Consultor de Guedes e ex-presidente do BC, Carlos Langoni falece de covid

O ex-presidente do Banco Central Carlos Langoni faleceu neste domingo (13), aos 76 anos, vítima da covid. Ele estava internado desde dezembro na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do hospital Copa Star, no Rio de Janeiro, devido a complicações decorrentes da doença.

Economista, de forte viés liberal, Langoni vinha atuando como consultor do ministro Paulo Guedes nas áreas de gás e abertura comercial. Constumava frequentar semanalmente o Ministério.

Langoni foi diretor, em 1979, do setor do Banco Central responsável pela elaboração da Selic, taxa básica de juros. Posteriormente, em 1980, ele assumiu a presidência da instituição, cargo que ocupou até 1983, durante o governo de João Figueiredo.

Nos anos seguintes, atuou grupo NM Rothschild no Brasil, um dos protagonistas do programa de privatizações do governo Fernando Henrique. Ele foi CEO do grupo entre 1989 e 1997. Já em 2013 tornou-se vice-presidente do Comitê de Reestruturação da Dívida do Flamengo.

Nos últimos anos, ele também exerceu a função de diretor do Centro de Economia Mundial da Fundação Getúlio Vargas (FGV) e era consultor na Vale.

 

Continuar lendo