Ultrapassamos os 200 mil votos

Conheça os programas de proteção contra fraudes desenvolvidos para garantir a idoneidade da votação do Prêmio Congresso em Foco

Em pouco mais de 72 horas de votação, os 40 parlamentares que concorrem ao Prêmio Congresso em Foco já receberam juntos mais de 200 mil votos.

Neste momento (10h42 de sábado, 25), lideram a votação no Senado Álvaro Dias (PSDB-PR), com 18.913 votos; Eduardo Suplicy (PT-SP), com 15.527; Pedro Simon (PMDB-RS), 10.995; Aloizio Mercadante (PT-SP), 10.556, e Heloísa Helena (Psol-AL), 9.599.

Na Câmara, estão na dianteira José Carlos Aleluia (PFL-BA), com 19.753 votos; Gustavo Fruet (PSDB-PR), 12.295; José Eduardo Cardozo (PT-SP), 9.536; Fernando Gabeira (PV-RJ), 8.515; e Luiz Eduardo Greenhalgh (PT-SP), 8.129.

Promovida por este site com o patrocínio da Petrobras e da Brasil Telecom, a premiação pretende estimular a participação política consciente dos brasileiros e valorizar os parlamentares que se destacam por sua atuação no Congresso Nacional.

Podem ser votados 25 deputados e 15 senadores, pré-selecionados a partir de uma enquete feita com jornalistas que cobrem as atividades do Congresso (veja quais foram os jornalistas). A solenidade de premiação será realizada no próximo dia 19, e a votação terminará sete dias antes.

Segurança

Preocupados com a segurança, os técnicos da Teltec Soluções em Comunicação, responsáveis pelo desenvolvimento do sistema de votação do Prêmio Congresso em Foco, implantaram vários dispositivos para garantir a veracidade e a idoneidade dos resultados da eleição.

De acordo com as regras, cada pessoa pode votar apenas uma vez por dia e escolher até três deputados e três senadores. Quem tentar votar novamente em um período inferior a 24 horas recebe o alerta: “Você já votou hoje!”. Isso porque estamos usando um gravador cookie com proteção que reconhece quando a nova informação saiu de um computador que já havia enviado dados nas 24 horas anteriores.

Outro dispositivo de segurança é o recurso do texto criptografado. Para que o voto seja computado, o eleitor precisa digitar as letras e números que aparecem no retângulo colorido, localizado no canto inferior direito da tela, na página de votação. O recurso impede que sejam usados robôs, programas que acessam o site e simulam a ação da pessoa. “Ele faz automaticamente o que a pessoa faria, mas enquanto um ser humano vota uma vez, o robô vota centenas e até milhares de vezes”, explica Maurício Neves, técnico da Teltec.

Modelo de votação

Ressalte-se que tais procedimentos são bem mais restritivos que os utilizados na mais ampla votação feita no Brasil por internet, aquela do Big Brother, da TV Globo. Nas enquetes do programa, o internauta pode votar várias vezes seguidas. No Prêmio Congresso em Foco, só é aceito um voto por computador, a cada 24 horas.
 
Claro que uma mesma pessoa pode utilizar computadores diferentes para votar em um mesmo dia. Concluímos, porém, que seria melhor conviver com esse risco do que estabelecer uma restrição a mais: exigir cadastramento, ou CPF e outros dados pessoais, de cada leitor ou leitora.

Por outro lado, a decisão de não bloquear a transmissão de dados por mais de 24 horas tem o objetivo de estimular as pessoas a voltarem ao site e participarem ativamente do prêmio, seja ratificando seu voto, seja conferindo os resultados parciais, seja dando sua opinião, seja refletindo sobre a atuação dos parlamentares.

Também consideramos bastante positivo o fato de os parlamentares se sentirem parte da competição e fazerem campanha, mobilizando sua militância para votar. Afinal, a intenção da iniciativa é, justamente, estimular a participação política dos cidadãos e incentivar o reconhecimento dos congressistas que, por alguma razão, se destacaram por seu desempenho no Parlamento.

O prêmio serve para mostrar que nós, cidadãos brasileiros, estamos de olho na atuação dos parlamentares e que assim como criticamos os que erram, também somos capazes de distinguir aqueles que cumprem com mais brilho seu papel. Nosso adversário maior é o mito de que “os políticos são todos iguais”. Quem acompanha o dia-a-dia da política brasileira sabe que as coisas não são assim. E, com todos os riscos e erros que um empreendimento desse tipo oferece, passou da hora de tentar separar o joio do trigo.

Momentos-chave da disputa

Quarta-feira, 22.11: lançamento do prêmio e publicação da lista para votação.

23.11, 8h: votos registrados superam o patamar de 11 mil. José Carlos Aleluia (PFL-BA) encabeça a votação na Câmara, passando a ocupar uma posição que na véspera pertenceu a Fernando Gabeira (PV-RJ). No Senado, a mais votada é Heloísa Helena (Psol-AL) – confira.

23.11, 15h25: passa de 30 mil o total de votos contabilizados – saiba mais.

23.11, 23h40: a soma das indicações contabilizadas para o Prêmio Congresso em Foco atinge 64.482 votos – veja o que então publicamos.

24.11, 6h45
: são registrados 87.595 votos. Os senador Eduardo Suplicy e o deputado José Eduardo Cardozo, ambos do PT de São Paulo, lideram a votação – confira aqui.

24.11, 11h: ultrapassamos o patamar de 100 mil votos registrados.

24.11, 13h20: 135.642 votos registrados. O senador Álvaro Dias (PSDB-PR) e o deputado José Carlos Aleluia (PFL-BA) lideram a votação – leia mais.

25.11, 6h35: 193.034 votos registrados. Álvaro Dias e José Carlos Aleluia continuam na liderança. 
   
Para votar, clique aqui.

Link para ver os resultados da votação. 

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!