Congresso em Foco

Araújo afirma que governo Fernández deve apoiar ditaduras [fotografo]Vinicius Loures / Câmara[/fotografo]

Chanceler diz que não houve golpe em 1964

27.03.2019 13:20 3

Publicidade

3 respostas para “Chanceler diz que não houve golpe em 1964”

  1. ODIN disse:

    Concordo ministro. E a Terra é plana. Pega-se AIDS com um beijo. Gravidade é uma invenção de um maluco inglês. Jesus realmente habita uma goiabeira…
    PEÇA DEMISSÃO SEU IMBECIL.

  2. Edison Sampaio disse:

    Esse ministro é um dos que deveriam ser exonerados com urgência, assim como o colombiano da Educação; a Damares dos Direitos Humanos e o outro do Turismo. Ernesto Araújo é da “ala ideológica do Olavo”, um sujeito que nem mora aqui…
    Pode até não ter havido um golpe “propriamente dito”, em função das circunstâncias, mas houve uma tomada do Poder sem que tivessem havido eleições, embora o Povo tenha sido simpático a esse “movimento” e se manifestado favorável em inúmeros eventos. Isso é um fato. Contudo, o Brasil sofreu uma ditadura, porque as eleições se deram de forma indireta, salvo algumas municipais… Mas houve uma ditadura, embora BASTANTE NECESSÁRIA, reconheçamos. O que seria de nós não fosse a valorosa intervenção de nossas gloriosas Força Armadas. É paradoxal, mas a ditadura brasileira foi bastante comedida. E se houve repressão, isso se deu em virtude do avanço da esquerda armada, que desejava implantar em terras do Pixuleco (*) uma outra espécie de ditadura, essa muito sanguinária, assassina, na qual estaríamos imersos até hoje (!).
    Bem, isso é histórico e qualquer um tem acesso às informações… Mas quanto o (*) que coloquei depois do Pixuleco, era só para lembrar que, nesse tempo, o Pixuleco era informante do Delegado Romeu Tuma. O “Barba” era X9 do Delegado. Isso também é histórico.

  3. Lucas Aly disse:

    Esse chanceler é PATÉTICO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito. Mantenha o Congresso em Foco na frente.

Seja Membro do Congresso em Foco

Apoie

Newsletter Farol Político

Perspectivas exclusivas e a melhor análise do poder

assine

Receba notícias também via