ACM Neto seria reeleito prefeito de Salvador no 1º turno, diz pesquisa

O apoio da presidente Dilma Rousseff pode ser o menos desejado: 75% dos entrevistados disseram que sentiriam menos vontade de votar em candidato que a petista apoiasse

O prefeito de Salvador, Antonio Carlos Magalhães Neto (DEM), seria reeleito para a prefeitura da capital da Bahia no primeiro turno se as eleições fossem hoje, de acordo com levantamento do instituto Paraná Pesquisas. Na disputa mais acirrada, ACM Neto abriu quase 50 pontos de vantagem contra seu adversário, Jaques Wagner (PT), ex-governador do estado. Neste cenário, o petista obteve 11,8% das intenções de voto e o atual prefeito, 61,5%.

Se Wagner for substituído na pesquisa por Nelson Pelegrino (PT), o petista também ficaria em segundo lugar, com 10,6% dos votos, e ACM Neto seria reeleito com 66,6% dos votos. Em disputado com a senadora e presidente do PSB da Bahia, Lídice da Mata, o prefeito ainda leva ampla vantagem. Ela é opção de 10,6% dos soteropolitanos, contra 66% das intenções de voto de ACM Neto.

Na pesquisa espontânea, em que o eleitor escolhe o candidato que levaria o seu voto sem ser lhe dado nenhuma opção de nome, ACM Neto assumi a liderança mais uma vez. Ele foi lembrado e escolhido por 27,1% dos entrevistados. Nelson Pelegrino foi escolha de 0,9% do eleitorado, Lídice, de 0,6%, e Jaques Wagner não foi lembrado. Sem apresentar nenhum possível candidato na pergunta, 61,9% dos entrevistados disseram não saber em quem votar.

Atualmente, 82% do eleitorado de Salvador aprova a administração municipal de ACM Neto, contra 15,3% de reprovações.  Em relação à gestão anterior, 58,3% considerara a atual melhor, 29,7% acha que está igual e 8,8%, pior.

Apoio negativo

O apoio da presidente Dilma Rousseff para a prefeitura de Salvador pode ser o menos desejado. De acordo com a pesquisa, 75% do eleitorado soteropolitano vê com maus olhos candidato que a petista apoiar. O ex-presidente Lula não enfrenta situação muito melhor. Seu apoio é indesejado para 53,9% dos entrevistados, seguido do ex-governador Jaques Wagner, com 46,2%. O apoio menos rejeitado é do senador Aécio Neves (PSDB), com 24,3%.

Do outro lado da moeda, o suporte de Marina Silva (PSB/Rede) a candidato a prefeito é o mais bem visto pelo eleitorado de Salvador: 40,1% dos entrevistados disseram que o apoio da ambientalista aumentaria sua vontade de votar no candidato. O governador do estado Rui Costa (PT) também se mostrou um bom aliado, com 38,6%.

O instituto Paraná Pesquisas entrevistou 604 eleitores entre os dias 22 e 26 de julho deste ano. A amostra atinge um grau de confiança de 95%, com margem de erro de 4% para os resultados gerais.

Mais estudos do Instituto Paraná Pesquisas

Continuar lendo