Congresso em Foco

Além do presidente, também são alvos do pedido de apuração de Aras mais dois 10 pessoas com foro privilegiado.

Membros do MPF querem ver Bolsonaro cumprindo normas de isolamento social contra coronavírus

25.03.2020 21:56 3

Publicidade

Publicidade

3 respostas para “Membros do MPF querem ver Bolsonaro cumprindo normas de isolamento social contra coronavírus”

  1. Everaldo disse:

    Sem dúvidas, Bolsonaro é o pior Presidente da República que este país já teve, pior do que outros que conheci como Médici, Geisel e Figueiredo. Bolsonaro apoiou a Ditadura Militar, um dos momentos mais cruéis da história deste país, dada a brutalidade com que aconteceu (veja o caso de Carlos Alexandre Azevedo). Bolsonaro cobriu de elogios, Alfredo Stroessner, um PEDÓFILO em série que mantinha haréns de meninas entre 10 a 15 anos, estupradas repetidamente por ele e seus ministros de acordo com o Departamento de Memória Histórica e Reparação do Ministério da Justiça paraguaio. Estima-se que ele tenha sido responsável pelo estupro de mais de 1.600 crianças por ele e seus ministros, exigindo, dos assessores, que estes o “fornecessem” meninas virgens. A PEC 6/2019, proposta por Paulo Guedes, só não foi pior para a classe trabalhadora, devido à pressão dos partidos de oposição que impuseram a alteração e retiradas de alguns itens desta Proposta de Emenda à Constituição que propõe, por exemplo, uma fórmula extremamente desumana pela qual o ministro almeja atingir um trilhão de reais. 80% deste valor será retirado do Regime Geral de Previdência Social (RGPS) dos mais pobres (ver página 66 da PEC donde Guedes quer alcançar 1 trilhão, ou seja, do BPC). Se quer alcançar tais cifras POR QUE NÃO TRIBUTAR AS GRANDES FORTUNAS? Recentemente, partidos de esquerda, no Congresso Nacional, impuseram derrota a Bolsonaro ao ampliar o BPC, benefício que ampara idosos e pessoas incapacitadas para o trabalho por exemplo. Na área da Educação, a Ministra Damares está propondo o “home schooling”, um modelo impróprio, atualmente, para o atual cenário brasileiro. E os estragos na Educação não param por aí; universidades sendo perseguidas (algo nem visto nos tempos dos governos militares) por puro viés ideológico, além de pesquisadores, cientistas e professores universitários. O caso mais recente remete a Ricardo Galvão, diretor do INPE, afastado por Bolsonaro por denunciar o aumento das queimadas na Amazônia, algo percebido por fotos de satélite. Vale lembrar que Ricardo Galvão aparece, na revista científica britânica Nature, como o primeiro duma lista das dez pessoas consideradas mais relevantes para ciência no ano passado. Hitler fez algo parecido em 1933, quando ordenou a queima de obras produzidas por intelectuais alemães que deram importantes contribuições ao mundo como Thomas Mann, Albert Einstein, Walter Benjamin, Friedrich, Nietzsche, Bertolt Brecht e Sigmund Freud. Tudo isto por pura ideologia. O governo Bolsonaro guarda muitas características do nazismo, incluindo-se um slogan entoado por seus seguidores fanatizados: “Brasil Acima de Tudo, Deus Acima de Todos”. Esta frase foi inspirada no Terceiro Reich (Deutschland über alles – Alemanha acima de tudo). Quem já leu a obra How Fascism Works de Jason Stanley, perceberá que o, dos dez pressupostos dos regimes fascistas, TODOS se coadunam com o bolsonarismo.

  2. CARLOS ALBERTO RANGEL disse:

    O PRESIDENTE BOLSONARO está e vai continuar fazendo um excelente trabalho pelo Brasil. Ele está e vai continuar lutando contra a oposição que não aceita ter perdido o poder PRA SEMPRE. E ele vai ser reeleito em 2022, não interessa o que a esquerdalha faça.

  3. Manoel Arruda disse:

    A qual serviço estão esses procuradores, pq não deixa o homem governar, existe coisas mais importantes para esses servidores mais bem pagos do Brasil, a se preocuparem do que ficar atrapalhando a governança do país. Basta o convio de ladrões em Brasília para afundar o Brasil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito. Mantenha o Congresso em Foco na frente.

Seja Membro do Congresso em Foco

Apoie

Newsletter Farol Político

Perspectivas exclusivas e a melhor análise do poder

assine

Receba notícias também via