$ 70 milhões do programa Mais Alimentos Internacional, do Ministério do Desenvolvimento Agrário, para a compra de implementos agrícolas brasileiros.

Manifestante é ferido a tiros pela PM em ato em SP

Um manifestante de 22 anos foi baleado pela polícia durante o protesto anteontem em São Paulo contra a realização da Copa no Brasil. O ato terminou com 135 detidos sob acusação de vandalismo, segundo a Secretaria da Segurança Pública.

O estudante Fabrício Proteus Nunes Fonseca Mendonça Chaves foi ferido a tiros pela PM, no peito e na virilha, na esquina das ruas Sabará e Piauí, em Higienópolis. A polícia alega que os tiros foram disparados em legítimas defesa, após o estudante tentar agredir um dos policiais com um estilete.

Entrevista da 2ª - Jérôme Champagne
Diante dos protestos, Fifa não pode ser imperialista e autoritária

Primeiro candidato à eleição de 2015 para presidente da Fifa, o francês Jérôme Champagne, 55, diz que a entidade precisa evitar a imagem de "imperialista e autoritária" em países como o Brasil.

Ele afirma que o atual modelo do Comitê Executivo da Fifa criou um "toma lá, dá cá" com os continentes. "Às vezes não é ético, não é moral", disse em entrevista à Folha, após lançar a candidatura em Londres na semana passada para uma das eleições mais importantes da entidade após escândalos de corrupção.

PT enfrenta dificuldade para manter governo de 3 Estados

No ano em que terá como prioridade reeleger a presidente Dilma Rousseff, o PT enfrenta dificuldades para manter o poder em três dos quatro Estados que governa. Os governadores de Rio Grande do Sul, Bahia e Distrito Federal têm pela frente desafios como problemas de popularidade e rivais fortes. A exceção é Tião Viana, aprovado por 70% no Acre.

A expectativa do PT é ter ao menos 11 candidatos a governador nas eleições deste ano. Mas o foco principal do partido estará centrado na tentativa de conquistar os três principais redutos tucanos - São Paulo, Minas e Paraná.

Morre aos 74 fundador de dissidência do MST

Um dos principais expoentes da defesa da reforma agrária, o engenheiro mecânico e militante petista Bruno Maranhão morreu anteontem, aos 74 anos, no Recife. Ele ganhou notoriedade em 2006 por organizar uma invasão do MLST (Movimento de Libertação dos Sem Terra), dissidência do MST (Movimentos dos Sem Terra), à Câmara dos Deputados para cobrar votação da PEC (Proposta de Emenda à Constituição) do Trabalho Escravo.

Presidente regional do PT pedirá a Cabral que exonere petistas hoje

Dois dias depois de receber um e-mail do governador do Rio, Sérgio Cabral (PMDB), informando que dois secretários estaduais filiados ao PT seriam exonerados na próxima sexta-feira, 31, o presidente regional do partido, Washington Quaquá, vai pedir ao governador que a exoneração seja feita hoje.

Além dos dois secretários, Carlos Minc (Meio Ambiente) e Zaqueu Teixeira (Assistência Social e Direitos Humanos), outras 700 pessoas ligadas ao PT e que trabalham nas duas secretarias deverão ser exoneradas. Cabral e Quaquá têm encontro hoje às 11h no Palácio Guanabara, sede do governo estadual. No encontro, Quaquá deverá apresentar a lista com o nome dos 700 petistas lotados nas duas secretarias.

Pré-candidato ao Senado, Meirelles irá percorrer SP

Cortejado pelo PSDB para integrar a chapa do governador Geraldo Alckmin à reeleição, o ex-presidente do Banco Central Henrique Meirelles (PSD-SP) passará a percorrer o interior do Estado como pré-candidato ao Senado.

Meirelles, colunista da Folha, é um dos principais quadros da sigla do ex-prefeito de São Paulo Gilberto Kassab. Tucanos ligados a Alckmin trabalham numa reaproximação com Kassab, defendendo Meirelles para vice do tucano. O ex-prefeito, porém, dá sinais de que um acordo nesses termos não tem como prosperar.

Oposição critica gasto de Dilma em Lisboa

A oposição vai pedir informações à Presidência sobre os gastos da parada da presidente Dilma Rousseff em Portugal, no sábado. Sem compromissos oficiais na cidade, Dilma jantou no Eleven, um dos três únicos restaurantes de Lisboa a ter uma estrela no guia Michelin', e ficou hospedada no Ritz Four Seasons, um dos mais luxuosos da capital.

São Paulo tem recorde de roubos de veículos no Estado em dezembro

São Paulo registrou no último mês de dezembro o recorde de ocorrências de roubos de veículos, segundo dados da criminalidade de 2013 que serão divulgados hoje pela Secretaria da Segurança Pública. Pela primeira vez desde 2001, as ocorrências de roubo superaram as de furtos de veículos no Estado.

Segundo a Folha apurou com pessoas ligadas à cúpula do governo, o mês teve 9.628 roubos (mais de 300 por dia) contra 8.195 furtos de veículos (pequenas correções podem ser feitas até a hora da divulgação). A série histórica utilizada pela Folha começa em 2001, ano em que foi adotado pela secretaria o sistema de coleta de dados utilizado hoje.

