Congresso em Foco

Pedro Pontual, especialista em políticas públicas e presidente da Anesp [fotografo] Pryscilla K./Divulgação [/fotografo]

“Dia seguinte à aprovação da reforma administrativa será caos absoluto”, diz especialista

20.05.2021 09:27 7

Publicidade

7 respostas para ““Dia seguinte à aprovação da reforma administrativa será caos absoluto”, diz especialista”

  1. Victor Camargo disse:

    A proposta apresentada pelo Executivo esvazia o Estado na justificativa irreal de que o Estado custa caro e é ineficiente. Quando olhamos de maneira rápida, podemos sim chegar a esse ponto, mas a questão é mais profunda do que aparenta ser. Questões como desligamento do servidor por ineficiência não são inovadoras, já se prevê, ao menos, o desligamento do servidor por ineficiência no serviço. Falta regulamentação do dispositivo na Constituição. Abusar do sentimento de ineficiência do Estado na população para passar uma “reforma”dessa é no mínimo suspeito. Não creio no sentimento altruísta do Governo de promover uma reforma que em teoria trará dinheiro a longo prazo. As reformas deveriam ser política, administrativa e tributária, facilitando a vida do empreendedor e do empresário que se perde numa cadeia tributária maluca que foi feita para não ser entendida. Se o Estado tem que diminuir, que diminua para todos, sem exceções. Menos Estado para vocês e mais Estado para mim é no mínimo hipocrisia.

  2. Aparecida Dias disse:

    Realmente, servidores de base, como profissionais da Educação e Saúde, cuja maioria recebe até quatro salários mínimos (quando muito) e que estão se desdobrando para trabalhar durante a pandemia, são uns privilegiados. Já nos privilégios dos senhores parlamentares, ninguém toca, afinal, são só trinta salários! Não vou nem comentar a penúria de juízes e militares… Menos mal que também ficaram de fora.

  3. wilcax disse:

    material divulgado pelo globo é raso, de baixa qualidade. Relatórios do Banco Mundial também devem se enquadrar nas teorias do nosso edward mãos de tesoura ai.

  4. Lithiely Melo disse:

    A proposta só visa beneficiar a elite do funcionalismo ao não tocar neles e a abrir de vez as portas ao apadrinhamento político sem nenhum tipo de mérito. è vergonhosa essa reforma e nem deveria estar sendo discutida em um momento que estamos passando. Não possui dados técnicos de absolutamente nada e não podemos mudar a constituição baseado no “eu acho”. Isso afetará toda a sociedade.

  5. Valter Moreira disse:

    A profundidade das respostas é um pouco inferior à de uma piscina infantil de plástico.
    Vim empolgado, pois estou pesquisando o tema e…… nada, nada, nada.
    Triste, mas já estou acostumado, se quero me informar eu mesmo que tenho que descascar o abacaxi.

  6. Jorge Teixeira Carneiro disse:

    Leitura muito prazerosa.
    Finalmente uma opinião de um ”especialista” dos ”especialistas”.
    Sr. ”especialista” em orçamento público, onde o senhor estava entre 2003 e 2018?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito. Mantenha o Congresso em Foco na frente.

Seja Membro do Congresso em Foco

Apoie

Newsletter Farol Político

Perspectivas exclusivas e a melhor análise do poder

assine

Receba notícias também via