Veja o PowerPoint que Joice Halssemann usou para atacar Bolsonaro na CPI

Em uma tarde de muitos ataques aos Bolsonaros, a deputada e ex-líder do governo no Congresso, Joice Hasselmann (PSL-SP), fez uma apresentação em PowerPoint na Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPI mista) das Fakes News. Nesta apresentação, a parlamentar disse que o governo gasta quase R$ 500 mil por ano com o "gabinete do ódio", que existe, segundo a denúncia, para criar e espalhar notícias falsas na internet. O Congresso em Foco separou pra você um resumo das apresentações.

> Meio milhão do dinheiro público é usado para espalhar fake news

No início do PowerPoint, a parlamentar relembrou o artigo 138 do Código Penal, que trata sobre o crime de calúnia.

A parlamentar utilizou do site botometer.org para chegar ao número de robôs virtuais utilizados pelas redes bolsonaristas para espalhar fake news.

Segundo esta metodologia, ao menos nas contas oficiais do presidente Jair Bolsonaro e do deputado Eduardo Bolsonaro, foram encontrados 1,87 milhão de robôs como seguidores.

A deputada também afirmou que dos 164 mil seguidores no Instagram que o novo partido em criação do presidente Bolsonaro, o Aliança pelo Brasil, acumula 26 mil robôs.

Joice afirma que o filho do mandatário, o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), é quem determina os alvos e encaminha para os perfis comandados por assessores através de um grupo secreto no Instagram. As publicações em massa acontecem. Sites bolsonaristas repercutem e os robôs são acionados para viralizarem o conteúdo.

 

Hasselmann também falou sobre o "gabinete do ódio", que, segundo ela, é pago com dinheiro público para destruir reputações. Cerca de R$ 491 mil por ano são investidos nessa estrutura.

 

> CPI Fake News: Joice promete “tsunami de gravíssimas informações”. Ao vivo

 

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!