Oposição faz manobra pra impedir que Previdência dos militares vá ao Senado

Após sessão tumultuada na comissão especial que trata da Previdência dos militares, membros da oposição já estão preparados para aplicar uma manobra e impedir que o projeto, que teve os destaques voltados nesta terça-feira (29), vá direto ao Senado Federal, como prevê o regimento.

O recurso contra a apreciação conclusiva do Projeto de Lei (PL) já teria ao menos 64 assinaturas, segundo membros da oposição.

Deputados do Novo, Psol, Podemos, PSDB, PT e PCdoB são alguns dos partidos que aderiram a lista. Segundo fontes, as assinaturas foram recolhidas antes do racha do PSL se tornar público, ainda no início da tramitação do PL, por isso, deputados do PSL não foram nem ao menos procurados para assinar a lista.

O ex-líder do partido de Jair Bolsonaro, Delegado Waldir (PSL-GO), é claramente contrário a proposta como se encontra. Ainda nesta terça, ao chegar na comissão, foi aplaudido pelos praças, militares da reserva e familiares de militares que lotaram a sessão. Waldir, afirmou que Bolsonaro traiu as baixas patentes do militarismo e se colocou contrário ao projeto.

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!