De Sônia Braga a Madonna: mulheres repudiam Bolsonaro no Brasil e no exterior

Um protesto que ganhou contornos mundiais nos últimos dias promete levar milhões de mulheres às ruas do Brasil e de outros países, neste sábado (29), contra o candidato do PSL à presidência da República, Jair Bolsonaro. Simbolizado nas hashtags #elenão, #elenunca e #elejamais, o movimento cresceu no transcorrer das últimas semanas impulsionado depois do caso em que hackers violaram a página de protesto contra Bolsonaro criada por mulheres, a "Mulheres unidas contra Bolsonaro", no Facebook. A ação criminosa gerou pedidos de processo para averiguar se a equipe do deputado federal tem envolvimento com a violação, em iniciativas dos presidenciáveis Marina Silva (Rede) e Guilherme Boulos (Psol).

No início da tarde deste sábado (29), a hashtag #ÉPelaVidaDasMulheres é o assunto mais comentado no Twitter em todo o mundo.

A invasão à página das mulheres – os responsáveis pelo crime virtual foram identificados e são alvo de processo judicial –, deu fôlego ainda maior à causa e agregou movimentos feministas em todo o país. E, na prática, foi considerado mais um dos "tiros no pé" que a campanha de Bolsonaro tem dado a partir de seu interior, em que pesem declarações impopulares do candidato a vice, general Hamilton Mourão (PRTB), e do "posto Ipiranga" Paulo Guedes, o guro econômico do ex-capitão do Exército: elas passaram de um milhão a mais de duas milhões de seguidoras na página..

Grupo de mulheres contrárias a Bolsonaro retoma conta hackeada no Facebook

Também ameaças a personalidades que se posicionaram contra Bolsonaro provocaram um efeito cascata de revolta. Indignadas com ataques, por exemplo, à cantora sertaneja Marília Mendonça, atrizes, cantoras e outras artistas e famosos, além de homens como Caetano Veloso e Neymar, multiplicaram a produção de vídeos em que cada um deles desafia outros três para aderirem à campanha do #elenão.

No vídeo abaixo, além de Marília Mendonça, cantoras como Daniela Mercury, Anitta e Maria Gadu, atrizes com Patrícia Pillar, Cláudia Raia, Letícia Spiller, Nathalia Dill, Sophie Charlotte, Letícia Sabatella e Letícia Colin, além de apresentadoras como Marina Person e Astrid Fontenelle, reforçam o coro contra o deputado. No final do vídeo, o cantor e compositor Zeca Baleiro também dá seu recado contra o "capiroto".

"De repente, nós tromba com uns arrombados que falam dos quilombolas de um jeito horrível... Ele quer que nós demonstre respeito por ele, mas ele não respeita nenhum de nós", bradou o rapper Emicida no mesmo vídeo.

Assista:

 

Mas há outros vídeos espalhados na grande rede, em que personalidades como Camila Pitanga repudiam o ex-capitão. Até gente como Madonna, que dispensa apresentações, e a superstar californiana Cher se posicionaram contra Bolsonaro como a hashtag #elenão em suas redes sociais. O grupo pop The Black Eyed Peas, do hit mundial "I gotta feeling", também fez o mesmo.

 

A superstar Madonna foi uma das personalidades que se posicionaram contra Bolsonaro - Foto: Reprodução / Twitter

 

Na Cidade do Cabo, África do Sul, o grito de "ele, não" foi traduzido para "not him". A bandeira do Brasil à frente do grupo de manifestantes não deixa dúvida sobre o que se trata.

 

 

Talvez uma das aparições mais fortes tenha sido a de Sônia Braga, atriz brasileira naturalizada norte-americana mundialmente conhecida em papeis como "O beijo da mulher-aranha" e "Dona Flor e seus dois maridos". Para Sônia, que aparece com um cabelo curto e grisalho, "ele, nunca".

Veja:

 

Os atos têm adesão de diversos movimentos sociais e tiveram início na manhã deste sábado (29), em locais e horários diferentes. Em Mossoró, no Rio Grande do Norte, mulheres estão em franca manifestação de repúdio a Bolsonaro, assim como em Campinas (SP) e diversos outros pontos do país. Veja algumas mobilizações nos vídeos abaixo.

 

Florianópolis (SC)

 

Londrina (PR)

 

Campinas (SP)

 

Mossoró (RN):

 

Campina Grande (PB):

 

Veja abaixo algumas imagens deste sábado Brasil (e mundo) afora:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Leia mais:

Jair Bolsonaro, o mito de pés de barro

Tudo o que você sempre quis saber sobre Bolsonaro, mas tinha medo de perguntar

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!