Mourão: “O Brasil e a China têm um casamento inevitável”

agronegócioBraga NettoChinacoronavíruscovid-19general mourãoinfraestruturaItaúJair BolsonaroPaulo GuedesPró-Brasilrecuperação fiscal
Comentários (1)
Comentar
  • Felix

    Ainda bem que o próximo presidente pensa assim sobre a China!