Conselho de Ética convida André Vargas para depor

Vargas responde a processo no conselho por suposto envolvimento com o doleiro Alberto Youssef em negócios ilícitos

O Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara informou nesta terça-feira (15) que convidou o deputado federal André Vargas (ex-PT-PR) a prestar depoimento no colegiado no dia 29 deste mês. Vargas responde a processo no conselho por suposto envolvimento com o doleiro Alberto Youssef em negócios ilícitos.

Youssef foi preso na Operação Lava Jato, deflagrada pela Polícia Federal (PF) em março último para desbaratar um esquema de lavagem de dinheiro que teria movimentado R$ 10 bilhões.

De acordo com o relator do processo, que pode culminar em perda de mandato, deputado Júlio Delgado (PSB-MG) disse que Vargas ainda não respondeu ao convite. E informou que o prazo para instrução do processo termina no dia 29.

Júlio Delgado informou ainda que deverá apresentar seu relatório para votação em agosto. Ainda segundo ele, Carlos Gebrim Preto – testemunha de defesa arrolada pela defesa de Vargas – não acrescentou informações relevantes aos autos. Prefeito de Apucarana (PR), Preto disse não saber de nada que desabone Vargas.

O prefeito afirmou que sabia da intenção do ex-petista de conseguir um avião para viajar para o Nordeste, mas disse que não ficou sabendo quem exatamente emprestou a aeronave. André Vargas admitiu ter sido “imprudente” ao viajar em avião pago pelo doleiro.

Vargas renunciou à vice-presidência da Câmara e se desfiliou do PT após o surgimento das denúncias de que ele teria atuado em favor do doleiro e se beneficiado da relação.

Outros textos sobre André Vargas

Mais sobre Operação Lava Jato

Assine a Revista Congresso em Foco em versão digital ou impressa

 

 

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!