Falha no Enem: Tabata quer convocar Weintraub para prestar esclarecimentos

A deputada Tabata Amaral (PDT-SP) apresentou um requerimento à comissão de Educação da Câmara para convocar o ministro da Educação, Abraham Weintraub, para prestar esclarecimentos sobre os erros nas notas das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), em 2019.

> Inep: 5.974 participantes foram afetados por erro no Enem

O pedido foi protocolado nesta sexta-feira (24), mesmo dia que a Justiça Federal em São Paulo determinou que o processo do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) seja suspenso assim que as inscrições forem encerradas. Com isso, os resultados não poderão ser divulgados na terça-feira (28).

No sábado passado (18), o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pelo Enem, admitiu que houve uma falha no exame e explicou que o erro foi provocado pela gráfica responsável pela prova. O problema foi percebido após alguns alunos relatarem nas redes sociais terem sido surpreendidos com notas baixas na segunda prova do exame.

De acordo com o Inep 5.974 participantes tiveram notas com inconsistências, mas as pontuações foram corrigidas. O número de afetados representa 0,15% do total de participantes (3,9 milhões).

O pedido acatado pela Justiça Federal para suspender o Sisu foi da Defensoria Pública da União (DPU), mas outras solicitações como essa foram feitas pelo Ministério Público Federal (MPF) e por deputados do PT e do Psol.

Os parlamentares afirmavam que o governo deu um prazo muito curto para os estudantes solicitarem a revisão de suas notas, o que pode ter prejudicado muitos alunos na busca por uma vaga na universidade. E, por isso, pedem que a Justiça determine a reabertura desse prazo de correções.

> Gabaritos trocados: Weintraub admite erros na nota do Enem 2019

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!