Novo carregamento de Coronavac chega ao Brasil

O secretário da Saúde do Estado de São Paulo, Jean Gorinchteyn, e o presidente do Instituto Butantan, Dimas Covas, acompanharam nesta quinta-feira (24) a chegada do quarto lote vindo da China com o equivalente a 5,5 milhões de doses da vacina contra o coronavírus.

A carga é composta por 2,1 milhões de doses já prontas para aplicação e mais 2,1 mil litros de insumos, correspondentes a 3,4 milhões de doses que serão envasadas no complexo fabril do Butantan, na capital paulista.

Outros dois carregamentos devem desembarcar no país na próxima semana, nos dias 28 e 30 de dezembro, totalizando 10,8 milhões de doses em solo brasileiro ainda em 2020. O início do Plano Estadual de Imunização segue previsto para o dia 25 de janeiro.

O primeiro lote com 120 mil doses chegou ao Brasil no dia 19 de novembro. O segundo carregamento, com 600 litros a granel do insumo, correspondente a um milhão de doses, desembarcou em 3 de dezembro. Já a terceira remessa, com 2 milhões de doses, foi recebida no último dia 18.

Instituto Butantan e o Governo de São Paulo anunciaram nesta quarta-feira (23), que a vacina Coronavac, desenvolvida em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac, atingiu a eficácia mínima  exigida pelas agências regulatórias, mas não apresentaram o porcentual exato da eficácia da vacina nem demais dados do imunizante. A justificativa é que a Sinovac solicitou a base de dados para análise e que, contratualmente, os dados não podem ser divulgados unilateralmente.

> Butantan diz que Coronavac é eficaz, mas adia divulgação de resultados

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!