Congresso em Foco

Lula e o então vice-presidente Michel Temer [fotografo] Ricardo Stuckert / Instituto Lula [/fotografo]

Lula abre o jogo: vê luta armada como algo que só cabe na cabeça de moleques e elogia “coragem” de Temer

03.03.2018 14:00 5

5 respostas para “Lula abre o jogo: vê luta armada como algo que só cabe na cabeça de moleques e elogia “coragem” de Temer”

  1. Luis Gregório Luis disse:

    LUlla ladrão fora da casinha. Vai pra cadeia sim malandro corrupto safado.

  2. Walldemar Sobrinho disse:

    Inicio meu comentário saudando os Grandes Militares de 1964, por terem derrotado os terroristas quando a sociedade de bem clamou por sua bravura e honra. Ademais, a todas as outras referências, jaula, apenas isso.

  3. Agnaldo Antônio Perez Nogueira disse:

    O PT está se mancomunando como sempre com quem acredita que possa legar alguma vantagem na disputa pelo poder, foi assim em 2003 com a aliança dos cupaneros PMDB e agora o elogio a Temer. É GOLPE.

  4. Fábio disse:

    Lungaretti, com todo respeito, essa história do golpe da Globo é uma tremenda bobagem, uma teoria conspiratória das mais cômicas, bem ao gosto de fanáticos ideológicos que tem seus inimigos imaginários de sempre (EUA, Globo, Cia, zzzzzzzzz….).
    Ora, o Temer recebeu até mala de propina. A Globo inventou isso ou apenas noticiou? Pode dizer que noticiou com estardalhaço, mas qual deveria ser a cobertura envolvendo escândalo de corrupção do Presidente da República em pleno mandato? Só a Globo noticiou ou toda a imprensa, dos veículos tradicionais aos blogs de esquerda? E depois disso os parlamentares foram comprados com dinheiro público, por meio das emendas, para suspender as investigações.
    Quanto ao Lula elogiando o Temer, isso mostra mais uma vez a farsa do discurso do golpe petista.

    • Celso Lungaretti disse:

      Fábio,

      hoje já não existe a mais remota dúvida de que houve um CONLUIO entre a Procuradoria Geral da República e os irmãos Batista, com um procurador que prestava serviços aos dois lados fazendo a ponte entre eles e instruindo o Joesley a tentar arrancar de qualquer jeito afirmações comprometedoras do Temer, enquanto o Janot fingia nada perceber. Isto, em termos jurídicos não passa de um FLAGRANTE ARMADO, legalmente inaceitável.

      Quanto à Globo, divulgou o pacote, que deveria estar sob segredo de Justiça, em primeiríssima mão e em seguida colocou seus jornais, revista e emissoras de TV a exigirem estridentemente, o tempo todo, a renúncia do Temer. Até um foquinha de jornalismo percebia que se tratava de uma AÇÃO CONCERTADA.

      Isto eu escrevi desde o primeiro dia e os petistas das redes sociais, cegos pela obsessão de se vingarem do Temer por causa do impeachment da Dilma, caíram de pau em cima de mim. Depois, contudo, foi pouco a pouco se evidenciando a atuação totalmente tendenciosa do Janot e o rosário de ilegalidades cometidas na delação premiada da J&F.

      A tramoia fracassou exatamente porque tanto o Janot quanto a Globo estavam ansiosos demais, tinham lá seus motivos para quererem se livrar do Temer o quanto antes, então botaram o espetáculo em cartaz de forma precipitada, quando as apurações ainda estavam em curso e a denúncia ainda não podia ser montada com o rigor necessário (daí se ter mais tarde constatado que ela possuía mais furos do que uma peneira).

      Fizeram uma aposta arriscada: ou o rolo compressor midiático derrubaria Temer de imediato, levando-o arenunciar, ou a denúncia acabaria se esfarelando e não sendo suficiente para justificar um impeachment. Como disse o Lula, o Temer teve a coragem de desmascarar o Janot e o Joesley e ganhou a parada.

      De resto, o Lula agora está apenas falando claramente o que antes já pensava. Pois, durante a crise, ele jamais favoreceu a destituição do Temer, daí o PT ter sempre corrido pra não chegar. O discurso era indignado para corresponder à narrativa do golpe, mas as ações concretas foram anódinas o tempo todo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Se você chegou até aqui, uma pergunta: qual o único veículo brasileiro voltado exclusivamente para cobertura do Parlamento? Isso mesmo, é o Congresso em Foco. Estamos há 17 anos em Brasília de olho no centro do poder. Nosso jornalismo é único, comprometido e independente. Porque o Congresso em Foco é sempre o primeiro a saber. Precisamos muito do seu apoio para continuarmos firmes nessa missão, entregando a você e a todos um jornalismo de qualidade, comprometido com a sociedade e gratuito. Mantenha o Congresso em Foco na frente.

Seja Membro do Congresso em Foco

Apoie

Newsletter Farol Político

Perspectivas exclusivas e a melhor análise do poder

assine

Receba notícias também via