Câmara vota reforma da Previdência

A Câmara dá início, na noite desta terça-feira (6), à votação do segundo turno da reforma da Previdência. Para isso, os deputados aprovaram antes a chamada quebra de interstício, tirando a obrigatoriedade do intervalo de cinco sessões entre um turno e outro. Afinal, nessa segunda-feira (5), a Câmara não registrou o quórum necessário para abrir a sessão que seria a quinta depois da aprovação em primeiro turno do texto-base da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 6/2019.

> Maia diz que Senado pode trazer capitalização de volta para Previdência

A expectativa tanto do governo quanto do presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), é de que a reforma seja aprovada até a noite desta quarta-feira (7). O secretário da Previdência, Rogério Marinho, trabalha ainda para que não haja nenhum destaque ao texto aprovado no segundo turno.

Deputados governistas querem derrubar a sessão para limpar todos os requerimentos de retirada de pauta. Depois disso seria convocada uma sessão extraordinária com a votação de no máximo um requerimento e depois a análise do texto base.

A previsão é que a votação do texto principal da reforma seja terminada entre 23h00 e 00h00 e os requerimentos fiquem para quarta-feira (7).

Veja a votação ao vivo:

> Oposição prepara sete destaques para o segundo turno da Previdência

> Trabalhadores protestam contra reforma da Previdência na Câmara

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!