Butantan diz que Coronavac é eficaz, mas adia divulgação de resultados

O Instituto Butantan e o Governo de São Paulo anunciaram nesta quarta-feira (23), que a vacina Coronavac, desenvolvida em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac, atingiu a eficácia mínima  exigida pelas agências regulatórias, mas não apresentaram o porcentual exato da eficácia da vacina nem demais dados do imunizante. A justificativa é que a Sinovac solicitou a base de dados para análise e que, contratualmente, os dados não podem ser divulgados unilateralmente.

Segundo o diretor do Butantan, Dimas Covas, os dados comprovam que, além de segura, a vacina é eficaz, já que a taxa de eficácia - apesar de não ter sido anunciada - foi superior ao valor mínimo recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), que é de 50%, segundo o secretário de Saúde do estado de São Paulo, Jean Gorinchteyn

Este é a segunda vez que o Butantan adia a divulgação dos resultados, previstos originalmente para o dia 15 de dezembro.

Segundo Dimas Covas, os dados só serão encaminhados à Anvisa após a análise da Sinovac, que deve levar cerca de 15 dias.

 

Continuar lendo

Assine e obtenha atualizações em tempo real em seu dispositivo!