“Que alegria esta notícia”: deputado tuíta e apaga mensagem sobre chacina

O deputado federal Sargento Fahur (PSD-PR) chegou a comemorar o número de mortes na chacina da comunidade do Jacarezinho, ocorrida na quinta-feira (6).

"Polícia Civil do Rio de Janeiro cancela 24 CPFs de traficantes. Que alegria essa notícia", escreveu o paranaense, em seu Twitter. A mensagem, escrita às 19h11 da quinta-feira, acabou sendo apagada logo depois. A mensagem acabou recuperada pelo Projeto 7C0, um robô que automaticamente busca mensagens apagadas diariamente em perfis ligados à administração pública e os compila, novamente, no Twitter.

A operação da Polícia Civil teve até o momento o saldo de 27 moradores mortos, além de um policial. Segundo representantes de direitos humanos e membros da comunidade, muito dos moradores mortos não tinham nenhuma ligação com crimes, e foram executados sumariamente pelas forças de Estado.

Apesar da mensagem apagada, Fahur – que era policial rodoviário antes de assumir o mandato – deixou  bem clara sua posição sobre o tema em outras mensagens. "Gente, o que tem de organização que defende bandido, cacarejando por causa da morte daqueles criminosos no Rio de Janeiro é assustador", escreveu, nesta sexta-feira (6). "Impossível combater a criminalidade em um país infestado dessas pragas, que tratam vagabundos como vítimas". O deputado também criticou outros partidos por defenderem investigações ao tema.

O Congresso em Foco não conseguiu contato com o deputado, sem sucesso. O espaço permanece aberto para manifestações.


> Deputado pede que Câmara investigue mortes em operação no Jacarezinho
> “Não enche o saco”, diz Bolsonaro sobre CPI que investiga uso de cloroquina

Continuar lendo