Congresso em Foco

Execução da vereadora e de seu motorista ganhou um novo capítulo com o depoimento do porteiro fotografo]Mídia Ninja[/fotografo]

Caso Marielle: investigadores querem escutar porteiro novamente

04.11.2019 07:58 11

Publicidade

11 respostas para “Caso Marielle: investigadores querem escutar porteiro novamente”

  1. Hamilton Andrade - - disse:

    O porteiro afirmou em depoimento que ligou novamente para a casa 58 ao perceber pelas câmeras que o carro teria passado direto indo para outra residência, e a pessoa que atendeu o interfone teria dito que saberia para onde ele estaria indo. A pergunta q faço é a seguinte: E esse áudio? Kd q ngm fala dele?

  2. Pedro disse:

    Boa tarde!
    Se ele estivesse preocupado deveria ter pedido uma perícia dos dados. Só no campo de suposições, se em outras feita o nobre miliciano tivesse visitado o presidente? Depois que os registros pararam nas mãos do presidente, essas supostas visitas ainda estão registradas? Há uma cópia (“back-up”) desses dados?

  3. Francisco Antonio de Carvalho disse:

    A Polícia precisa ouvir realmente novamente esse porteiro. Ele precisa explicar corretamente os fatos ocorridos, inclusive se ele foi persuadido a falar o que não ocorreu, principalmente quem foi ou foram os indivíduos que o induziram a erro, ou até mesmo se houve pagamento de alguma vantagem.

    • German disse:

      Este caso esta “parecido” com o do porteiro do Triplex, só que ali a declaração do porteiro não foi questionada. Todos ficaram convictos de que não ele não foi induzido ou abduzido.

  4. Jomar Telles disse:

    Não tem nada de mais o matador de Marielle ter visitado a casa de JAIR no dia da execução de Marielle. Foi coincidência.

  5. Luiz San'Ro disse:

    Quando é que vão investigar e noticiar mais coisas sobre o Adelio?

  6. Fernando Vicente disse:

    Como obstrução de justiça se os áudios não estavam sob foco de investigação e nem sob mandato de justiça? O único fato aqui é que um morador de um condomínio o qual tem o direito legal de ter acesso a movimentações no condomínio que tiverem seu nome envolvido possa juntar provas de sua inocência, o resto é só a demonstração de mais uma tentativa de denegrir a imagem do presidente que foi por água abaixo.

  7. Klaus Wolfgram disse:

    Bastante simples de resolver, basta periciar os demais audios do sistema da portaria e verificar se o referido acusado em algum momento não visitou também a casa do então deputado. Se for isso, é fácil de entender o motivo de o porteiro ter se confundido.

    • Fernando Vicente disse:

      Os videos já haviam sido periciados, e o cara foi direto para a casa do Lessa, dai o MP não ter levado a sério o depoimento do porteiro pois a maior parte do que ele falou não batia (inclusive por que checaram que o Bolsonaro estava em Brasilia). Se tivessem periciado as gravações do interfone, o porteiro seria denunciado por falso testemunho.

  8. Marcio100157 disse:

    Muita inocência não fazer a pericia no servidor que mantinha as informações, agora já foi adulterado e nada adianta, muito estranho tudo isto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito. Mantenha o Congresso em Foco na frente.

Seja Membro do Congresso em Foco

Apoie

Newsletter Farol Político

Perspectivas exclusivas e a melhor análise do poder

assine

Receba notícias também via