Correio Braziliense

Temor de radicalização ronda novos protestos

Na semana em que todas as atenções das autoridades públicas estavam voltadas para o recente fenômeno dos rolezinhos promovidos por jovens em várias localidades do país, manifestações populares com o mote “Não vai ter Copa” ocorreram em pelo menos em sete capitais brasileiras e no Distrito Federal. Em grande parte das cidades, os protestos não conseguiram mobilizar um grande número de pessoas e ocorreram de maneira pacífica. Em São Paulo, foi diferente. O ato, que reuniu 1,5 mil manifestantes na Avenida Paulista no dia do aniversário dos 460 anos da cidade, acabou com cenas de violência. Um jovem de 22 anos foi baleado por policiais militares. O caso acende o alerta diante da possibilidade de recrudescimento das manifestações que sacudiram o Brasil em junho do ano passado. Os governos federal e de São Paulo já intensificaram o monitoramento de novos protestos, e os centros de inteligência passarão a dedicar mais tempo ao tema, em especial aos black blocs.

Presídios do Entorno na trilha do caos maranhense

Numa região onde o sistema prisional amontoa quase 1,5 mil presos a mais do que a capacidade, é quase impossível imaginar que há R$ 38 milhões liberados pelo governo federal, desde 2008, para a construção de unidades para o Entorno. O descaso do Governo de Goiás se arrasta por cinco anos. Dos quatro presídios previstos, dois têm somente a terra batida: um está com embargo judicial e o outro não chegou à metade da obra. Em Águas Lindas, por exemplo, 24 detentos se espremem em uma cela de 6 metros quadrados. No outro extremo, a situação é ainda pior. A Cadeia Pública de Planaltina de Goiás tem um agente prisional para cada 40 internos.

Governo argentino dá passo atrás na economia

As incertezas em relação à economia da Argentina se estendem às ações do governo do país, que são cheias de contradições e de idas e vindas. Depois de anunciar na sexta-feira que voltaria a abrir o mercado de câmbio, fechado desde 2012, permitindo a compra de dólares pelos cidadãos a partir de hoje, a equipe econômica da presidente Cristina Kirchner voltou atrás mais uma vez.

Em entrevista ao jornal argentino Página 12, o ministro da Economia, Axel Kicillof, afirmou que a redução de 35% para 20% na sobretaxa para quem comprar a moeda norte-americana com a finalidade de fazer turismo e compras no cartão de crédito no exterior foi suspensa. Essa redução era uma das medidas anunciadas pelo chefe de gabinete da presidência argentina, Jorge Capitanich, com Kicillof e que valeriam a partir de hoje. O ministro informou ao diário que a abertura do mercado de câmbio será parcial e que a taxa de 20% valerá apenas nos casos de compra dólares para aplicações financeiras. Ele, contudo, não deu mais detalhes.

O papel de mulheres laranjas

A quantidade de mulheres filiadas a partidos políticos cresceu de forma significativa desde as últimas eleições municipais, embora elas continuem sendo a minoria na política brasileira. Entre as 136 mil pessoas que ingressaram em alguma das mais de 30 legendas, no período de outubro de 2012 ao mesmo mês de 2013, 64% são mulheres. Os números, no entanto, estão longe de significar que o público feminino esteja disposto a se candidatar neste ano e que os partidos lançarão para valer o mínimo de 30% de mulheres no rol de seus candidatos. É comum as siglas recorrerem a manobras, como a cooptação de laranjas, para cumprir a cota.

Estrela em ascensão

Em pleno crescimento no PT paulista, o prefeito de São Bernardo do Campo (SP), Luiz Marinho, começa a ser visto com olhos mais atentos dentro e fora do partido. O mais bem-sucedido presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT) nos últimos anos conta com um padrinho forte — o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, metalúrgico como ele — para alçar voos mais fortes. Os dois últimos meses foram de vitórias. Conseguiu emplacar seu secretário de Saúde, Arthur Chioro, como novo ministro da pasta. E comemorou a escolha dos aviões suecos para substituir a frota de caças da Força Aérea Brasileira (FAB).

Contagem regressiva para Genoino

Para evitar a repetição do que aconteceu em 25 de novembro, quando a Junta Médica da Câmara dos Deputados examinou o ex-deputado José Genoino (PT-SP) sem autorização da Justiça, a Vara de Execuções Penais (VEP) do Distrito Federal está monitorando a próxima perícia. A Câmara informou à VEP que ela acontecerá a partir de 22 de fevereiro, quando esgota o prazo de 90 dias fixado pela equipe que o examinou e decidiu estender a licença médica, sem conceder a aposentadoria por invalidez pleiteada pelo ex-parlamentar. Essa decisão da Câmara precipitou a renúncia de Genoino ao mandato dias depois, para escapar da cassação.

Ações além do STF

Os advogados de defesa não foram os únicos a atuar em prol dos mensaleiros durante o julgamento da Ação Penal 470, bem como a acusação não se restringiu à atuação da Procuradoria-Geral da República. Uma curiosidade, desde o início do processo, é a procura da Justiça por populares interessados em “defender” correligionários e “injustiçados”, como petistas se referem aos condenados filiados ao partido. Diferentemente da maior parte dos demais processos, esse envolveu paixões e mobilizou multidões favoráveis e contrárias aos envolvidos no escândalo de compra de apoio parlamentar ao primeiro mandato do governo de Luiz Inácio Lula da Silva.

Nosso jornalismo precisa da sua assinatura

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!