Congresso em Foco

[fotografo] Tânia Rego / Agência Brasil [/fotografo]

Bolsonaro manteve discurso contrário aos direitos humanos, diz Anistia

29.02.2020 07:27 7

Publicidade

7 respostas para “Bolsonaro manteve discurso contrário aos direitos humanos, diz Anistia”

  1. Name disse:

    Entendendo que a entidade conhecida por Direitos Humanos é apenas uma ramificação à serviço do Partido, eu também discordo de muita coisa que vêm deles.

  2. RômuloJ. Vieira disse:

    A verdade que ninguem fala ou não sabe é simples: Nenhum país que já era pobre e rural, pode dobrar sua população em 25 anos sem pagar as consequências disso. Em 1970 o Brasil tinha 90 milhões de habitantes, sendo 65% na área rural, e em 1995 portanto 25 anos depois o Brasil passou a ter 190 milhões de habitantes e 65% na área urbana. Hoje em 2020 portanto outros 25 anos, a população está em 208 milhões conforme o IBGE, subiu nestes ultimos 25 anos apenas 18 milhoes, enquanto nos 25 anos anteriores 100 milhões de habitantes.Com isso houve o aumento explosivo do tamanho das capitais e grandes cidades, e não houve tempo hábil,nem dinheiro suficiente prá dar conta dessa demanda absurda. Sem ser demasiado crítico e pessimista, acho que os governos de 1995 até hoje a despeito da tragédia da corrupção,até que fizeram muito. Daqui prá frente se a base populacional se mantiver nesse patamar ou um pouco acima, é possivel que em 40 anos se forem praticadas políticas públicas corretas,é possível termos o desfavelamento das cidades, e a consequente melhoria da qualidade de vida!

  3. wzfr disse:

    ESSA BOSTA DE DISCURSO DE DIREITOS HUMANOS JÁ ENCHEU O SACO, É UM MANTRA DA ESQUERDA CANALHA E BANDIDA CONTRA O CIDADAO DE BEM E A FAVOR DA BANDIDAGEM E DA CRIMINALIDADE. VEJA NO QUE DEU ESTA DOUTRINA, SO DEFENDEM O BANDIDO, NUNCA A VÍTIMA. BANDIDO BOM É BANDIDO MORTO.

  4. Anides Soares disse:

    O Brasil, após aprovação do Estatuto do Desarmamento, do cidadão comum, mudou .Antes deste malfadado estatuto, comprava-se armas nas lojas. O estatuto proibiu o cidadão de portar arma, tal qual ocorre em todos países comunistas, ditos socialistas, e a coisa desandou.Aí bandido, criminoso contumaz, assaltante, traficante, viu o cidadão desarmado e começou a agir à vontade.Sabendo que o cidadão temente às leis está desarmado e entregue à “proteção” do estado, que nunca aparece, que chega depois do assalto, do assassinato, deita e rola.Perdeu o medo de roubar, matar,estuprar traficar, e o maior dos males, perdeu o medo da polícia. Daí os confrontos, e a história de que a polícia mata. O ideal é que não morressem inocentes.Mas qual a guerra onde não morre inocente? E estamos em guerra. Não saio de casa após 7 horas da noite Criminoso pode andar 24 horas armado.

  5. Ivan Brafman disse:

    O Brasil nessa crise insuportável, trágica e vergonhosa em todas as
    áreas, educação, saúde, agricultura, segurança pública, social,
    economia, enfim, estamos atolados num caos total, numa decadência
    escandalosa. Não interessa de quem é a culpa, não importa qual o partido
    de quem governou mal no passado, aliás, essa tática, essa estratégia de
    não resolver os graves e sérios problemas do Brasil, que deveriam
    merecer prioridade total do governo, e dizer que se “estamos mal, a
    culpa é dos governos passados”, isso não funciona mais, não “cola” mais,
    perdeu a validade a muito tempo (na verdade nunca deu certo, esse
    argumento fajuto de quem é incompetente). Então, trabalho a favor do
    povo: Nada, nada, nada. O que a população pode ver são brigas,
    conflitos, ofensas, agressões, desacatos, desavenças, tumultos. Foi para
    isso que tivemos eleições no ano de 2018? Um aviso aos fanáticos e a
    todos que adoram idolatrar o que não está dando certo: Parem com isso.

  6. Jose Mayo disse:

    E da redução global da violência, com cerca de 20% menos mortes em relação ao ano anterior, menos assaltos, menos roubos de carga, recordes na apreensão de drogas e etc essa porcaria de instituto nada fala? De que os supostos devastadores incêndios estão na média dos últimos 15 anos, também não fala? Do Projeto de Lei para regulação do Art. 231 da CF/88, finalmente levado ao Congresso pelo poder Executivo após 32 anos de promulgação dessa Carta, também não fala? Bem… se é só pra falar mal e nunca reconhecer os avanços, porquê devemos ouvir ou repercutir a Anistia Internacional?

    • Roberto loyola Dutra disse:

      na verdade a violência, apenas mudou de lado, e infelizmente não generalizando, a maioria dos policiais, juizes, tem o poder e as vezes abusam dele, atuam conforme suas vontades. mas realmente só nao enxerga quem nao quer, só a segurança esta sendo beneficiada neste governo, a educaçao vai mal, a saude vai mal, o trabalhador assalariado piorou com as reformas, enfim, o aposentadoria piorou, sou servidor publico da saúde, piorou muito. a incidencia de hiv , hpv, entre outras doenças aumentou muito , medicamentos, profissionais deficientes e salario ja algum tempo sem reajuste, hoje um salario basico de alguns medicos chega entre 2000 a 3000 reais no estado, o governo tem que ser seu, meu, nosso, de todos e nao de militar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito. Mantenha o Congresso em Foco na frente.

Seja Membro do Congresso em Foco

Apoie

Newsletter Farol Político

Perspectivas exclusivas e a melhor análise do poder

assine

Receba notícias também via