Congresso em Foco

Presidente Jair Bolsonaro [fotografo] Alan Santos/PR[/fotografo]

Congresso rejeita 11 de 20 medidas provisórias de Bolsonaro

06.12.2019 18:36 6

Publicidade

6 respostas para “Congresso rejeita 11 de 20 medidas provisórias de Bolsonaro”

  1. Marco Aurélio Rossett Flôres. disse:

    Não sei onde é que tem “Jornalismo Independente” nesta matéria: Compara as excelentes MPs do Governo Bolsonaro, que são rejeitadas ou deixadas caducar pelo “R.N. – Regresso Nacional”, com a imensa batelada de MPs editadas por desgovernos anteriores que só faziam liberar dinheiro “pra galera” (do “seu” Boneco) e, por isso, eram sempre aprovadas pela bandidagem congressista. Em suma: O “jornalismo independente” entende que “imensa quantidade de porcarias sem qualidade nenhuma” é “MAIS SERVIÇO” do que poucas MPs com altíssima qualidade que, por isso mesmo, são boicotadas pelo Congresso.

    Se alguém aqui é um DERROTADO, esse alguém NÃO é o Governo Bolsonaro; mas sim o próprio “R.N. – Regresso Nacional”, que nem sequer tem a competência suficiente para analisar e votar as MPs., deixando-as caducarem. CADÊ o “TRANCAMENTO DA PAUTA” ?

    Aliás, outra “vitória” da Herança Maldita deixada pela imensa batelada de MPs. dos desgovernos anteriores: Em 2.009 eram tantas as MPs que “trancavam a pauta” do R.N. que o STF teve que intervir, fazendo uma “Mutação no texto Constitucional” acerca da interpretação do sobrestamento de pauta, para retirar os efeitos do Art. 62, par. 6o. da CF/88 — que, desde 2.001, estabelecia o TRANCAMENTO DA PAUTA do Regresso Nacional, caso decorresse o prazo de 45 dias sem que alguma MP fosse definitivamente votada.

    Se ainda tivéssemos o SOBRESTAMENTO DA PAUTA vigente em sua interpretação literal — que vigorou por 8 anos chegando a trancar a pauta do Congresso por 7 meses seguidos ( ! ) — a Lei da Ficha Limpa, por exemplo, só foi aprovada graças ao sobrestamento dos das demais votações — o Regresso Nacional teria “mais tempo” para dar a devida atenção à boa parte dessas MPs. E tentar “salvar”/melhorar a sua imagem porca.

  2. Gaetano Galtieri disse:

    Quem na verdade perde com a não aprovação de medidas provisórias ?? Pensem um pouco maior, senhores.

  3. darcy disse:

    Com este artigo do “CONGRESSO EM FOCO”, fica bem claro que esse congresso é corrupto e trabalha contra o país, com todas as forças, para que o governo Bolsonaro fracasse.
    A maioria legisla em causa própria e em parceria com os governos corruptos da dilmanta e do luladrão.
    Para fazer uma desratização rápida e eficiente nesse congresso, as Forças Armadas teriam de agir.

  4. darcy disse:

    Graças a Deus, o presidente Bolsonaro vai indo bem, apesar dos corruptos do Congresso.
    Imaginem se os congressistas fossem patriotas e estivessem interessados no progresso do Brasil.
    BOLSONARO 2022, 2023, 2024, 2025, 2026

  5. Jose Mayo disse:

    Engana-se quem atribui, como derrota ao governo, a não aprovação de Medidas Provisórias… Se de fato fundadas em urgência e relevância, a não apreciação (e adequação quando necessário), ou decurso de prazo dessas MPs, é em realidade uma DERROTA DO CONGRESSO, enquanto Instituição. Se, por outro lado, as MPs não aprovadas são desprovidas de urgência e relevância, isto deveria ser liminarmente identificado e marcado pela inadmissibilidade, retornando ao Executivo para, em sendo o caso, tempestiva reapresentação. O engavetamento de Medidas Provisórias de conteúdo relevante deveria, ao invés de ser considerado uma derrota do governo, merecer responsabilização administrativa do engavetador.

    • darcy disse:

      VOCÊ FALOU QUASE TUDO.
      APROVEI E ENDOSSEI.
      OS CONGRESSISTAS CORRUPTOS QUE TRABALHAM CONTRA, SABEM QUE PREJUDICAM O BRASIL, MAS FAZEM DE TUDO PARA QUE O GOVERNO NÃO DÊ CERTO.
      N O J E N T O S!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito. Mantenha o Congresso em Foco na frente.

Seja Membro do Congresso em Foco

Apoie

Newsletter Farol Político

Perspectivas exclusivas e a melhor análise do poder

assine

Receba notícias também via