Brasil gera 131.010 novos empregos formais em julho

Segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados nesta sexta-feira (21), foram registrados 131.010 novos postos de trabalho formal no Brasil em julho. Houve 1.043.650 admissões e 912.640 desligamentos no período, interrompendo a sequência negativa desde março. Indústria, construção e comércio foram os destaques no sétimo mês do ano.

> Celso de Mello encaminha duas ações contra Bolsonaro para a PGR

Na comparação entre junho e julho, o saldo do Caged passou de -19.579 para 131.010. Além do número de admissões ter aumentado de 916.067 para 1.043.650 (14%), os desligamentos também caíram no intervalo do mês. Enquanto em junho 935.646 pessoas perderam o emprego, em julho foram registrados 912.640 desligamentos (-2%).

No acumulado do ano de 2020, foi registrado saldo de -1.092.578 empregos, decorrente de 7.821.801 admissões e de 8.914.379 desligamentos.

“Retomamos o ritmo de criação de empregos na economia”, disse o ministro da Economia, Paulo Guedes, ao comentar o resultado do Caged de julho. “As previsões estão agora confirmando que o PIB brasileiro vai cair 4%, um pouco acima de 4% base, praticamente a metade do que tinha sido previsto antes”, afirmou.

> Presidente do Instituto Chico Mendes é exonerado

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!