Lula destinará R$ 10,8 bilhões para a Copa

Mário Coelho

O presidente Lula terá uma agenda recheada de futebol nesta quarta-feira (13). Ele vai assinar a matriz de responsabilidades para a Copa do Mundo de Futebol de 2014 e lançar três linhas de crédito específicas para o evento. Estima-se inicialmente que o governo federal vai colocar à disposição dos estados e municípios sede R$ 10,8 bilhões, valor que deve crescer no próximo ano. No Orçamento de 2010, aprovado em 22 de dezembro, não existem recursos destinados especificamente para a organização do evento.

Leia também:

Zero de impostos para Fifa na Copa de 2014

Governo sonega informações sobre a Copa

Segundo o Ministério do Esporte, a Matriz de Responsabilidades é um pacto de cooperação que define quais serão os encargos e os cronogramas de cada estado, município e estádios na realização das obras de mobilidade urbana, estádios e entorno das praças esportivas, ao redor dos aeroportos e de terminais turísticos portuários para a Copa do Mundo de 2014. O acordo será firmado entre o titular da pasta, Orlando Silva, prefeitos e governadores das sedes. Além disso, farão parte do acordo o São Paulo Futebol Clube (SP), Sport Club Internacional (RS) e Clube Atlético Paranaense (PR), que têm estádios privados que abrigarão jogos do Mundial.

A formulação dos documentos é o resultado de reuniões na Casa Civil que contaram com a presença dos ministros do Esporte, do Planejamento, Paulo Bernardo, das Cidades, Márcio Fortes, do Turismo, Luiz Barretto; governadores e prefeitos das 12 cidades sedes da Copa do Mundo de 2014. Também devem participar da cerimônia os presidentes do Senado, José Sarney (PMDB-AP), do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, e do BNDES, Luciano Coutinho. A cerimônia acontecerá no Palácio do Itamaraty.

Além disso, Lula deve anunciar a abertura de três linhas de crédito para projetos de infraestrutura nos estados e cidades-sede. De acordo com o jornal Correio Braziliense, o montante pode chegar a R$ 21 bilhões somente em 2010. Porém, neste primeiro momento, o presidente vai informar a destinação dos R$ 10,8 bilhões em financiamentos. O primeiro programa, ainda sem nome, contempla os 12 estádios do Mundial. O BNDES abriu linha de crédito de até R$ 400 milhões por projeto em agosto passado, mas só poderá cobrir até 75% do investimento. O empréstimo para obras em estádios já havia sido anunciada pelo ministro do Esporte em audiência pública na Câmara, no ano passado.

5 bilhões para transporte

Outro programa que Lula deve anunciar é o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) da Mobilidade Urbana. Serão aplicados R$ 5 bilhões em obras de transporte que facilitem a circulação de torcedores e turistas durante a Copa. O dinheiro virá por meio de empréstimos do FGTS. O terceiro programa é o ProCopa Hotéis, para ampliação e modernização da rede hoteleira nas cidades-sede, municípios próximos e polos turísticos. O BNDES abriu linha de crédito de R$ 1 bilhão, disponível até 2012 para que as obras estejam prontas antes da Copa. Pelo caderno de encargos da Fifa, o país sede deve oferecer pelo menos 400 mil leitos vagos.

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!