Sete de dez indústrias só têm condições de funcionar por até três meses, diz pesquisa

Pesquisa realizada pelo Instituto FSB para a Confederação Nacional da Indústria (CNI) indica que sete de cada dez empresários industriais declaram que só têm condições de manter suas atividades em funcionamento por até três meses. Entre eles, 22% dizem que só têm condições de manter seus negócios por um mês. O levantamento mostra, ainda, que três em cada quatro indústrias diminuíram ou paralisaram a produção.

>Governo dá ao PSD órgão bilionário do Ministério da Saúde

Segundo a pesquisa, 82% dos empresários industriais tiveram queda no faturamento nos últimos 45 dias. Entre eles, a perda média de receita foi de 56%.

Ao todo, 66% afirmaram que não demitiram em decorrência da pandemia nesse período. Entre eles, 22% admitiram que pretendem dispensar funcionários. Entre as empresas que reduziram o quadro de empregados, 78% acreditam que essa medida será temporária.

De acordo com a pesquisa, oito de dez empresários industriais preveem retração da atividade econômica pelos próximos seis meses. Apenas 4% acreditam que possa haver uma recuperação nesse período. Outros 14% apostam na manutenção do atual cenário. A previsão de 44% dos entrevistados é que haverá uma expansão daqui a dois anos. Ainda assim, 32% entendem que a situação será mantida em 2022 e outros 21% acreditam que ainda haverá retração ou forte retração.

Foram entrevistados executivos de 1.017 empresas industriais, em amostra que levou em conta o quantitativo de empresas e o porte delas em cada estado. A margem de erro é de 3 pontos percentuais e o grau de confiança, de 95%. As entrevistas foram realizadas por meio de telefones fixos e móveis entre 15 e 25 de maio de 2020.

Veja esses e outros dados da pesquisa FSB/CNI

>Relator de MP quer reduzir para 20% multa do FGTS durante pandemia

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!