Votação chega ao final com seis grandes favoritos nas capitais

Das 18 capitais que escolhem prefeitos em segundo turno neste domingo (29), seis delas contam com favoritos disparados nas pesquisas. Levantamento feito pelo Congresso em Foco aponta que uma em cada três cidades contam com um candidato com ao menos 20% de vantagem sobre seu concorrente direto. A votação acabou às 17h, nas cidades que seguem o horário de Brasília. A previsão é que o resultado seja conhecido em pouco tempo.

Uma das eleições em que há um líder disparado nas pesquisas é o Rio de Janeiro. O líder das pesquisas, Eduardo Paes, tem mais que o dobro das intenções de voto que o prefeito Marcelo Crivella (Republicanos), e pesquisas de boca de urna apontam que Paes – prefeito entre 2009 e 2017 – venceria por 68% a 32%.

Crivella também é um dos dois prefeitos a estarem bem atrás das pesquisas para este segundo turno, vendo suas chances de reeleição serem impedidas por uma alta rejeição dos munícipes. O outro caso ocorre no Acre, onde Socorro Neri (PSB), candidata à reeleição em Rio Branco, está com 35%, 30 pontos atrás de Tião Bocalom (PP). Apenas em Porto Velho, Hildon Chaves (PSDB) tem sua reeleição próxima de se concretizar, já que mantém uma vantagem de 20 pontos contra Cristiane Lopes (PP).

Nas pesquisas mais recentes, em Aracaju, Edvaldo Nogueira (PDT) tinha 62%, contra 38% Danielle Garcia (Cidadania). Em Fortaleza, José Sarto (PDT) tinha vantagem de 61% contra 39% de Capitão Wagner (Pros); em Teresina, Dr. Pessoa (MDB) tinha 68%, contra 32% de Kleber Montezuma (PSDB). Em Boa Vista, há a maior vantagem da eleição: Arthur Henrique (MDB) tinha 79%, contra 21% de Ottaci (Solidariedade).

> Capitais têm cinco empates, prefeitos em apuros e MDB à frente, apontam pesquisas
> Com covid-19, Boulos aparece em sacada segurando cartaz: “Vamos virar”

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!